Físico-química

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE QUÍMICA

Etanol1.jpg
Forças.jpg Este artigo é relacionado à física.

Não estranhe se ler que trajetória e deslocamento são coisas diferentes.

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Físico-química.

Físico-química é a parte mais chata de toda a química, pois pra piorar a matéria, que já é chata só por ser química, ainda vem acompanhada da física pra explicar alguns fenômenos estranhos na matéria, alguns dos quais não servem pra merda nenhuma em toda a sua vida.

Tudo o que se perde tempo estuda nessa submatéria[editar]

Exemplo de interação físico-química: Um enlenmeyer cheio de uma substância (química) está prestes a cair pela força da gravidade (física).

Soluções[editar]

Essa parte introdutória é onde começa os maiores erros do mundo. Aí vêm um monte de cálculos estequiométricos formulados de diversas maneiras diferentes, e todos devem decorar fórmula por fórmula e saber o que cada uma significa. Exemplos:

A IUPAC (quem?) também sugeriu remover uma outra fórmula: a normalidade, que tinha uma tal de equivalente-grama, mas ainda tem professor chato igual ao Sidney Magal que fica colocando isso só pra encher linguiça e dar zero nos alunos.

Propiedades coligativas[editar]

Apesar dese livro ter uma capa interessante, o conteúdo dele é uma merda.

É o estudo das propriedades das moléculas, que eu nem sabia que tinha propriedade alguma, talvez tenham conseguido através do usucapião ou da invasão de propriedades. Bom, estuda coisas tipo, evaporação, ebulição, fusão e até osmose. Pra piorar ainda teve quem colocasse propriedade dse moléculas em soluções iônicas, como se ions fossem a mesma coisa que moléculas...

Termoquímica[editar]

Criada pra medir a mudança de temperatura nas reações químicas, ou seja, mais uma baboseira, afinal só precisavamos saber que o troço esquenta quando ferve (duh!) E aí ficam inventando moda pra você saber o que é entalpia e entropia, coisas que só pelo nome já dizem que são inúteis e que ninguém vai usá-las nunca.

Cinética química[editar]

Sim, vamos piorar a questão, colocando cinética nas reações químicas. Ou seja, vamos medir a velocidade com a qual o carbono se junta ao ferro ou o hidrogênio se mistura ao oxigênio. Muito útil, cara, mudou minha vida!

Equilíbrio químico[editar]

Mede como os átomos se equilibram numa corda. Quer dizer, eu acho que é isso...


Eletroquímica[editar]

Mede como as pilhas são sugadas pela oxidação (nox, e não "nossa!"), fornecendo energia pra você apertar o controle remoto do seu DVD e assistir filmes pornô. Temida por uns que tem medo de eletricidade. É altamente conhecida pela utilização de eletrodos que ninguem sabe para que serve.

Reações nucleares[editar]

Esta é a pior, pois tenta medir algo que só Chuck Norris sobreviveria pra medir: a explosão de uma bomba atômica. Charles Bronson tentou em outrora, porem falhou. O unico que consegiu uma vez foi o Bruce Li, porem foi um ataque Kamikase no Japão. Elá esta envolvida num ambito geral com o nucleo, já que o nome diz nuclear.

Ver também[editar]

Campos de abrangência da química
Orgânica (Bioquímica) - Inorgânica (Coordenação) - Analítica - Ambiental (Verde) - Polímeros - Físico-química (Nuclear - Termoquímica - Eletroquímica - Fotoquímica)