Fire Emblem: The Blazing Blade

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Fire Emblem: The Blazing Blade é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Sekibanki tira sua cabeça pra lavar em Touhou 14


Emblema do Fogo: A Lâmina Ardente
GBA Fire Emblem Box.jpg
Informações
Desenvolvedor Unintelligent Systems
Publicador Não Intendo
Ano 2003
Gênero RPG
Plataformas Game Boy Advance
Avaliação ?
Idade para jogar Livre

Cquote1.png Neeeeergaaaaaaalll!!!!! Cquote2.png
Qualquer personagem de FE7 na batalha final antes de lutar com Nergal.
Cquote1.png Será que vocês não sabem dizer outra coisa... Cquote2.png
Nergal após percerber que todos só dizem "Neeeeergaaaal".
Cquote1.png I fight for my friends! Cquote2.png
Ike, personagem de Path of Radiance sobre Fire Emblem.

Fire Emblem: The Blazing Blade, na América chamado apenas de Fire Emblem porque as pessoas tem preguiça de traduzir subtítulos japoneses, é um joguinho genérico de Fire Emblem.

A jogabilidade[editar]

Sim, o jogo tem cenas de Sadomasoquismo

Fire Emblem: The Blazing Blade foi o primeiro jogo da saga a ser lançado fora do Japão, criado para introduzir (Ui!) aos noobs iguais a você as mecânicas básicas da franquia, mas qualquer imbecil sabe jogar um RPG tático! Assim como Final Fantasy Tactics, possui um sistema muito fácil de batalha. Basta você selecionar o personagem, confirmar a ação, selecionar o movimento, confirmar a ação, selecionar a "casa" que ele vai se mover, confirmar a ação, verificar se ele pode atacar, selecionar a unidade que ele vai atacar, confirmar a ação, escolher a arma que ele vai usar para atacar, confirmar a ação, atacar para valer, confirmar a ação, confirmar a confirmação e depois é só assistir a "linda" animação das unidades se matando. Ou não.

Título Fire Emblem[editar]

Esse é aquele jogo que você conhece por que foi o primeiro Fire Emblem realmente traduzido para o Inglês, simplesmente porque os dois protas da série que apareceram em Super Smash Bros. Melee fizeram tanto sucesso que os gringos ficaram imaginando de onde raios eles vieram. Mas os caras traduziram o título para simplesmente "Fire Emblem", ignorando totalmente a continuação do título, fazendo assim muito noob (Inclusive você) pensar que era o primeiro jogo da série. Isso tudo aconteceu porque naquele tempo não existia o Google Tradutor. Se você é um retardado que não tem um Game Boy Advance, só joga em emuladores e não sabe ingreiz e nem a Língua dos Otakus, nem adianta procurar uma versão traduzida desse jogo na internet, porque você vai morrer mas não vai achar. PORQUÊ QUE SER HUMANO VAI TER CORAGEM DE TRADUZIR CADA DIÁLOGO DESSA PORRA SENDO QUE A MAIORIA APERTA START QUANDO VÊ O MENOR SINAL DE CUTSCENE?

Enredo[editar]

Nesse jogo, os diálogos são tão grandes (Igual ao pau do Kid Bengala) que nem eu e nem você consegue ler tudo. Só não posso dizer que ninguém consegue ler tudo por que Chuck Norris consegue, ele só não faz por que não quer. Isso fora as conversações de suporte que, felizmente, são limitadas.

Cormag tentando capturar o Pikachu. (Mas esse screenshot não é do Sacred Stones?)

Resumindo tudo, era uma vez três lords, uma garota nômade gostosa que adora pegar numa espada, um príncipe metido a cavaleiro com cérebro de minhoca e um lorde blindão de cabelo azul que sai matando geral se unem a um tático noobão (Que representa fielmente você) pra derrotar um cara malvado chamado Nergal que quer trazer os Dragões de volta para o nosso mundo e fuder a porra toda. Para isso ele vai chamar até a Casa do caralho e montar um verdadeiro exército de figurantes suicidas e chefes que só contra atacam para derrotar os lords que, ao contrário dos seus figurantes, quando morrem, já dão Game Over

Mas o jogo é bem mais complicado do que parece, porque se algum inimigo matar um de seus preciosos curandeiros ou a sua waifu, tu vai ter que dar reset e recomeçar o capítulo INTEIRO!

Personagens[editar]

Esse jogo tem muitos personagens, mas como ninguém liga para os figurantes, só vou falar dos três lordes dessa bagaça, que são eles:

  • Lyndis - Uma garota nômade das planícies de Sacae, com longos cabelos verdes e um vestido azul que quando ela anda mostra demais... Ela encontra você (Tático) desacordado nas redondezas de seu barraco depois de encher a cara e decide te trazer pra sua barraca sem nem saber se você é um virgem pervertido ou não, depois de te estuprar enquanto você dorme e um monte de diálogos que ninguém liga, ela revela que os pais dela morreram por bandidos que atacaram a aldeia (Idai, foda-se eu quero é jogar, como pula os diálogos?) mas pra frente ela começa a usar uma espada chamada "Mani Katti", que é uma katana possuída pelo Exu caveirinha e que pode matar boa parte dos bosses em um hit. No futuro ela descobre que é neta do rei de Caelin e já que os pais se foderam, ela se torna a herdeira do trono e vira a rainha da cocada preta lá e te da um pé na bunda! quando evolui para "Blade Lord" aprende a usar arcos, mas do que adianta se ele só tira pontos de vida por flecha? A maioria dos Jogadores dispensam ela nos capítulos do Eliwood devido a sua baixa defesa... então tecnicamente ela só serve pra fazer hentai e sanar a virgindade dos jogadores punheteiros!
  • Eliwood - Herdeiro do trono de Pherae e melhor amigo de Hector, e o Líder desse exercito de retardados... quando seu pai foi sequestrado ele chama mais dois soldados e sai em busca dele sem nem sequer saber pra onde ir, mas na frente reencontra Hector e Lyn e os três se juntam em uma jornada pra achar o pai dele e derrotar Nergal, luta utilizando uma Rapieira, é inútil... mas infelizmente você não pode dispensar ele, ele só fica overpower faltando poucos capitulos para acabar o jogo, quando evolui para "Knigth Lord", aprende a usar lanças... mas do que adianta se ele volta a ser Nível 1 e só ataca uma vez durante a treta? PORRA ENFIA ESSA MERDA NO CORAÇÃO DO INIMIGO E ACABE LOGO COM ISSO!
  • Hector - O Lord mais foda, É o cara de cabelo azul e armadura foda e melhor amigo de Eliwood, além de comer a Lyn, a Florina e suas irmãs e ser irmão mais novo do Marquês de Ostia. Traduzindo... O CARA É FODA, PATROA! é um dos soldados mais blindão desse exercito de figurantes (Perdendo apenas para o Marcus e o Jaffar) não importa quantas lanças e flechas atravesse o coitado, ele não morre fácil, luta usando um machado. Mas ele é muito cara de pau e se acha melhor que os outros lords, MAS ELE É MESMO MELHOR QUE OS OUTROS. quando evolui para "Great Lord" é capaz de derrotar um exercito sozinho, mas como é um RPG tático ele só se mexe uma vez por turno e se um cara de espada pegar ele desprevenido, é morte, Game Over e lá vamos nois de novo...



v d e h
FireEmblemlogo.jpg