Golfo Pérsico

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Donramontaliban.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Ele gosta de mulher coberta e não gosta de ser confundido com turcos nem judeus.

O límpido Golfo Pérsico.

O Golfo Pérsico é uma parte do mar que entrou para dentro separando o Irã da Arábia Saudita, evitando uma guerra entre eles. Apesar de evitar essa batalha, ele causou muitas outras pela disputa do petróleo dele, tanto que a água de lá é escura. Mesmo com as lutas de lá, esse golfo é rico em bombas perdidas, corais que se alimentam do óleo de vazamentos, ostras para a retirada de pedrinhas sem valor (hoje podem fazer pérolas artificiais muito mais caras). Mas muitos peixes não se adaptaram a uma dieta rica em calorias provenientes do líquido preto, mas ninguém se interessa por alguns peixinhos passando fome, excluindo malucos.

Geografia[editar]

O pedaço de mar gigante está ligado ao resto da água por um estreitozinho, geralmente barrado por mulheres Como é muito para os barquinhos piratas, estes abandonaram recentemente o assalto a petrolíferos, partindo para o ramo de falsificação de produtos, algo mais fácil. No Golfo Pérsico desaguam os rios da Mespotâmia. Como eles são poluídos de corpos tanto de soldados americanos com iraquianos, não é estranho encontrar matéria orgânica em decomposição nessa área. O Golfo Pérsico é rasinho, por isso encalham muitos navios, de tal forma que se eles forem organizados, farão uma ponte que ligaria uma parte do golfo à outra.

Economia[editar]

O Golfo Pérsico é o lugar com mais petróleo do mundo, portanto é comum as águas ficarem pretas e pegarem fogo se alguém jogar uma ponta de cigarro acesa no mar. Por isso proibiram o fumo e o porte de fósforos por lá, tendo a pessoa que acender a fogueira do velho modo, esfregando um pau no outro. Embaixo do chão há uma reserva de mutos gases estocados. Apesar de ser originado do intestino, ele não é tóxico, pois com o tempo perdeu a propriedade de acabar co narizes. Tirando o problema com a combustão acidental, isso dá muito lucro para as petrolíferas, tanto na confecção de lança-chamas como na fabricação de produtos mirabolantes aonde não se sabe o porquê no uso do petróleo.

Por acreditarem em Osama Bin Laden e Maomé, os países com acesso ao ouro negro se uniram e formaram um grupo por nada. Todos tem o que precisam, portanto todas as reuniões feitas pelos países do grupo falam sobre a morte da bezerra ou para preparar defesas contra um possível ataque de George War Bush à região. Antigamente o grupo decidia qual nome daria aquele pedaço de mar. Cada um queria nomear o golfo com o nome de seu país. O Irã ganhou a disputa, provavelmente na sorte, por isso o pérsico.