Fundação Criança de São Bernardo do Campo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!
No Wikipedia.png QUEBRARAM A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre Fundação Criança de São Bernardo do Campo.


Cquote1.png Sua pesquisa - pessoas recuperadas socialmente em Fundação Criança - não encontrou nenhum documento correspondente. Cquote2.png
Google sobre procura sem sucesso para esse assunto

Cquote1.svg Você quis dizer: Fundação Casa Cquote2.svg
Google sobre Fundação Criança de São Bernardo do Campo
Cquote1.svg Aí mano tem um mano tomanu conta da zona! O nome dele é mano tensão, tá ligado? Cquote2.svg
Um filhote da Fundação Criança fazendo uma piada para algum mano qualquer
Cquote1.svg E aí parça? Firmeza parça? Tá ligado né parça? vai fazê a boa hoje né parça? Se é loko parça, tô na nóia parça Cquote2.svg
Mais um filhote da Fundação utilizando o idioma oficial de São Bernardo

Introdução[editar]

Típicos jovens encontrados na Fundação Criança, que na verdade trata-se de uma nova subespécie.

Fundação Criança de São Bernardo do Campo, também conhecida como fábrica de meliantes, criadouro de nóias ou reduto de usuários de drogas, é uma instituição pública responsável por vários programas sociais na cidade de São Bernóia do Campo.

História[editar]

Reza a lenda que o projeto original da Fundação Criança de São Bernardo do Campo teve início na primeira gestão do PT na região que, juntamente com membros do PSOL (incluindo Jean Wyllys), utilizou o pretexto de criar um órgão responsável por programas sociais para poder desviar dinheiro público e financiar as campanhas do Lula à presidência, coisa que funcionou por algum tempo, porém não o suficiente. No início, como tudo andava bem e Lula estava recebendo toda a verba desviada da Fundação para se manter no cargo de presidente, porém, Jean Wyllys, que na época era o presidente da Fundação, teve a brilhante ideia de instituir cotas para gays nos programas sociais da Fundação. Essa ideia gerou um custo enorme para o órgão, impedindo o mesmo de garantir o desvio de verba para a campanha do Molusco. O resultado foi que a Fundação ficou com uma dívida enorme e Jean Wyllys teve que arcar sozinho com o prejuízo, tendo que dar o cú inúmeras vezes para os gestores do PSDB trabalhar duro para poder pagar o que devia. No fim das contas, Jean Wyllys foi rebaixado de cargo sendo obrigado a trabalhar como coordenador dos programas sociais, tendo que ficar subordinado a vários de seus antigos amigos, incluindo Guilherme Boulos, Dilma Rousseff e Nicolás Maduro.

Captação de Recursos[editar]

A captação de recursos para financiar os programas sociais da Fundação é oriunda de diversos meios, incluindo tráfico de dorgas, roubos, latrocínios, pequenos furtos e 157 consciente distribuído em vários pentes extorsão. Alguns pulgueiros (vulgo prostíbulos) de São Bernardo também são utilizados como meios úteis para angariar fundos para a Fundação mediante programas sexuais de baixo custo (o famoso vintão). Sendo assim, quando você resolve utilizar esses serviços, além de correr o risco de pegar uma gonorreia aliviar seu stress, estará contribuindo para o desenvolvimento social da cidade.

Programas Sociais[editar]

Perfil dos jovens[editar]

Os jovens amparados pela Fundação possuem o perfil clássico de nóia mental e físico bem peculiar:


Características físicas dos homens: Pele marrom ou escura, cabelo raspado ou na régua, boné Quiksilver, tênis de marca(roubado), camisa de time europeu (falsificada), calça larga ou bermuda da Cyclone ou com as cores da bandeira da Jamaica, tatuagem na mão, na perna, na cara e sobrancelha de funkeiro.

Características mentais dos homens: Nóia, burrice, ignorância, homossexualismo.

Características físicas das mulheres: Pele marrom ou escura, cabelo na chapinha cheirando a cigarro Eight, gordas demais (estilo tambor de guerra) ou magras demais (estilo bambu de saia), celulite, estria, tatuagem no braço, na perna, na cara, sobrancelha de funkeiro e barriga de grávida (uma característica muito incomum é que essas moças parecem ser vítimas de uma nova "doença" chamada pelos pesquisadores da área de gravidez constante, na qual a paciente parece sempre estar grávida e de fato está).

Características mentais das mulheres: Nóia, burrice, ignorância, homossexualismo.