Guilty Gear

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Guilty Gear é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Um Cyber demon dá game over em um noob.


Engrenagem Culpada
Guilty Guir logo.png
Logotipo da série
Gênero mais comum porradaria
Desenvolvedor atual Arc System Works
Publicador atual Arc System Works
Plataforma de origem PlayStation
Primeiro lançamento Guilty Gear 1 (1996)
Último lançamento Guilty Gear Xrd (2014)

Cquote1.svg Você quis dizer: O verdadeiro Guitar Hero Cquote2.svg
Google sobre Guilty Gear
Cquote1.svg Bem feito esse jogo. Mais bonito que Street Fighter. Qual o nome? Cquote2.svg
entendido sobre Guilty Gear
Cquote1.svg Eu sou o herói da história. Cquote2.svg
Sol Badguy sobre Guilty Gear
Cquote1.svg Não, na verdade sou eu. ¬¬ Cquote2.svg
Ky Kiske sobre a frase acima
Cquote1.svg O verdadeiro nome do Sol é Fredderick. Cquote2.svg
Spoiler sobre Sol Badguy
Cquote1.svg Que que é, vai encarar, mané? Cquote2.svg
Sol Badguy sobre a frase acima
Cquote1.svg Deixa de frescura Cquote2.svg
Ky Kiske sobre o comentario acima
Cquote1.svg Qual é? quer brigar!? Cquote2.svg
Sol Badguy sobre comentário acima
Cquote1.svg Ah, vão à merda, porra! Cquote2.svg
Alborghetti sobre Sol Badguy e Ky Kiske
Cquote1.svg BWAHAHAHAHAHAHAHA!!! Cquote2.svg
Zato-1 tendo uma crise de personalidade
Cquote1.svg BE MY WIFE! Cquote2.svg
Robo-Ky sobre Relacionamentos
Cquote1.svg Johnny eu gostaria de lhe ajudar no seu trabalho hoje Cquote2.svg
May tentando ver o documento do Johnny

Guilty Gear é uma franquia de jogos que existem apenas como uma desculpa pro seu criador continuar seu estilo de vida roqueiro mesmo passando dos 40 anos de idade. Todos os jogos possuem trilhas sonoras feitas a partir de uma batida de liquidificador do Poison, Queen, Slayer e mais trocentas bandas de rock/metal de 30 anos atrás.

O jogo[editar]

O jogos se resumem a porrada, lógico, com exceção do segundo que por algum motivo optou por ser um jogo de estratégia e controle de unidades. A história de Guilty Gear, assim como sua franquia prima, é completamente absurda, desnecessariamente convoluta e horrível de sequer tentar entender e acompanhar, portanto ninguém faz isso. Até os cara mais viciado, que só joga com o mesmo boneco há 20 anos, passando de jogo em jogo sempre usando ele, raramente vai saber qual é a dele e o que caralhos ele tá fazendo ali, o que não é de surpreender numa franquia que tem desde mulhere frankestein casada com uma chave gigante até garoto psicopata dorminhoco que luta usando sua cama.

Sistema[editar]

Qualquer zé mané consegue jogar Guilty Gear. É só apertar os botões que nem louco, e já saem um monte de sequências cabulosas e esquizofrênicas de enxer os olhos (Famosa paçoca). Os personagens são todos cabulosos, com golpes um mais cabuloso que o outro, obviamente destruindo a tela, sua TV e o caceta mais. Ainda tem uma putaria chamada de Destroyed, que só serve pra acabar com a luta o mais rápido possível. Por essa razão, os personagens são adorados por jogadores de Mugen.

Personagens[editar]

Sol-Badguy[editar]

A moçada de Guilty Gear recomenda a leitura

O Protagonista fodão da história. Antes era um doutor babaca que usava óculos e auxiliava Solid Snake nas suas missões trabalhava num projeto dos Gears. Aí houve um acidente e ele ficou super fodão. A partir daí vaga pelo mundo procurando bicos e sonha entrar no Super Smash Bros. Seu maior rival no game é Gay Ky Kiske, um membro da Holy Knights que brigou com Sol a muitos anos atrás e agora quer vingança. Foi Baseado em Freddie Mercury apesar de Ishiwatari dizer que ele gosta mesmo é de Rock.

O resto[editar]

O resto são coadjuvantes inúteis e sem noção, algumas gostosas e por aí vai.

Trivia[editar]

  • Todos personagens são inspirados e fãs de alguma banda de rock, exemplo disso é o personagem Sol Badguy, que teve o nome baseado no cantor da banda gay Queen, Freddie Mercury.

Screenshots[editar]


v d e h
GG cover total.JPG