Gonzalo Higuaín

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Final euro2004.jpg Este artigo é algo que o New York Yankees aprovaria, se tivesse fechado logo aquela série de 2004 em vez de levar a virada do Red Sox...

Este é um artigo que pode te levar para o Lado Amarelo da Força. Se estiver perto de algum evento decisivo, não o leia, pois pode causar um FAIL épico.

Gonzalo Higuaín
Higuain-argentina-800x450.jpg
Higuaín preocupado porque sua família vai ser linchada após mais um gol importante perdido
Apelidos Pipita, Cocozito
Nascimento 10 de dezembro de 1987
Brest, França
Nacionalidade Bandeira da Argentina Argentina (para a tristeza de muitos argentinos)
Altura 1,84
Peso Quando estava no Chelsea pesava mais de 100kg
Posição Atacante banheirista
Direito
Clubes River Plate, Real Madrid, Napoli, Juventus, Milan e Chelsea
Gols Nunca faz quando se precisa
Prêmios Maior pipoqueiro da história do futebol argentino
Vícios Perder gols decisivos


Gonzalo Gerardo Higuaín (Brest, 10 de dezembro de 1987) é o maior inimigo público da Argentina desde que Margaret Thatcher anunciou a Guerra das Malvinas. Possui o recorde do Guiness de mais gols decisivos perdidos por um mesmo atacante.

História[editar]

Higuaín nasceu na França, mas veio muito pequeno morar na Argaytina. Muitos nacionalistas exarcebados atribuem a sua condição de imigrante o motivo pelo qual "Pipita" (apelido que ganhou por causa de seu orgão sexual minúsculo seu pai que também tinha pinto pequeno) nunca defendeu a camisa azul e branca com a vontade que deveria. Começou a jogar futebol muito novo, com apenas 13 anos já fazia parte da escolinha do River Plate. No jogo decisivo da peneira, o time de Higuaín perdia por 1x0 quando aos 45 do segundo tempo Gonzalo teve a chance de empatar sozinho na área e sem goleiro, mas acabou miseravelmente chutando pra fora. Mesmo perdendo, Higuaín passou no teste porque seu pai era amigo do treinador do time porque os olheiros viram nele um talento muito promissor que poderia virar um grande ídolo nacional no futuro. Ledo engano.

Depois de muitos anos jogando no seu clube de infância, Higuaín deu uma virada em sua vida quando foi contratado pelo Real Madrid em 2006. Nos primeiras cinco temporadas ele ficou mofando no banco de reservas, mas após uma sequência de lesões mirabolantes acabou virando titular e cedeu a vaga de esquenta-banco do time para Kaká, a princesa do Morumbi. Jogando ao lado de CR24, Higuaín nunca precisou fazer muito esforço para se destacar em um dos maiores clubes do mundo, mas tudo foi pelos ares com a chegada de outro francês, dessa vez um argelino disfarçado: Karim Benzema. Melhor, mais goleador e menos pipoqueiro, Benzema repôs Pipita na função de entregador de Gatorade até sua saída do clube espanhol, em 2013. Curiosamente, foi só Higuaín sair que o Real Madrinha ganhou uma Xampions Ligui.

Depois de tomar uma bota no traseiro, só restou a Higuaín ir para a terra da bota, onde já jogou em mais de 8 mil clubes diferentes, o mais famoso de todos sendo a Rubentus, onde mais uma vez joga no easy mode sendo carregado pela Mamãe Cris.

Seleção Argentina[editar]

Apesar da sua prestigiosa carreira em clubes, os maiores momentos da trajetória de Higuaín foram jogando ao lado do anão autista e vomitador na pela selecinha arGAYtina. Na final da Copa do Mundo de 2014, a estrela de Higuaín brilhou quando cara a cara com o goleiro Nóia e sem marcação, Pipita acertou um chutaço na placa de propaganda a 50m do gol. Os alemães seriam campeões com gol de Mario Gótico na prorrogação e Higuaín ficaria famoso no país inteiro, sendo homenageado junto com sua mãe por muitas vozes ao longo de toda a Argentina.

Aquela altura Higuaín já havia se tornado uma lenda do futebol argentino, mas ele conseguiu ir mais além. Na final da Copa América de 2015, Pipita fez pipi em dobro: errou uma bola que estava a cerca de 25cm do gol e elanizou na cobrança de pênaltis, acertando uma pobre senhora que estava distraída na arquibancada superior.

A partir daí Higuaín tornou-se tão amado pelos argentinos quanto Pelé e gerou uma intensa comoção nacional para que ele NÃO fosse convocado para a Copa América do ano seguinte. Mas o técnico Gerardo Martino não deu ouvidos aos pedidos de milhões de argentinos e convocou mesmo assim o craque Higuaín, que mais uma vez brilhou na final perdendo um gol cara-a-cara com o goleiro.

Em 2019, depois de muitas tentativas e nenhum sucesso, Pipita finalmente anunciou sua aposentadoria de seleção nacional. Muitas garrafas de vinho tinto foram abertas nesse dia.

Títulos perdidos graças a Higuaín[editar]

Argentina

Vídeos[editar]

  • Highlights da carreira de Pipita

Seiyaputo.jpg Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!
E não sai na rua para não sofrer linchamento.

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.

CounterZero.gifCounterZero.gifCounterZero.gifCounter5.gifCounter7.gifCounter3.gifCounter2.gif
Este é o número de gols decisivos que Higuaín já perdeu com a camisa da Argentina
Flag of Argentina.svg
Flag of Argentina.svg

Goleiros: FillolGoycocheaCarrizoAbbondanzieriBurgosPumpidoCarnevalliRomeroCavallero
Zagueiros e Laterais: RuggeriBatistaMascheranoPassarellaHeinzeSorínSamuelPerfumoZanettiAyalaZabaletaMarzolini
Meias: MaradonaBurruchagaArdilesRiquelmeCambiassoMontiGallardoVerónDi MaríaAimarOrtegaGuiñazúD'AlessandroGagoRedondoSimeoneBochiniPeucelle
Atacantes: BalboRamón DíazMedina BelloMessiHiguaínLópezTévezKempesBatistutaPalermoKun AgüeroDi StéfanoLabrunaCaniggiaCrespoPalacioSívoriStábileValdanoCorbattaOrsiArtimePederneraMorenoLoustau