Final Fantasy V

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Final Fantasy V é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um noob zera mais um jogo usando cheat.


Alerta de spoiler: O artigo pode conter alguns spoilers, tais como o fato de que o

EXDEATH MATA GALUF

então leia por sua conta e risco.
Final Fantasy V
FFV logo.jpg

{{{caption}}}

Informações
Desenvolvedor Quadrado
Publicador Quadrado
Ano 1992
Gênero RPG
Plataformas Petrobras
Avaliação 5
Idade para jogar 18(cenas de violência e bacanais)

Cquote1.png M,N,O,P..Playb Cquote2.png
Bartz(Butz)na biblioteca

Cquote1.png Exdeath é podre e paga de fodão com sua armadura barata. Ser foda de verdade é ter cabelo comprido,vestir roupa preta,ter uma katana gigante e mesmo assim ainda ter coragem de admtir que ama a sua progênitora Cquote2.png
FF7 fanboy sobre FF5

Cquote1.png Bom msm é o próximo...ai ai Kefka ***suspira*** Cquote2.png
FF6 fanboy sobre o FF5

Cquote1.png FF acabo no 7 Cquote2.png
Fanboy tosco de FF7 sobre FF

Cquote1.png Lixo,só fico bom no 7 Cquote2.png
Fanboy tosco de FF7 NUMBER 2,sobre FF5

Cquote1.png O jardineiro é jesus, e as Arveres somos Nozes Cquote2.png
Anarfa do youtube tentando recitar

Cquote1.png Margarida!O MARGARIDAAA!!! Cquote2.png
Velha do tapa na pantera

Cquote1.png FWAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Cquote2.png
Exdeath,rindo após matar todos os comentaristas acima

Cquote1.png FWAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Cquote2.png
Exdeath,rindo da sua mãe

Cquote1.png Eu tenho Fenix Down, ótario Cquote2.png
Fãnatico FinalFantasier sobre sobre Exdeath ter tentado mata-lo

O vilão de FF5. Não parece mas ele é uma árvore.

Sobre o FFV[editar]

Depois do IV, logicamente que a SquareSoft (A.K.A Quadrado Macio) continuaria sua franquia barata de jogos 2-D nerds massantes e caça níqueis. Assim nasceu Final Fantasy V (Japonês: ファイナルファンタジーV; Fainaru Fantajī Go) em Dezembro de 1992, um jogo que dispensa qualquer comentário e story board já que a mesma Square, não satisfeita com a história clichê sobre 4 cristais de Final Fantasy I e Final Fantasy III, utilizou a mesma ideia, mas agora adicionou Meteour, uma magia que era um meio de transporte intergalático entre os planetas. Ah, o jogo também conta com um espadachim chinês de 8 braços com sérios problemas de carência, que simplesmente não larga o saco dos personagens. Fora o fato do chefe final ser um arbusto cavaleiro feiticeiro do mal. Simplesmente genial.

O jogo foi relançado para outros consoles anos séculos mais tarde.

Enredo[editar]

Bartz, após quase matar Homer com um furão e um espeto de carne, foge de casa com medo de ser enforcado novamente. Montado, é claro, em Milhouse, vestido de pinto, que também estava fugindo, não se sabe de quem (provavelmente de Vaan.) Os dois desenvolvem um tipo especial de relação no caminho, fazendo com que esse tempo fugindo valesse cada segundo. Apesar disso, e já perto de sofrerem colapso de fadiga, decidem acampar numa floresta nos arredores de um reino aleatório para descansar e então um meteoro simplesmente cai. Bartz e Boco(Milhouse) vão investigar. Eles então encontram uma princesa, e fatos inúteis que não merecem ser mencionados ocorrem.

Basicamente, os elementos do mundo são representados por cristais e toda vez que alguém faz merda um cristal quebra e, consequentemente, um elemento vai pro saco. Então, obviamente, os 4 cristais quebram, Galuf morre, Exdeath usa o poder do Void (vazio, para os imbecis descerebrados que não sacam de inglês) e destrói todas muitas cidades, inclusive a cidade natal de Bartz. (Shout-out para o barulho que o void faz quando é ativado)

Os heróis invadem o Rift, enfrentam e matam Exdeath, que revela ser um parente próximo das árvores falantes da arena do MKII, e que depois assume formas estranhas e bizarras na sua batalha final (que, diga-se de passagem, tem a música mais maneira e alucinante de todas as batalhas finais). A batalha final é pica épica como de costume, Exdeath usa um ataque chamado Almagest de tempos em tempos só pra te irritar... Provavelmente deve ter sido a intenção dos criadores de criar monstros intimidadores e cabulosos que só usam ataques fracos para melhorar a auto-estima desses nerds. Então toca uma musiquinha feliz, e o tema de Final Fantasy, que a Square não se cansa de colocar nas milhares de continuações.


Cquote1.png Minha maior história de dormi Cquote2.png
Fanático FinalFantasier sobre sobre história de Final Fantasy V


Personagens[editar]

Faris (safadjenha)e os marinheiros do navio. Foi aí que começaram as referências sexuais de Final Fantasy. A mesma cena se repete no 7, só que com o Cloud. Ah, é, não são mulheres...
  • Bartz (Bart,Butz,ou Buttman no japonês) Típico pirralho que só sabe fazer cagadas. Após confusões com seu pai, ele foge de casa e se mete em encrencas de montão. No meio do jogo até volta chorando pra Springfield, mas a vê toda destruída. É só um coadjuvante que entra na história, não tendo nenhuma relação com o enredo em geral. Muitos no entanto o consideram o personagem principal, pelo fato de ter sido o primeiro personagem controlável do jogo, infelizmente.
  • Lenna (Penélope charmosa no japonês) Seguindo a tendência de patricinhas ricas e moderninhas, Lenna tingiu seu cabelo de rosa para ficar na moda. É uma jovem mimada que sempre viveu no luxo da coroa real. Com o mundo correndo perigo, e sua herança em jogo, ela parte em busca de seu pai, com uma possível intenção de matá-lo para pegar o trono real para sí.**spoiler**Bartz come ela no meio do jogo
  • Galuf (Gandalf,no japonês) Depois de vagar pela Terra-Média, e ajudar Frodo a queimar o Anel, junto com o resto do grupo,Galuf mata Aragorn e vira rei. Ele usa um meteoro como meio de transporte e vai para o mundo de Bartz. Mas o pouso é violento, e ele perde a memória. Bartz e Lenna o conhecem durante a aventura. No meio do jogo, sua amnésia passa e ele se lembra que viera ao mundo de Bartz avisar sobre os planos de Exdeath, e se possível, comprar um longevo estoque de viagra. Mas morre no meio do jogo.
  • Faris (ou Keira Knightly no japonês) Gostosa (porém biscate), pirata que ajuda o grupo durante o jogo, deixando-os usar seu barco. No começo todos acham que é um homem, mas mais tarde, durante uma tentativa em que Bartz e Galuf tentam tirar suas roupas para fazer um ménage à trois HHH,descobrem que na vdd ele é ela, para sua infelicidade... (No começo do jogo Garuf demonstra certo interesse em Faris, mesmo achando que é homem...)
  • Krile (Cara, ou Kururu (WTF??) no japonês) Essa menina que pouca ou nenhuma participação teve até agora só entra para deixar o grupo com 4 personagens depois que Garuf morre. Uma personagem que enche linguiça, e esbanja originalidade, a mesma história de Bartz, sem mais.


Trilha Sonora[editar]

Final Fantasy V, junto com seus irmãos I, II, III, IV, VI, VII, VIII e IX, São filhos de Nobuo Uematso, isso significa que suas respectivas trilhas sonoras são ligeiramente phodas. A partir do V, Tio Nobuo investiu seu dinheiro do lanche em novos sintetizadores deixando as músicas dos jogos mais profundas. A partir do VII, O Lendário PS1 permitiu que novos sintetizadores entrassem na jogatina, resultando em nada mais, nada menos que One-Winged Angel, mas não é desse jogo que estamos falando, não é mesmo? Vamos às músicas, por ordem de foda-se:


  • Battle 1 (Era normal as músicas de batalha não terem nome)
  • Battle 2 (As músicas de chefe também não tinham nome...)
  • This Is The Final Battle
  • Mambo De Chocobo (Versão do FFV do tema dos Chocobos)
  • The Evil Lord X-Death (Aparentemente não sabiam como escrever o nome do cara...)
  • The Warriors Of Dawn
  • Réquiem (Você só conhece a primeira nota, música do GameOver)
  • I'm A Dancer
  • Piano Lessons 1, 2, 3, 4, 5...
  • Battle In The Big Bridge (Essa você conhece inteira, nerd safado)
  • Prelude (aquelas versões simplificadas do tema do Final Fantasy)
  • E mais algumas que não me lembro agora, mas não menos tops.