Femdom

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: casamento Cquote2.svg
Google sobre Femdom

Femdom é uma sigla para "dominação feminina", uma prática bastante comum entre viados que não saíram do armário. ou seja, uma parte dos homens sensíveis demais para serem homens e ao mesmo tempo covardes demais em admitir que sentem tesão em serem enrabados, descontam essa frustração deixando suas próprias mulheres os foderem. É basicamente uma bixona que dá o cu pra strapon de mulher.

O básico[editar]

Personagem no traje ideal para a prática do femdom, submissão do Sadomasoquismo.

Como já se sabe, todo nerd é rola mole enrustido, por isso que ao conseguirem ficar com alguma mulher, ao invés de desejar comê-la, muitas vezes os virjões preferem ser fodidos por suas parceiras. Isso explica o porquê de tamanha tara em ser amarrado, chicoteado, pisoteado, ter um pinto de borracha enroscado no cu e humilhado por sua parceira por ter um pênis tão pequeno que mal dá para fodê-la direito resumido: é um tipo de Fantasia sexual para "homens" que tem auto-estima baixa gostam de ser humilhados.

Nas histórias[editar]

Sophitia, a pioneira dessa arte.

Nos enredos hentai essas figuras pitorescas femininas aparecem geralmente vestidas de policial, enfermeira, irmã mais velha ou alien estuprador de braços de tentáculos em formato de rolas que não param um segundo sequer de esporrar. O importante é o homem - que por algum motivo é desenhado sem os olhos pelos incompetentes desenhistas - estar amarrado, por baixo e sendo castrado.

Em grande parte das vezes o Femdom aparece na temática yuri quando uma garotinha colegial fofa, inocente e virgem é traçada por algum tipo de professora pervertida numa cena que causaria cadeia a qualquer um, menos no mágico mundo do vale tudo do hentai Isso sem citar as profanas páginas de lobas antropomórficas sodomizando indefesos carneirinhos também antropomórficos.

Quando é um homem sofrendo femdom, isso é sinônimo de chute no saco ou punheta com instrumentos nada convencionais, sendo as vezes submetidos a vestirem roupas de menina e outras viadagens típicas do "homem" fã de ser pisoteado por mulheres.