Far Cry 4

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Far Cry 4 é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Algum Belmont está matando o Conde Drácula.


Choro Distante 4
Far Cry 4 capa.jpg

Capa da versão tuvaluana do jogo

Informações
Desenvolvedor Ubisoft
Publicador Ubisoft
Ano 2014
Gênero simulador de subir a Rocinha
Plataformas PolyStation 3; PolyStation 4; Cubo 360°; Cubo 1
Avaliação 5/10
Idade para jogar di menor pode jogar

Far Cry 4 é um jogo desenvolvido e publicado pela Ubisoft, portanto é a mesma coisa de Far Cry 3, só muda o cenário (nem tanto assim) já que criatividade e inovação não é o forte da empresa, então não espere nada novo.

Jogabilidade[editar]

Neste jogo devemos controlar um trombadinha advindo do Complexo do Alemão mas que se perdeu no caminho pro Vidigal e acabou parando em Teresópolis, uma cidade pacata e portanto vítima perfeita dos vandalismos provocados pelo jogador. A jogabilidade é totalmente focada em sobre como sobreviver em Teresópolis, podendo-se andar no quadriciclo do Zeca Pagodinho, fazer rapel e até furtar carros aleatoriamente (incluindo Chevetes, Golfs e Gols), enquanto mata, assalta, estupra e furta pessoas sem medir consequências.

Como o jogo segue a mesma jogabilidade da série Far Cry, mundo aberto liberar postos, exterminar a fauna nativa do jeito mais covarde, com pontos adicionais caso a caça seja realizada com tortura adicional do animal

Enredo[editar]

Apresentação[editar]

Sempre excêntrico e egocêntrico, Pagan Min também comenta futebol no FOX Sports.

Far Cry 4 é um jogo que se passa numa Teresópolis fictícia (o que explica o terreno montanhoso), mais especificamente nos arredores da Granja Comary, que conta uma história na qual o Neymar (apelidado de "Pagan Min" por questões de direitos autorais) tem um ataque de surto psicótico e decide transformar a Seleção Brasileira em sua propriedade, causando um caos, atraindo apoiadores (os Neymarzetes, facilmente reconhecíveis por estarem usando o uniforme do Barcelona - lembrando que na época do jogo o PSG ainda não o havia contratado) mas também criando uma ferranha oposição liderada por Walter Casagrande, um traficante de cocaína de uma facção denominada "O Caminho Dourado", assim gerando essa terrível guerra civil.

Neste jogo controlamos um atacante de futebol frustrado e ex-detento Ajay Ghale, que decide se mudar da capital fluminense e tentar a vida de tráfico de drogas no interior do estado, numa cidade mais tranquila, optando por Teresópolis, sem saber que a droga que estava levando consigo era para a Bruna Marquezine, e por isso ele acaba sendo parado pela PF em plena BR-116. Ao perceber toda a truculência da polícia, Ajay junta-se aos traficantes, e passa a lutar pelos seus ideais, desejando o fim da hegemonia de Neymar na seleção, espalhando sobretudo boatos, apelidando-o de "neymídia" e criando outras badernas ao longo do jogo.

Escolhendo um caminho[editar]

Ao longo de sua saga apoiando o Caminho Dourado para destronar Neymar, Ajay percebe que sua facção não é muito coesa e deve decidir a qual líder seguir em detrimento do outro. Dessa forma o jogador deve optar entre realizar as missões da Anitta que se focam mais em apoiar os funkeiros e o tráfico de drogas na região, ou as missões do Sabal cujas missões são mais focadas em ajudar a comunidade LGBT de Kyrat, ajudando também muitos retardados mentais a não morrerem de estupidez. Tudo enquanto fazemos tráfico de pedras de crack (apelidadas de "diamante") para um pastor neopentecostal chamado Longinus.

O primeiro traficante a ter sua boca de fumo desmantelada pelos esquemas malucos de Ajay é Le Pleur, um francês psicopata que embora tenha uma filha, gosta de ficar estripando pessoas num casebre durante um baita baile funk. Capturando-o Ajay se torna o novo rei dos bailes funk, sendo capaz de acessar várias festinhas para arrumar armas novas e munição.

Posteriormente o próximo alvo passa a ser a dona do UFC Kyrat, uma sádica chamada Noore. Ela é dona do maior puteiro de Teresópolis e age como agente duplo, ajudando Neymar em suas farras, mas também ajudando os arruaceiros do Caminho Dourado. Mas logo se descobre que ela é emo, e se suicida em sua arena de tigres assassinos.

É aí que Ajay encontra uma figura bem familiar, o agente da CIA Willis, personagem reaproveitado de Far Cry 3. Ajay inicialmente o confunde como policial corrupto e passa a trabalhar com ele, mas no final acaba tomando um chute e sendo abandonado pelo pilantra que diz que nunca foi policial corrupto e que tudo era um esquema da PF para pegar os traficantes de Teresópolis todos.

Abatido, Ajay começa a consumir substâncias psicotrópicas alucinógenas retiradas de cogumelos existentes apenas nas montanhas de Teresópolis, enxergando tudo colorido e embaçado (crianças, fiquem longe das drogas). Essas drogas injetáveis ficam dentro de frascos do tamanho de uma piroca, e só um idiota se deixaria ser espetado de surpresa por algo tão chamativo assim, então é claro que Ajay está constantemente se deixando dopar espontaneamente. Uma vez chapado no LSD, Ajay visita uma crackolandia repleta de dependentes químicos com abstinência e precisa usar um tigre de estimação para matar esses animais. Após regressar de sua viagem lisérgica, Ajay decide assumir o comando do tráfico local e assim livrar da maior traficante da Vila Cruzeiro, um pivete de codinome Yuma, que é vencida numa competição de quem consegue cheirar mais pó. Ela acaba morrendo de overdose antes de Ajay.

v d e h
Farcrylogo.png