D. João VI

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Dom João VI)
Ir para: navegação, pesquisa
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um vinho ishtränho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Se vəndalizarish, um bäenfiquista vai atrás də tua mãe

Cquote1.png Caaaarlooota, caarlootinha, já pedistes pros negrinhos esquentarem o meu frango? Teu rei estás com fome Cquote2.png
D. João VI e sua frase do dia dia
Cquote1.png QUANDO EU TE PEGAR, EU VOU COMER TEU CU, SEU FILHO DA PUTA!!! Cquote2.png
Napoleão Bonaparte sobre a fuga do Rei D. João VI para o Brasil
Cquote1.png Lobaaatoooo, lobaaatinhoooo, cadê meu franguinhoooo Cquote2.png
D. João VI e mais uma frase do dia dia

Cquote1.png Ai, chefia! Perdeu, perdeu, perdeu playboy! Cquote2.png
carioca sobre recepção a chegada D. João

D. João, o rei mais feio que já cruzou o Oceano Atlântico. E também o rei mais belo. E também o mais gordo, e também o mais magro.

Cquote1.png Aiiiii Jesuiiisss Cquote2.png
D. João VI após o assalto
Cquote1.png Que que esse cara fez de bom? Cquote2.png
Burro sobre D. João VI
Cquote1.png Na União Soviética, quem foge pro Brasil é VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre fuga de D.João VI para o Brasil

D. João VI, Rei de Portugal e do Brasil, foi filho de D. Maria, a louca e seu próprio tio.

Infância complicada e infeliz, teve ainda o azar de ver sua mãe enlouquecer de tesão e ele ter que assumir o reino governando-o de um trono com descarga. Para piorar, Napoleão Bonaparte teve a péssima ideia de tomar aquela porra de terrinha Portugal tocando, na porrada, aqueles portugas covardes. Fuga da Família Real em 1807.

Para piorar ainda mais, sua quenga, Carlota Joaquina, detestava ele e como boa Habsburgo metia-lhe os cornos a todo momento, lhe transformando num corno, o que se agravou mais ainda com seu extremo contato com marujos.

Cquote1.png Cabrón!!! Cquote2.png
Carlota Joaquina sobre D. João VI

Vindo para o Brasil-brasileiro, ele adorou comia frango feito um porquinho e a ralezada do Rio de Janeiro, cariocas muito izpertos, puxavam seu saco para conseguir favores 9já os paulistas vomitavam nele). No seu govern,o o Rio de Janeiro teve a única reforma urbanística da História o que facilitou a formação das favelas e o sucesso dos traficantes que estaria por vir.

João VI também tinha dois filhos: o carismático, pegador e sifílico D. Pedro e seu caçula D. Miguel, que era esnobe, maquiavélico, maligno, rancoroso, invejoso e sonhava um dia matar o pai e o irmão para ser rei antes que o Brasil inteiro fosse sifilizado pelas trepadas promíscuas de seu irmão Pedro I. Ou antes que seu pai João VI trocasse a coroa por um frango da padaria do portuga Mainel.

Finalmente, uma Revolução em Portugal em 1820 o obrigou a voltar para lá. O que deu merda, porque era justamente a desculpa que D. Pedro I queria para declarar a Independência do Brasil e se dizer Imperador, numa tentativa edipiana de vencer o próprio pai, mas ao fim e ao cabo "cagou e sentou em cima" como um bom portuga. Voltando todo fodido de raiva para Portugal, ainda teve que enfrentar a mulher que duas vezes tentou dar o golpe de Estado nele pois percebeu cedo que João era burro e não fazia nada direito. Como se não bastasse só os chifres, que João VI chamava "galhinhos de Viseu".

Dom João VI, com seu traje de Rei em um dia de mau-humor

Morreu de uma overdose de peido alérgico depois de comer 66 frangos mal cozidos no leite de pau-teimoso, regado ao som de muito fado argentino. Por ter passado tanto tempo fugido no Brasil, seu metabolismo já estava muito desacostumado com a culinária lusitana, (Napoleão odiou) que gira em torno de ovos de mosquito da Beira e isso explica porque a expectativa de vida portuguesa é tão reduzida... mas os portugas acreditam que D. Miguel pôs veneno para matar o pai-corno. Palmas para D. Miguel.

Genealogia[editar]

Filho de D. Maria, a louca com o rei D. Pedro III. Porém D. Pedro III era TIO de D. Maria, que era filha de D. José I, filho de D. João V que foi pai de D. Pedro III. Ou seja, D. João VI era primo em segundo-grau de si mesmo.

Cquote1.png Puta que pariu isso que é uma orgia Cquote2.png
um idiota qualquer sobre essa idiotice!

Precedido por
D. Maria, a louca
Rei de Portugal e Algarves, Imperador do Brasil nas horas vagas
1816 - 1831
Sucedido por
D. Pedro IV, que era D. Pedro I