Goiabada

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Essi artigo é cabra macho!

Aqui si fala com sutaque nordestino, si toma cachaça, si come rapadura e se podi ti furar com pexêra si tu pensá em futucá ele, visse?

Note: não se avexe em por mais coisa nessa muléstia.

Nordeste.jpg

Cquote1.png Você quis dizer: Geléia Cquote2.png
Google sobre Goiabada
Cquote1.png Você quis dizer: Purê de goiaba Cquote2.png
Google sobre Goiabada
A Goiabas Daerrectidas (traduzindo do latim, Goiaba derretida) ou simplesmente Goiabada, é um dos mais famosos alementos da região nordeste, oxe! Antigamente, ele era comumente fabricado naquelas fazendas que tem plantações desnecessariamente gigantes de goiaba e o dono usava aqueles caldeirões grandes pra esquentar e derreter a goiaba, fazendo uma gosma rosa que mais parece um tolete após alguém comer muito bombom de morango. Hoje ele é fabricado em empresas criadas pelos filhos desses donos (que perceberam que podiam ganhar muito mais se eles fossem se prostituir trabalhar na cidade).

Goiabada, tente não babar

História[editar]

Durante meados de 1700, fazendeiros portugueses estavam fazendo vistorias na região nordeste pra ver se tinha alguma comida nova pra eles roubarem, produzir alguma coisa com ela e ficar com o dinheiro só pra eles se deliciarem. Em um certo dia, eles acharam uma fruta verde. Eles acharam que era um limão, mas ao abrir, viram que ela era rosa por dentro. Eles deram o nome dessa porra de goiaba mesmo. 100000 150 anos depois, em 1900 e Guaraná com rolha, os fazendeiros brasileiros foram mais espertos e ao invés de vender a goiaba in natura (natural, pros idiotas que não entenderam) resolveram fazer algo com a fruta e depois vender. Foi dessa ideia super genial que surgiu a goiabada, uma das comidas mais nojentas gostosas do nordeste Huehuebr.