Emerald Sword

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mafiapre.jpg PORCA DESCICLOPÉDIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Musical2.jpg It's time to sing!

Este artigo é sobre um Musical! Ele começa a cantar e dançar do nada, sonha um dia estar na Broadway, grande parte de seu público é boiola e sua trama costuma ser chata e sem-sentido.

Cuidado! A qualquer momento um número musical pode ter início!

Capa do single mais famoso da saga, intitulado com o mesmo nome pelo mesmo nerd viado punheteiro

Cquote1.png Você quis dizer: Senhor dos Anéis mais chato? Cquote2.png
Google sobre Emerald Sword
Cquote1.png Você pode achar que é o contrário, mas na verdade Tolkien copiou Gandalf de mim Cquote2.png
Mago Aresius sobre citação acima.
Cquote1.png Essa espada é uma delícia, cara! Cquote2.png
Jailson Mendes sobre este artigo.
Cquote1.png A verdade é que isso era pra ser um musical, mas nunca quiseram apresentar. Cquote2.png
Fabio Lione indignado.
Cquote1.png PORCO DIO NENE!! Cquote2.png
Italiano qualquer sobre baitolice que virou a música da Itália.

Emerald Sword ou Emerald Sword Saga é um musical que foi criado e gravado pela banda de Power Tr00 Metal italiana Rhapsody of Fire, cinco álbuns da banda fazem parte da saga. Era para ter sido um fodendo musical famoso, mas nunca foi apresentado porque é muito chato, fala sério, quem vai gostar dessa merda? dificil de ser tocado, diferente da Punheta que faz seus banhos demorados.

Como foi criado[editar]

Lá estava Luca Turilli, jogando Dungeons and Dragons, enquanto sua mão namorada insistia para que ele fizesse algo com ela, e apareceu o Fabio Lione e então seus personagens fizeram uma suruba gay, e Fabio começou a representar os gemidos com sua afeminada potente voz, e então, ele começou a falar coisas sem sentido como "isso vai, me de sua espada de esmeralda", "pra poder completar vai ter que achar minha espada", e esssas coisas que todo jogador de RPG fala durante a sessão de suruba do sabado à noite.

Enredo[editar]

Imagem do Guerreiro comendo montando Gretchen.

Era uma vez um senhor pirocudo do mal, comedor de vaginas, que estava sem nada pra fazer, então ele decidiu marchar contra os viadinhos de Algalord, desesperado com a situação, um outro comedor de vaginas, porém esse era do bem, e consequentemente asiatico, chamado de Mago Aresius, ficou preocupado com isso, e pra resolver a situação fumou seu chapéu foi atrás do guerreiro de gelo, o escolhido para achar os Três Cupons Mágicos para abrir as portas das lojas eróticas, e então conseguir finalmente achar a Espada de Esmeralda, que era o nome de um enorme pinto de borracha, que ele usaria para comer várias novinhas, já que todo bom jogador de RPG e o pessoal de Algalord, além de virgem, tem pinto pequeno, e provar para o senhor do mal que o pessoal de Algalord era na verdade Tranzudo diferente de você que está lendo isso, e então ele começou sua busca.

Cena do DVD gravado pelo guerreiro de gelo.

A primeira coisa que o Guerreiro de gelo faz, ninguém sabe porque, é ir até o acre Ancelot, onde o pessoal era mais viado, e por isso o Senhor do mal matou todo mundo primeiro. O guerreiro de gelo estava arrasado, porque era lá onde estava a Princesa Airin, e ela tinha prometido que ia finalmente liberar a fogosa pra ele, porque como todo jogador de RPG, ele era virgem, mas diferente dos outros não aguentava mais aceitar seu pedido de casamento pirocudo, com direito a pombas, pão de batata e essas coisas... Mas na verdade, a princesa não estava morta, o Senhor do Mal apenas fez com que ele pensasse isso, para despertar o homossexualismo escondido dentro do Guerreiro de Gelo. Então, algumas cidades adiante, o Guerreiro de Gelo, encontra o Príncipe Arwald, irmão da princessa Airin, e, pra tentar esquecer a princesa, os dois gravam um Porno Gay intitulado Pai de Família.

Após essa parada deliciosa em sua Busca, o guerreiro de gelo parte de volta em sua busca, e pra achar o primeiro cupom tem que enfrentar o espelho do Negro Drama, e faz isso com sucesso, depois, para o segundo cupom, teve que enfrentar Gretchen, o Dragão, mas, ao invés de matá-lo, o guerreiro de gelo o liberta do feitiço e faz mais um Porno Gay, intitulado Pai de Família 2: A peça e finalmente, a terceira chave fica na enorme caverna mágica, conhecida como rabo da Dercy, onde o Tranzudo mago Aresius o esperava para gravar uma terceira edição do Pai de Família.

Então finalmente o guerreiro consegue a Espada, mas, sabe o que esse nerd filha da puta faz ao invés de matar o Senhor do mal? ele cai em uma armadilha de seus generais, capitães, seilá acontece uma virada na história, pois um servo do Senhor pirocudo do mal, chamado de D4rg00r Dargor, captura seus amiguinhos, incluindo a princessa Airin, a qual agora o Guerreiro de gelo sabe que está viva, e pede a Espada em troca deles, e esse viado da o brioco a espada para Dargor, e Dargor trai o acordo, assim como todo personagem clichê do mal, e o captura junto com seus amigos. Como ele era muito magro, pois tinha que manter o corpinho de modelo, ele escapou por tubos de ventilação, e sai espalhando pra todo mundo que virou Gay e fez um DVD "Adulto".

Depois de um tempo vagabundeando se lamentando, o guerreiro decide voltar a tentar a vitória contra o senhor do mal, que estava arrasando com todos viadonhos de Algaolord, e então o guerreiro vai até a casa de Aresius, onde ele é curado de suas feridas e confusões com um anal gostoso uma magia, e misteriosamente, eles encontram a Espada de Esmeralda enterrada no fiofó do Guerreiro de Gelo, e agora, com a espada de novo, eles marcham contra o senhor do mal, e Dargor, o desafia para um duelo, o guerreiro de gelo, após quase perder vencer, suborna convence Dargor, de que o Senhor do mal estava errado, e os dois juntos derrotam o Senhor pirocudo do mal, e após a derrota dele, a espada de esmeralda é enterrada nos abismos negros que na verdade era o rabo do guerreiro.

Ver também[editar]