Florestan Fernandes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
"Se não deixar o artigo melhor, o Mafagafo vai devorá-lo!
Edite-o o mais rápido possível!"

Cquote1.svg Se você der uma real de como as coisas realmente estão ele vai acabar com o Brasil. Cquote2.svg
Roger Bastide sobre FHC a Florestan Fernandes
Cquote1.svg Ou os estudantes se identificam com o destino dos politequeiros, com eles ganhando uma bolada; ou acendem um baseado, e nesse caso se tornarão aliados do tráfico internacional de drogas e mulheres asiáticas, enfim, explorarão o povo de qualquer jeito. Cquote2.svg
Florestan Fernandes sobre seu apoio a chapa do PSDB pro DCE da USP presidida por FHC

Cquote1.svg Você quis dizer: PIMBA Cquote2.svg
Google sobre Florestan Fernandes


Florestan fernandes.jpg

Florestan Fernandes foi um dos primeiros brasileiros a introduzir a academia gay francesa de sociologia no Brasil. O introdutor de tais práticas sexuais foi o famoso antropólogo Roger Bastide quando o levava para o matinho para conhecer as maravilhas das sociedades exóticas indígenas. De família humilde, roubava livros das livrarias chiques de São Paulo e dos estudantes de Medicina. Mesmo sem falar francês, os sociólogos brasileiros o veneram por algum estúpido motivo que é desconhecido fora das esferas sociológicas. Não viveu para ver seu maior erro, o presidente FHC, que fora seu aluno.


Logo do Prêmio Jabuti ganhado por Fernandes após declarar-se marxista
Fhc-2.jpg
Sociólogos inúteis famosos
v d e h

Alexis de Tocqueville | Antonio Gramsci | Auguste Comte | Émile Durkheim | Fernando Henrique Cardoso | Florestan Fernandes | Georg Lukács | Georg Simmel | Gilberto Freyre | Henri Lefebvre | Herbert Spencer | Jean-Claude Passeron | Jürgen Habermas | Karl Marx | Loïc Wacquant | Louis Althusser | Max Horkheimer | Max Weber | Pierre Bourdieu | Raymond Aron | Robert King Merton | Roger Bastide | Sérgio Buarque de Holanda | Talcott Parsons | Thales de Azevedo | Theodor Adorno | Vilfredo Pareto | Zygmunt Bauman