Final de Dragon Ball GT

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crash merge.jpg Algum gênio criou dois artigos falando sobre a mesma coisa!
Este artigo ou seção deve ser mesclado com O último episódio de Dragon Ball GT.
Para quem inserir esta predefinição: Ela deve ser posta APENAS no artigo que estiver com o nome incorreto! E não se esqueça de descategorizar o artigo marcado com esta predefinição!
Narutofuuga.jpg Este artigo é relacionado a fillers!

Você nunca vai ver num mangá, provavelmente não serviu para porra nenhuma
e é difícil pacas de encaixar na cronologia original (ou não).

Clique aqui para saber de outras coisas sem importância.

Cquote1.png Ai, como é gostoso comer o rabo do Shen Long o corpo do Shen Long (é quase a merma merda do que foi censurado, mas foda-se) Cquote2.png
Goku sobre Shen Long, enquanto ele mesmo é estuprado pelas Bolaz do Dragão.

Cquote1.png Você quis dizer: O último episódio de Dragon Ball GT Cquote2.png
Google sobre Final de Dragon Ball GT
Cquote1.png Teria sido melhor ver o filme do Dragon Ball Z: A Ressurreição de Freeza. Cquote2.png
Chaves sobre Final de Dragon Ball GT
Cquote1.png Não, teria sido melhor ver O último episódio de Dragon Ball Super Cquote2.png
Alguém sobre citação acima

O final de Dragon Ball GT é uma das coisas mais... mais... mais... mais MAL EXPLICADAS do universo e porque não, de todo o multiverso ou multiversos que existirem. É totalmente impossível que exista realmente algum ser humano, ser quase humano ou seja lá o que for, namekuseijin, changeling, saiyajin, tsufurujin, androide ou o caralho que vier, que saiba realmente explicar o que chongas aconteceu no final desta porra de saga.

O fato é que se a saga em si foi uma tremenda merda atrás da outra (vou nem relatar erros como "se Vegeta pediu pra ressuscitar só as pessoas boas da Terra, o que o Pilaf e o Androide 17 fazem vivos nessa saga?" ou lixos tóxicos como o Gill ou aquele vilão cuzão chorão (e tudo rimando com "ão", mas não tem nada a ver com cervejão) do Baby pra não ter raiva), o final da saga já demonstrava que a merda se repetiria e fecharia a série com chave de bosta.

Bem, vamos ao artigo (e seja o que Antigo Kaiohshin quiser...).

O último capítulo, parte por parte[editar]

A luta contra o Dragão de uma estrela no cu[editar]

Goku quebrando as peças de Lego do Ômega Shen Long.

A luta contra o Dragão de uma estrela só enfiada no rabo é a mais fodona de todas as lutas e batalhas e guerras e confrontos e brigas e "fáitis" e foda-se o resto de Dragon Ball. Goku, já cansado pra carvalho, decide pra acabar logo com tudo de uma vez fazer uma Genki Dama de mais de oito mil quilômetros cúbicos e solta na cabeça do cosplay de Mewtwo, o matando enfim e ainda bem, porque já tava dando no saco, e todos sabem que por mais demorada que seja, todas as lutas o Kakaroto ganha, então bora ver né...

Mas tipo, logo depois que o pirralho com rabo de esquilo finalmente derrota o Dragão, ele fica no chão com mó cara de morto fazendo uma meditação de ioga concentradíssimo, e todos ficam em volta dele tentando tirá-lo do transe. Daí...

Goku vai dar um passeio com Shen Long[editar]

Goku não atende ninguém, tamanha sua concentração. Mas aí Shen Long chama (e não atender Shen Long é um perigo) e assim o Kakaroto levanta. Shen convida Goku a dar um belo passeio juntos (tipo, era um convite pra irem a um motel intergalático) junto com suas esferas. Vegeta corre pra falar com Kakaroto, perguntando se ele vai treinar com o Shen Long pra mandar ver na Chichi, mas logo em seguida ele não fala mais nada, apenas pergunta (ou tenta perguntar) "Kakaroto, não me diga..." e como ele pediu, Goku não diz nada e vai embora dizendo "a gente se vê, Vegeta!" E vão embora. Goku começa a dormir nas costas do dragão e as esferas do dragão se enfiam no corpo dele pelo cu. A Pan vê o avô (que na época mais parecia o irmão mais novo dela, isso sim) indo embora, mas logo percebe que o tarado do avô deixara as roupas lá. Mas pera... ele tinha saído sim de roupas. Vegeta explica que ela devia lembrar com carinho que seu avô era discípulo do Mister M e ela chora ao perceber que seu avô enganara todo mundo esse tempo todo e que o Mister Satan estava certo "é tudo um truque!"

A visita ao Fracassado Mestre das Morridas[editar]

Super 17 mandando os parabéns por mais uma morte do Kuririn.

Daí Goku começou a fazer uns passeios. Um deles foi na casa do Mestre Kame, pra falar com outro velhinho, Kuririn, só pra sacaneá-lo pelo fato de ter morrido tanto que devia trocar seu nome com o Pual, pois ele tinha mais vidas que um gato. Depois ele some do nada. O Mestre Kame já percebeu de cara que na verdade aquele não era o Goku e sim um holograma.

Alô alô galerê dos inferno![editar]

Fazendo uma visitinha no inferno, com a autorização do Emma Daioh, Goku conversa com seu velho amigo/inimigo/sei lá o que diabos/fã/chupa-picas Piccolo. Após uma conversa bem rápida, o muleque com rabo de esquilo/macaco/o bicho que você quiser diz um "a gente se vê por aí", fazendo patrocínio pra um dos canais de TV que o desenho passou, pra dizer que esse canal pega até no inferno, pois Jeremias assistia muito lá quando o cão punha pra ele beber.

Visitas um século depois[editar]

Vez por outra Son Goku vem fazer uma visitinha pros seus descendentes, isso desde o século VIII (ou seja, faz tempasso). Tal qual o Mico Azul, ele passa períodos de cem anos atualmente pra dar as caras por aqui, passando uma semana ou um pouco mais de férias, tendo inclusive sabe-se lá como mandado de volta as Bolaz do Dragão pra turma colecionar de novo, mesmo que agora estejam fedendo igual o cu do Sog Noku (a versão gay do Kakaroto).

Teorias[editar]

Muitos babacas tentaram explicar o fim dessa porra (até aqui na Desciclopédia já tentaram antes). Nós, é claro, não vamos tentar explicar caralho nenhum dessa vez, e o negócio é o seguinte: existem diversas teorias para o destino do Goku nesse episódio:


  • Ele MÓ-RREU e tudo isso é apenas uma manifestação do protoplasma;
  • Ele virou um espelho mágico, que influenciou a mutação genética de todos que vieram após ele (todos nasciam com a cara dele);
  • Tudo isso é bobagem, pare de assistir anime e de bater punheta pela Número 18 e vá trabalhar, caralho!

Ver também[editar]