Guiche de Gramont

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Guiche Gramont)
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Afrodite de Peixes Cquote2.png
Google sobre Guiche de Gramont
Cquote1.png Ei, diferente do Afrodite, eu não sou gay!! Na verdade, eu sou milhares de vezes melhor do que ele!! Para ser mais sincero, eu sou milhares de vezes melhor do que qualquer um!! MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Guiche de Gramont esbanjando modéstia
Cquote1.png Eu vou criar a melhor invocação de toda a escola de magia!! Cquote2.png
Guiche de Gramont mostrando mais um pouco de sua modéstia
Cquote1.png Realmente, alguém que anda com uma florzinha na boca é excessivamente macho. Cquote2.png
Capitão Sarcasmo sobre Guiche de Gramont

Guiche 000.jpg

Guiche de Gramont, assim como diria João Gordo, é apenas um playboizinho de merda, que se acha a última bolacha do pacote. Apesar de todo mundo dizer que ele é poderoso, na verdade, ele é um tremendo de um cagão, pois, durante o seu duelo contra o plebeu Saito, quando ele percebeu que a situação estava preta, ele pediu água, suco de laranja, suco de limão que parece tamarindo e que tem gosto de groselha e muito mais.


História[editar]

Origens[editar]

Bom, segundo fontes fiáveis (Não, não é da Nintendo Wiikipédia que estamos falando), Guiche de Gramont é o terceiro filho do General Gramont (essa coisa de terceiro filho é uma moda no mundo de Zero no Tsukaima, afinal, Louise também é a terceira filha dos Vallière).

Bom, desconsiderando isso, podemos dizer que Guiche de Gramont é o sujeito com mais pinta de francês da família. Afinal, apenas os argentinos da europa podem ser gays e amantes ao mesmo tempo. Assim como todos os nobres, Guiche de Gramont foi enviado para Hogwarts a academia de magia, para aprender a ser um menos inútil, e não ficar vagabundando o dia todo.


Participação na cronologia canônica[editar]

A primeira participação de Guiche de Gramont na história é quando ele está na aula de magia, e dá uma de nerd, respondendo uma pergunta da professora à la Wikipédia. Depois disso, ele dá (ui!) uma sumida da história, e só aparece quando está ocorrendo uma avaliação para os alunos invocarem os seus meigos bichinhos de estimação, que variam desde uma salamandra mais feia do que a sua mãe até um humano.

Quando Guiche de Gramont faz a sua invocação, ele invoca um... bem... Ah, sei lá que porra era aquela, pois era um bicho terrestre e narigudo. Provavelmente, era algum parente das toupeiras assim como o seu mestre.

Após fazer essa invocação, Guiche de Gramont, apesar de não ter muita certeza de que bicho era aquele, ele o recebeu bem, do fundo de seu cu coração. Depois, ele vira um mero bosservador, fazendo figuração na ponta da tela.


Contra Saito[editar]

Convenhamos, o cosplayer também é meio afetado.

Quando foi de noite, Guiche de Gramont resolveu que iria usar os truques que ele aprendeu lendo "As maiores cantadas infalíveis", para tentar conquistar uma inocente garota do 1° ano. Porém, de repente, ele viu o bicho de estimação de Louise Saito usando o correr pra caralho para fugir de sua dona eu não o condeno.

Depois de alguns minutos, apareceu Louise, que pediu ajuda para Guiche de Gramont para capturar o seu pokémon animal de estimação. Como Guiche de Gramont é um cavalheiro e viado, ele resolveu que iria ajudar.

Então, quando Guiche de Gramont chegou no jardim da academia, ele viu que Saito já estava lá na casa do chapéu. Mas isso não o intimidou, e Guiche de Gramont usou a sua poderosa magia da levitação, que ele tinha aprimorado fumando muito Extrato de Energia Volátil e muitos Aerolitos.

Depois que conseguiu trazer Saito para a terra e devolver para a sua dona, ele finalmente pôde voltar para a sua velha cantada na garotinha inocente.


O segundo round contra Saito[editar]

Guiche praticando zoofilia com o seu... Ah, deixa pra lá...

No outro dia, enquanto Guiche estava soltando mais uma de suas cantadas furadas em Montmorency, Saito, que estava muito feliz por ter sido levitado e rodado como um pião na noite passada, resolveu que iria dar uma ajuda para Guiche se dar bem, e, simplesmente, chamou a garota da noite passada e a colocou na frente de Guiche e de Montmorency.

Obviamente, Guiche, Com cara de besta, não teve como explicar a traição, e acabou tomando um Falcon Punch de Montmorency direto na cara. Como Guiche tinha sido putaqueparívelmente envergonhado na frente de todos por um plebeu qualquer, ele resolveu que não iria deixar isso barato, e resolveu que iria desafiar Saito para um duelo. Como Saito é muito corajoso (ou muito burro), ele aceitou, e, que as coisas se resolvam na base da porrada.

Mas, como Guiche não queria sujar as mãos com um plebeu na verdade porque era um covarde, ele invocou um monstro de ferro, que havia sido abençoado pelo Deus Metal, para lutar em seu lugar. Como já era de se esperar, o monstro de ferro deu uma baaaaita surra em Saito, que mostrou que é brasileiro e não desiste nunca.

Para mostrar caridade, Guiche resolveu dar a sua espada para Saito ao menos conseguir morrer dignamente. Porém, mal sabia ele, que um destino obscuro o esperava.

De repente, Saito virou uma espécie de máquina de matar from hell, e mandou o monstro de ferro de Guiche ir esquentar o caldeirão do inferno. Como Guiche não iria desistir assim tão fácil, ele invocou mais de 8000 monstros de ferro, e agora ele estava certo que eles iriam acabar com a raça de Saito. Estava enganado.

Saito mostrou todas as suas habilidades, e fatiou em mais de mil pedaços todos os monstros de ferro, e estava pronto para fatiar Guiche também. Mas, quando viu que a espada estava no seu pescoço, Guiche mostrou que era um cagão e chamou pela mamãe.