Durião

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Victreebel.jpg Este artigo faz parte do incrível mundo Vegetal Folhoso

Este vegetal foi certificado pelo Greenpeace sendo livre de agrotóxicos e outras pragas nocivas.

Durião/Durian
Um monteado de Duriãos esperando para serem comprados
Um monteado de Duriãos esperando para serem comprados
Classificação científica
Reino: Plantinha
Superdivisão: Plantas com esperma
Divisão: Anjo esperma
Classe: Eudissecotia
Subclasse: Rosinhas
Ordem: Malvada demais
Família: Malvadeza
Gênero: Duro
Espécie: Durão
duro espinetzius

Cquote1.png Você quis dizer: Jaca Cquote2.png
Google sobre Durião
Cquote1.png Experimente também: Jaca Cquote2.png
Sugestão do Google para Durião
Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Jaca Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Durião
Cquote1.png Soltaram a bomba atômica! Cquote2.png
Alguém ao sentir o cheiro de um durião

Durião, durian, ou também duriã é uma fruta tropical que você provavelmente não conhece, é muito muito muito muito muito parecido com a jaca, mas só parecido mesmo, porque ela é bem diferente da bolota que este artigo agora vai explicar. É uma fruta comum em países da Indochina e da Indonésia, então não estranhe os indonésios preferirem durião ao invés de uma laranja ou maçã.

A fruta é nada mais nada menos que uma bolota espinhosa capaz de arrancar o coro da sua mão caso não coloque uma luva, tem um cheiro variável que pode ser (ou não) de vomito, diarreia ou DRVHSNDOCBIVDSGFEHWFWCUDDBOSNLONI.

História[editar]

Um apreciador da obra na qual é cultivada a tantos anos.

O durião é de origem da ilha de Sucata e de Bordeo, e hoje é a fruta mais abundante dessas ilhas, segundo o cacique da República Florestal da Indonésia, todo o morador tem uma arvore de durião no quintal, o equivalente a 13 duriãos por pessoa no país a cada meio ano. Essa fartura de durião se dá pelo fato de dês dos primórdios da Terra o durião já era cultivado, ao quem diga que a fruta já foi uma especie de alimento dado pelo cramunhão por sua quantidade de espinhos.

Assim que as grandes navegações começaram, quem estava na indonésia era Pedro Alvares Cabral, ele ao invadir passear por uma vila, acha por um bocado de duriãos largados ao chão afrente da casa da mãe joana, e parece que Pedro deu uma bela duma mordida na fruta na qual ele a chamou de Jaca, a história não para por aí, mas o resto é só história...

Uma placa de adoração aos duriãos, pode ser encontrada em todo o lugar.

Em 1600 e alguma coisa, Holandeses decidiram se instalar nas tais Índias Orientais para ganhar força econômica vendendo frutas exóticas da Indonésia a Europa. De primeiro o durião foi exportado a preço de banana aos grandes impérios, a fruta ficou famosa e desejada o que acabou por aumentar o preço, sendo mais caro até mesmo do que 200 gramas de sal. Acabou por ser abandonada em alto mar em 0 de onzembro de 16342 quando o capitão ficou pistola com o cheiro da fruta, depois desse dia, nunca mais a fruta foi vista em terras europeias.

Hoje em dia a fruta apenas se encontra na Indonésia e países próximos que ninguém se importa (e também escondido em algum lugar na República das Bananas).

Cultura[editar]

Dês de que a indonésia virou um país, o durião está constantemente na vida cotidiana e rotina de seu povo. Tão amada que o governo proibiu a venda da fruta em feiras, ou no centro da cidade, ao invés disso a venda do durião é feita apenas no cu do mundo em algum lugar na densa mata.

Com o durião se pode fazer um belo bolinho canibal para veganos a base de durião e gordura vegetal, e também uma maravilha turca, sem contar que se pode usar a fruta para salpicar a carne e também com tempero de pizzas.