Nacional-entreguismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Entreguismo)
Ir para: navegação, pesquisa
Vaca-emo.jpg Nacional-entreguismo é corno(a)!

Ele curte ver sua namorada com outros na cama, joga bola com o ricardão toda sexta-feira e acredita que relacionamentos abertos são cool!

Lazy Homer Simpson.jpg
Pinga.jpg
Nacional-entreguismo possui um refinadíssimo senso de vadiagem.

É procurado pelo emprego e pela dívida, mas foge por estar com calafrios.

Clique aqui pra ver mais gente com vida mansa.

Cquote1.png Viva o Brasil! E agora uma saudação à bandeira americana. USA USA USA! Cquote2.png
Um político nacional-entreguista sobre Nacional-entreguismo

Nacional-entreguismo é uma corrente pilantrista política que vem sendo praticada nas republiquetas da América Latrina há mais de século mas sempre por baixo dos panos e sem ser nomeada. A politicada do Bananil é a mais especialista nisto, e faz décadas que resolveu meter o foda-se e o pratica abertamente, mesmo porque sutileza é coisa de trouxa.

Origens

Entreguismo de direita
Entreguismo de esquerda

Como já foi dito essa é uma política que no papel existe há décadas no terceiro mundo, mas que a classe dominante pratica por debaixo dos panos porque até mesmo esses filhos da puta possuem senso do ridículo. Mas como um certo filósofo chamado Píton (ou foi o discípulo dele?) já declarou, todos acontecimentos da história acontecem duas vezes, uma como tragédia e a outra como farsa e é até fácil de detectar o ciclo: os políticos vagabundos do país, principalmente os Brasileiros, que são oriundos do fundo de um esgoto de alguma favela, subúrbio, boca de fumo, cracolândia ou puteiro de luxo de área rica, começam a cagar o país todo, pensando somente nas bundas deles, na propina que vai entrar no outro dia e esquecem que deviam estar ali pra administrar o caralho do país e não pra encher o bolso deles e do partido podre deles, e o povo por sua vez começa a ficar puto e muda radicalmente de lado de vez em quando, algumas horas procurando discípulos de Augusto Pinochet e outras do Karl Marx. Com o cu na mão, logo aparece um tipo de político "diferente" do que todo mundo já viu, o populista aproveitador da vez que começa a desenvolver umas ideias de nacionalismo muito bizarrésimas e acaba levando um monte de trouxas junto, com discursos feitos pra inseguros com deficiência de testosterona.

O mais legal do nacional-entreguismo é que é geralmente todos os políticos de merda do país o aplicam, mas quando um deles (que levou o país pro esgoto) perde o cargo, tipo num impeachment ou levando saraivada de tiro mesmo, ainda tem a cara de pau de criticar a nova corrente política eleita!! Quanto mais as hipocrisias vão aparecendo é só chamar os seus críticos de coxinha ou comunista ou no máximo, insuflar uma tropa de macacos analfabetos porradeiros a espancar quem criticá-los (tipo o MST ou o Exército) que tá tudo resolvido.

Como ser um nacional-entreguista

Bom, mas eu ainda não expliquei a origem desse nome, certo? Como assim nacional-entreguista? Pois é, o nacional-entreguismo consiste em pagar de nacionalista, usar verde-amarelo (insira aqui as cores do país terceiro-mundista de sua escolha), ficar soltando frase de orgulho à pátria para tudo que é lado... mas ser perfeitamente ok com abaixar as calças do país todo pro primeiro estrangeiro que aparecer com grana, pois afinal de contas nada mais patriota do que um bando de americano, chinês ou europeu cavucando o país que você diz amar até sobrar o bagaço e você ficar com isso mesmo, as sobras.

Veja algumas características:

  • Como dito acima, use bastante verde e amarelo nas suas campanhas políticas
  • De preferência, faça parte de algum partido com referências a patriotismo no nome
  • Slogans como "Brasil acima de tudo" e "Deus, pátria e família" são essenciais.
  • Depois de já ter lavado cerebralmente metade da população com isso, comece a dizer por exemplo que a Amazônia não é só nossa e sim do mundo e que como o país não tem condição de cuidar dela é melhor entregar pra França do Macron ou pros Estados Unidos mesmo. Ninguém vai te criticar, e se criticar, é tudo imperialista burguês ianque/esquerdista mortadela mesmo
  • Mesmo se dizendo representante do povo brasileiro, declare também que índio é tudo vagabundo e que as reservas deles ficariam melhor na mão de ruralista gringo. Entregue a Amazônia pra ONGs comunistas, pra chineses, pra americanos, pra quem você gosta que te suborne.
  • Quando "seu" povo cansar de ser mão-de-obra barata pra estrangeiro, chame-os de preguiçosos
  • Entregue também o petróleo do país (pode ser pra Venezuela, Bolívia, Cuba, EUA, Europa, tanto faz) e alegue que com isso qualquer um vai poder botar sua furadeira Bosch no fundo do oceano e ficar rico, afinal, sempre tem burro que acredita
  • Como nada é tão ruim que não possa piorar, viaje pro país que você puxa o saco, e chegando lá, dê uma pausa no seu evento patriótico para saudar a bandeira deles e puxar coros mesmo sabendo que o presidente de tal país jamais faria o mesmo pelo país que você diz defender

E depois que a "nação" já estiver entregue e dilapidada e o povo tudo puto querendo a sua cabeça, sempre é uma boa se mudar para Portugal (tipo o Gilmar Mendes) e de lá ficar rindo da cara dos pobres.

Niggernazi.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg