Fotossíntese

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Natureza-checa.jpg Este artigo é relacionado à biologia.

Evite manter contato com fungos.

Cquote1.png Comi luz no almoço, estava ótimo Cquote2.png
Típico monge budista sobre Fotossíntese

Fotossíntese é o processo pelo qual o ser humano produz vitamina D e os demais seres conseguem produzir seu próprio alimento, mas diferentemente do que dizem alguns inaptos no assunto, o resultado deste processo não serve apenas para alimentação do próprio indivíduo.

Processo[editar]

A fotossíntese é um processo resultante das dificuldades de se encontrar alimento em alguns ambientes e, portanto, como a dificuldade é mãe da inventividade, o indivíduo aprendeu a fazer sua própria comida (com duplo sentido, por favor).

A base teórica que envolve a fotossíntese pode levar a dúvidas pertinentes como, por exemplo, Cquote1.png Minha mãe cozinha para nós e também para ela, desta forma, ela faz fotossíntese ? Cquote2.png ou Cquote1.png Eu trabalho no Mcdonalds e como Hamburguer feito por mim no almoço, faço fotossíntese ? Cquote2.png

A resposta é não para ambas as respostas, pois a gororoba que sua mãe faz, ou aquela coisa fabricada pela receita do Ronald Macdonalds não é comestível, portanto, não pode ser considerada como alimento.

O ser humano[editar]

Cozinheira fazendo fotossíntese

Desde os tempos mais primórdios, o homem busca uma forma de guardar o ticket-refeição, mas ao mesmo tempo precisa conseguir sua fonte de alimentação. A não ser que o indivíduo seja um Buda, ele terá que se alimentar de algo que não seja apenas luz, portanto, uma solução viável que economizará seus tickets-refeição é a fotossíntese. Mas se você é daqueles que não sabe fazer nem café, esqueça, gaste tickets e seja (um gordo) feliz.

As plantas[editar]

Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla, Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,Bla,