Dungeon Siege

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Dungeon Siege é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Vayne Aurelius faz mais uma Heal Jar.


Dungeon Sigi
Dungeon Sigi logo.png
Logotipo da série conforme a fonética
Gênero porradaria com RPG, hack and slash e beat em up
Desenvolvedor Obsidian Entertainment
Publicador Square-Enix
Plataforma de origem PC
Primeiro lançamento Dungeon Siege I (2002)
Último lançamento Dungeon Siege III (2016)

Dungeon Siege é uma desconhecida série de jogos de RPG, que na verdade mais parecem jogos de beat 'em up ou hack and slash, visto que os combates são sempre só massacrar botões sem qualquer estratégia, tática ou lógica, os enredos são insípidas e os personagens personificações do que é ser genérico e clichê. Mesmo assim, os jogos desta série fazem um relativo sucesso num pequeno nicho de nerds virgens que consideram essa porcaria o mais próximo do que experienciam quando jogam D&D.

Criação[editar]

Dungeon Siege 1 foi o primeiro jogo da então recém criada produtora Gas Powered Games, formada por estagiários renegados do Total Annihilation, e isso explica porque o jogo era sem criatividade, sem carisma, repleto de clichês e absolutamente esquecível. Jogar Dungeon Siege é frequentemente uma sensação de estar jogando um game feito por alguém que acabou de se formar e está apresentando a sua magnífica obra no trabalho de conclusão de curso, que é algo cheio de boas ideias mas terrivelmente mal executado, e qualquer site de críticas soube disso.

Os criadores do jogo, sabendo disso, lançaram o Dungeon Siege II focado no fato de que ele rodaria em qualquer PC, por pior que fosse, atraindo assim para si o seleto nicho de fãs hoje conhecidos como "nerd pobre", que é aquele que pede baralhos de Magic emprestados para os amigos, lê os livros de D&D dos amigos, faz cospobre e até hoje não tem dinheiro para comprar um Final Fantasy ou para montar um computador capaz de suportá-lo, então se contenta com jogos de flash e Dungeon Siege. Claro que essa estratégia levaria a Gas Powered Games à falência, e a marca seria vendida para a Obsidian Entertainment.

A Obsidian Entertainment criaria então o Dungeon Siege III, que recebeu avaliações medianas de todo mundo, porque novamente, é aquele típico jogo visivelmente mal feito mas que visivelmente também foi feito com certo amor e carinho, e por isso as pessoas ficam com vergonha de xingar o jogo (a não ser que tenha adquirido esse jogo por mais de 100 reais, aí pode xingar o filho da puta que te roubou, porque o jogo não vale isso tudo). Dado o fracasso do jogo, não há sinais que um quarto jogo pode ser feito, ainda bem.

Jogabilidade[editar]

Os jogos de Dungeon Siege oferecem uma jogabilidade baseada nos joguinhos enjoativos de beat 'em up, com um gameplay focado exclusivamente em sair andando para frente numa aventura linear e descendo a porrada em qualquer coisa que se mexer até a tela ficar vazia, andar mais um pouquinho e enfiar a porrada em cópias dos mesmos inimigos já derrotados, e assim num loop quase que infinito de repetição eterna de bater em soldadinhos, aranhas e basicamente só isso. Por ter uns falsos elementos de level up, armamentos e equipamentos, o jogo tenta enganar tratar-se de algum tipo de RPG rico e variado, mas é claramente só um beat 'em up bem pobre.

Jogos[editar]

  • Dungeon Siege 1 - O primeiro jogo da série, desenvolvido especialmente e dedicadamente para o PC da Xuxa, tinha como principal propaganda de marketing e ponto positivo o fato de conseguir rodar em qualquer computador, por mais lixo que fosse, até mesmo nos computadores 266 com Windows 95, sendo assim não focava-se em qualidade, tentando copiar o Tibia para ser um RPG de pobre. Como é típico de jogos de PC, não foram lançados DLCs, mas sim pacotes de expansão, o Lendas da Aranha.
  • Dungeon Siege II - Espécie de Warcraft sem carisma e que não pode ser jogado online (exceto se você não se incomodar com lags e servidores desertos), se o primeiro jogo já era desconhecido, esse é mais ainda. E para não perder o costume, teve lá seu pacote de expansão também.
  • Dungeon Siege III - Com a falência da Gas Powered Games, esta versão saiu para consoles também e deixou de ter aquela cara de "jogo de PC de pobre" e passou a ter cara de "jogo de PS3 mal feito". Para não perder o hábito, criaram um DLC também, mas ainda procura-se quem foi o idiota que se prontificou a comprar isto.
v d e h
Dungeon Siege logo.gif