Fiat Tipo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: autocombustão?! Cquote2.png
Google sobre Fiat Tipo
Cquote1.png Preparem as mangueiras! Cquote2.png
Bombeiro ao ver um Fiat Tipo estacionado
Cquote1.png Ham?! Cquote2.png
Vendedor ao escutar o dono do Fiat Tipo retornando à concessionária depois da autocombustão
Cquote1.png Tira essa porra daqui! Cquote2.png
Mecânico ao ver um Fiat Tipo estacionando na sua oficina
Cquote1.png E o melhor, o Tipo já vem com motor Fire! Cquote2.png
Vendedor
Cquote1.png Corre porra, o posto vai explodir! Cquote2.png
Frentista ao ver um Fiat Tipo chegando ao posto
Cquote1.png Fudeu! Cquote2.png
Um chefe ao ver um Fiat Tipo perto de seu prédio.
Cquote1.png Fire in the hole! Cquote2.png
Carinha do rádio do CS sobre Fiat Tipo.
Cquote1.png This bomb has been planted! Cquote2.png
Terrorista do CS sobre Fiat Tipo.
Cquote1.png Bomb detected! Cquote2.png
Avast sobre Fiat Tipo
Cquote1.png TÁ PEGANDO FOGO, BICHO!! Cquote2.png
Faustão sobre Fiat Tipo

História do Fiat Tipo[editar]

O Fiat (Fix It Again, Tony!) Tipo (Unfixable) é um carro que foi importado da Itália (eles já não o suportavam por lá, tinham que passar a bomba para mais alguns trouxas melhorar os índices de vendas) para o Brasil no final de 1993 com as versões 1.6 i.e. (esse em especial, que foi importado em grande escala por já preverem que em terra de 1.0, 1.6 é rei) e a versão 2.0 i.e. (esse em menor escala). Sua característica principal é a facilidade de combustão espontânea o que contribui muito para o meio ambiente, devido ao seu alto e rápido grau de decomposição.

Um dos poucos existentes no Brasil
Potente propulsor

A "divulgação"[editar]

No ano de 1993 os Tipo 1.6 já eram recorde de vendas, por ser um carro com direção hidráulica e vidros elétricos de série (foi o jeito que a Fiat arrumou para enganar os trouxas vender mais rápido e enfiar de uma vez logo muitos no backside dos brasileiros, a maior bomba da Fiat de todas, literalmente) com o preço de carro popular liso. No mesmo ano, começaram a aparecer os incendiários 1.6 pegando fogo por estacionamentos e meios fios das ruas brasileiras.E criaram uma grande enganação o 2.0 i.e (idolatria ao encapetado) que não teve nenhum que pegou fogo (erro trágico no projeto do Tipo 2.0:esqueceram de colocar a mangueira de combustivel despejando dentro da bateria) mesmo não pegando fogo o carro deu muita dor de cabeça,os fudidos os seres de alta inteligência que o compraram achavam o carro o máximo,por que ia de 0 a 100 em incriveis 34 segundos!!!! .Porém o último que se fodeu morreu explodido.

Porsche com motor de Tipo pegando fogo

A parceria com o capeta[editar]

Para tentar remediar (ganhar mais um dinheirinho dos ignorantes brasileiros) em 1994, lançaram a versão 2.0 16v "o famoso Sedicivalvole", que tinha um motor mais fortinho e resultado da parceria "Fiat e Capeta Oficinas do Brasil Ltda", que trouxe rios de dinheiro e ferrugem com sua alta tecnologia "FTP" ou seja: Foda todos do país

Incêndio causado por motorista apertado que estacionou seu Tipo em acostamento de reserva ambiental