Faium (governorado)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura por outros significados consulte Faium (desambiguação)


Faium (em egípcio um desenho de um copo de água seguido de dois coqueiros e uma rede) é uma província egípcia desértica, relativamente próximo ao Rio Nilo, mas suficientemente longe para morrer de sede antes de alcançá-lo. A sua capital e única cidade (sim! Aquela aldeia é considerada uma cidade!) é a sua capital Faium.

História[editar]

Imagem de toda Faium.

Faium é uma província oficialmente nova, criada pelo governo egípcio durante a DXV Dinastia para lotear (apenas para haver organização mesmo) tudo o que no Egito era Deserto do Saara.

Faium foi a província mais afortunada englobando todos os oásis do deserto (que na verdade eram apenas 1) e durante dinastias a fio, a região foi motivo de guerra entre os egípcios.

Os retratos Fayum, esculpidos em areia e madeira seca, são uma arte inventada em Faium. A região é rica em escavações a procura de quadros milenares e esculturas na areia.

Geografia[editar]

Faium é a região do deserto egípcio localizada no centro do Egito levemente caída para a esquerda, assim como o coração humano. Possui as menos profundas grotas d'água (4 Km abaixo do solo). A tecnologia do homem já permite que com as escavadeiras da Petrobrás abram-se vários coletores de água do solo desértico. Faium são um grupo de oásis posicionados no início do Deserto do Saara e ponto de preparação de viajantes suicidas que vão ao deserto.

Há ainda um projeto para a criação do Bahr Yussef uma transposição do Rio Nilo, para matar a sede do povo de Faium. Porém alguns freis estão fazendo greve de fome e impedindo o andamento do processo.