Harvest Moon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Harvest Moon é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Lara Croft consegue mais uma relíquia.


Colheita Feliz
Bandeira-mst.jpg
Após a despropriação da fazenda que estava sendo subutilizada, o logotipo da série precisou ser trocado também
Gênero Viadice
Desenvolvedor Marvelous Interactive
Publicador Natsume
Plataforma de origem SNES
Primeiro lançamento Harvest Moon 1 (1996)
Último lançamento Story of Seasons: Trio of Towns (2016)

Cquote1.png Já comprei três girafas na minha fazenda Cquote2.png
Amigo Mentiroso sobre Harvest Moon

Cquote1.png Because I'm still in love with you... Cquote2.png
Neil Young sobre Harvest Moon

Cquote1.png Isso non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Harvest Moon

Cquote1.png Foi o cão que buto nóis pra bebê! Cquote2.png
Jeremias sobre Karen e Duke, de Harvest Moon

Cquote1.png Kawaii! *__*~ Cquote2.png
Otaku sobre Harvest Moon

Cquote1.png Ow... Que Fófix! :D Cquote2.png
Emo sobre Harvest Moon

Cquote1.png Chama os cachorro! Cquote2.png
Ana Maria Braga sobre Harvest Moon

Cquote1.png Caralho, essa mina não acaba mais? Cquote2.png
Você sobre Minas de Harvest Moon

Cquote1.png Nããão! Você tem que plantar batata doce, é o que dá mais dinheiro. Olha, se você tiver três plantações de nove coisos de batata doce e eles rebrotarem a cada dois dias você terá em um mês... uma porrada de batata doce! Cquote2.png
Nerd sobre Plantações de Harvest Moon

Cquote1.png Tenho medo. Cquote2.png
Regina Duarte sobre Harvest Moon

Cquote1.png XxOXx GRaYxxxxx é MeUxx!!! Não toca! Cquote2.png
Guria Retardada sobre Harvest Moon

Cquote1.png Deseja Comunicar com um Gamecube?! Cquote2.png
Deusa da Colheita sobre Harvest Moon

Cquote1.png Esse simpático garoto recebeu de herança uma fazenda inteira. E agora, ele vai armar as maiores confusões pra levar sua vida na roça e descobrir um grande amor! Cquote2.png
Narrador da sessão da tarde sobre Harvest Moon

Harvest Moon é um jogo super satânico na forma de RPG (Rola para Gays). Onde você cuida de uma fazenda, ou uma pseudo isso. A moral do jogo é fazer grana, fazer grana, ver eventos, fazer grana, casar, fazer grana, fazer grana e, obviamente, fazer grana.

Mesmo fazendo muita grana, toda essa grana é virtual, ou seja, o jogo coonsiste em ficar todos os dias tira leite da vaca, jogando água nas plantas, colhendo safra, para ir vendendo, ou seja, o jogador entra no mundo do jogo para trabalhar. Ao invés de procurar emprego real, fica jogando o jogo para trabalhar e ganhar dinheiro que não dá para comprar comida, até no jogo o personagem vive se nunca comer.

O jogo também apresenta trabalho infantil, porque é possível ter um filho e colocá-lo para trabalhar, e pedofilia, porque é possível até se casar com criança, já que muitas garotas do jogo tem cara e comportamento infantil, é só dar uma pena azul para coitada.

Criação[editar]

Ao invés de pegar gurias de verdade, os nerds ficam se babando por essa garotinha

Na verdade foi criado por cheiradores de gatinhos, que acharam que os gatinhos iam entrar em extinção se continuassem sendo consumidos da forma brutal que estavam sendo. Então, para tentar populariazar o cheiramento de cachorros, galinhas (e não estamos falando da tua irmã), vacas (não, também não estamos falando da tua mãe), ovelhas e cavalos. Não fez muito sucesso, obviamente, mas agradou a alguns jogadores: furries (já que dá pra dormir com o cachorro), fãs de yuri (já que em uma certa versão dá pra ter uma "melhor amiga", se você for uma garota... Melhor amiga que faz até filho com você) e emos (fofinho, bonitinho, bichinhos, meninos de franja. Precisa dizer mais?).

Quem joga Harvest Moon?[editar]

Pretendentes[editar]

Harvest Moon é famosa pelas suas pequenas ninfetas disponíveis para qualquer um que tenha um pouco de grana, cada uma pior que a outra. As mulheres gostosas já estão casadas e são as mães desses estrupícios, aliás as mães são mais legais e bonitas que as filhas (exceto a tuberculosa, aka. Lillia, que é tão ruim ou pior que a filha). Pena que, a princípio, não tenha nenhuma pulada de cerca em Harvest Moon.


Popuri: a mais débil mental: o que tem de cabelo cor-de-rosa (que o escritor aqui desconfia que seja algodão doce) não tem de cérebro. É a mais mané de todas, só fala em galinhas e tenta bancar a boa moça que cuida da mãe, mas não demora muito pra largar a coroa em casa e ir se encontrar na praia com um estrangeiro. Ela pica a mula e vai pras conchinchinas com o cara, se você não catar ela primeiro, claro. Pra realizar essa difícil tarefa, é só encher de ovo cozido a débil que ela trepa contigo. Obs.:Ela é um dos maiores exemplos de Guria Retardada

Elli: só deus sabe porque ela trabalha num hospital, ela tem mó cara de freira. Mora no segundo andar do hospital com o doutor, e com certeza ele enfia uma seringa nela. Toda a noite. Ela vende uns potes de energizadores que não passam de extratos de ervas ilegais e de mentos com coca-cola. Se você não pedir a doida em casamento, ela vai casar com o doutor e ficar sendo comida no hospital. Se você casar, ela passa das nove da manhã as quatro da tarde lá com o zé mané... o que dá na mesma, casar ou não.

Mary: nerd, quatro olhos, emo, metida a boa-moça. Todo mundo sabe o que ela faz com aqueles livros na biblioteca, já que estão sempre melados e em um deles você encontra até uma pedra (especula-se que na verdade seja uma espécie de vibrador da roça). Toda santa segunda-feira, a nerd vai com a família pra montanha praticar uma sessão de suruba e sexo selvagem em... meio a vida selvagem. O escritor não foi maluco o suficiente pra casar com ela pra ver o que acontece, mas se você não casar, ela fica com o emo loiro com complexo de "vovô não me ama".

Ann: quando você olha pela primeira vez pra ela, você pensa: como eu vou comer esse troço aí? Sim, é uma piveta que não parece ter mais de oito anos, desprovida de seios e serelepe e saltitante. A única vez que você a verá de um jeito decente é em seu casamento com ela, se você tiver saco o suficiente pra aguentar essa coisa pulante por sua casa. Se você não for rápido, o Cliff come ela. Se bem que tem um jeito de deixar ela sozinha para sempre: não deixando o Cliff trabalhar na vinícula. Desconfia-se que ela cheire gatinhos, já que no Inn house que o pai dela é dono tem um gato arisco (e provavelmente traumatizado).

Karen: gostosa, boazuda, metida e bêbada. Pra conseguir que ela vá com sua cara, você tem que entupi-la de vinho. Uma das maiores dúvidas que Harvest Moon desperta é: por que essa gostosa vai ficar com o nerd quatro olhos que deve praticar sexo diariamente com galinhas, se você não pedir em casamento antes?

Muffy: garçonete loira e ninfomaníaca, Muffy é a mais vagabunda e atirada da série. Sua tática consiste em se exibir no balcão do bar, usando um microvestido vermelho, e se ainda assim o cliente resistir em pagar por uma noite, embebedar o cara até conseguir dormir com ele. Cada cerveja que você compra na mão dela aumenta muito o que ela sente por você, pois isso significa que você tem algum $$$$$$$.

Nami: é um homem, mas o jogo tem a opção "casamento gay" em que você pode se casar com ele, e até ter um bebê se quiser.

Celia: caipira, doente, nada inteligente, Celia é a garota chata que não tem o que fazer da vida. Passa o dia regando vegetais e a noite lavando pratos. Mora de favor numa fazenda, pois foi expulsa de casa depois que realizou um aborto. Só serve para ser dona de casa explorada.

Lumina: a garota órfã, rica, inocente e muito estúpida. Briga com Popuri no quesito "Boba alegre mais acéfala". Apesar de ser cheia da grana, vive e se veste como uma indigente, e ao se casar com ela, você não ganha nem um centavo de dote, graças à maldita velha que cuida da fortuna da família.

Flora: o pior partido possível: grossa e bruta igual um granito, e tão horrorosa quanto, nerd, vive desenterrando ossos numa mina, e só sabe xingar e reclamar. Ao se casar com ela, é bom ter em mãos o papel do divórcio, pois ninguém aguenta muito tempo com essa mulher. Tem um caso com o chefe, Prof. Carter, que é 60 anos mais velho que ela.

Deusa da Colheita: ou Harvest Goddess, como os nerds chamam pra provarem que sabem alguma coisa (bem pouco) de inglês. A vadia te dá uma lista de exigências a cumprir, se você quiser um dia casar com ela. Mas não pense que só porque casou com essa princesa Léia paraguaia que vai ter alguma vantagem: ela não mora com você, continua naquele lago dela (que de tão pequeno deve ser uma banheira). Depois de um tempo ela vem com um filho, diz que é seu e diz pra você criar... se ela mora numa piscina e você numa casa na fazenda, como a criança nasceu? Ou a lenda da cegonha e do pé de alface são verdadeiras ou você ganhou dois belos ornamentos para enfeitar sua cabeça.

Princesa Bruxa: ou Witch Princess para os já ditos nerds. Rival da Deusa (Apesar de ter um caso com ela) adora fazer uma sacanagem com o povo da vila... já arrancou o olho de um médico, achatou o prefeito até transformá-lo em um anão e enterrou uma pobre coitada viva depois de deixá-la muda com uma macumba mortal. A mulher-demônio também é exigente com os homens, e antes de se casar com ela, você precisa praticar muitas maldades e ser castigado até onde puder pela Deusa, amante da bruxa. Entre as tarefas, você precisa matar animais, esconder veneno na comida dos habitantes da cidade, tentar fugir do trabalho, desmaiar de fraqueza, roubar, matar os pais das criancinhas, estuprar uma das garotas, estuprar um dos rapazes, matar 3 galinhas pretas e douradas na encruzilhada das rotas que dão acesso à mineral town e o forget-me-not valley à meia noite e limpar o chão da cabana da Pomba-gira-princesa-bruxa. Depois de casados, ela vai comandar festas regadas a bebida e orgias envolvendo ursos de pelúcia, a Deusa e os Harvest Sprites.

Leia: a prova que a Deusa da Colheita não passa de uma nerd viciada em Star Wars! Quem, em plena sanidade mental, batiza a filha de Leia? Aliás, por que a filha da Deusa da Colheita é uma sereia? Se bem que é melhor que um alface mutante... Enfim, a Leia é uma das opções especiais de casamento no Harvest Moon de Nintendo DS. Tanto na versão "for boys" quanto na, pasme, versão "for girls". Aparentemente, ou melhor, obviamente o jogo motiva a prática de relacionamentos homossexuais. Mas, voltando à Leia, uma das outras grandes dúvidas é como você vai consumar seu casamento? Caso não tenha notado, ela é uma sereia! E sabe como é a reprodução dos peixes? Assexuada. Ou seja...? Vamos, use o Tico e o Teco e pense comigo! Você terá apenas um fardo e não uma esposa.

Keria: também conhecida como "princesa misteriosa". É uma das novas pretendentes da versão de Harvest Moon para Nintendo DS. Ela é um tipo de Bela Adormecida, já que vive dormindo em uma cama no 255º andar subterrâneo da mina. Assim como todas as pretendentes especiais, como a Bruxa, a Leia e a Deusa da Colheita, Keria também exigirá uma série de coisas para você fazer. Elas vão desde fazer um certo tipo de chá até catar pedras específicas, escolhidas aleatóriamente. Além de que, cada vez que você quiser vê-la, terá de cavar por 255 andares. Boa sorte, colega.

Julia: Julia é a candidata para a Xurupita's Farm. Vive com a mão na lojinha de coisas para bichos, provavelmente porque gosta de suas companheiras vacas e galinhas. Sabe Deus lá o motivo de ela ter amizade com a Natalie, mas se tem suspeitas de que ela é lésbica e esse seria o motivo de tamanha amizade com uma moleca daquelas. Assim como a Karen, um dos maiores mistérios do Harvest Moon é por que diabos ela vai ficar com o nerd vegetariano metido a macho.

Rivais[editar]

Um fazendeiro azarado que teve sua fazenda invadida pelo MST.

Existem dez zé manés pra te pentelhar e impedir você de ir pro vuco-vuco com alguma das meninas. A única que não tem um rival no amor pra você é a Deusa, porque ninguém (além de você, claro) é idiota ao ponto de cumprir as exigências dela, que fica morando numa piscina e te chifrando com o Kappa. Esses garotos são os pretendentes na versão For Girls e as garotas as rivais.

Kai: metido a gostosão, adora abacaxis e é uma bichinha que morre de medo no frio (deve ser porque no frio certas partes do corpo encolhem,ou seja, os Canadenses don't like this). Tem um muquifo na praia onde ele vende comidas preparadas por ele (cuidado com o veneno, essa bicha é invejosa!). Desconfia-se que ele e o Gray gostem muito de brincar juntos, possivelmente de casinha. Aposto que as duas bibas brigam a unhas e dentes pra decidir quem vai ser a mamãe e usar o avental rosa super fashion.

Doctor: inexpressivo. Alguns boatos dizem que ele é o pai da Elli (!), mina com quem ele casa se você não comer primeiro. Pelo visto, incesto não é condenado em Harvest Moon, levando em consideração os hábitos de segunda-feira da família da Mary. Enfim, o Mr. Hyde adora ir colher ervas e cogumelos felizes na montanha, e algumas vezes pode tentar te envenenar com eles (como em alguns eventos na versão For Girls).

Gray: emo. Veio de longe pra caralho pra aprender a ser um ferreiro com o vô. Aparentemente (tá, não aparentemente... evidentemente) a bicha não gosta de pegar exatamente esse ferro e tem medo de se machucar com as ferramentas. Geralmente, ele estará falando o quanto avô dele é resistente, duro, forte... entre outras coisas. Tem um complexo por o velhinho não ser da turma de adeptos ao incesto de Mineral Town e frequentemente pede para Kai dar um ombro, uma perna, um braço, um abdomem, um pau, etc, amigo. Experimente mostrar a Blue Feather pra ele: o danado vai dizer que não vai casar com você, bom... talvez. Mas cuidado que ele apaixona, hein!

Cliff: outro emo. Harvest Moon está sendo atacada pelos emos, primeiro a bicha loira acima vem de onde Judas perdeu as cuecas pra Mineral Town e agora esse emo cabeludo que fica o tempo todo na igreja. Só Deus, realmente, sabe o que ele e o padre fazem lá dentro: trancados mais de cinco horas por dia juntos na igreja... O bom, é que você pode ajudar a limpar MT dos emos: o Cliff vai embora se você não deixar ele trabalhar na vinícula. Pena que não dá pra enterrar o Gray na mina, também.

Rick: nerd. Ele tem cara de nerd, jeito de nerd, fala que nem nerd. Só não é nerd, porque não tem computadores ou video-games em Mineral Town. O zé mané deve ter tido sua primeira relação sexual com uma galinha (não a tua irmã, porque ela não tinha troco pra dez reais), já que só fala em galinhas, ovos, comida de galinha, pintinhos (os animais, seus maliciosos!) e coisas do tipo.

Marlin: Ex-cavaleiro do zodíaco, resolveu se estabelecer na fazenda de sua irmã, Vesta. Carregador de caixas, vive se exibindo pra Celia, a única pessoa que fala com ele. De resto, só sabe ficar de cara fechada e reclamar da vida, do mundo e de você com seu trabalho porco na sua fazenda.

Gustafa: hippie narigudo que resolveu se estabelecer no vale depois de terminado o festival de Woodstock. É gay, e tem um caso com o Nami.

Rock: playboy metido vagabundo e emo. Rock Pedrosa passa o dia vagabundeando, catando as garotas do vale enquanto os outros homens trabalham, e sempre que tem chance, passa na praia e fica dando em cima do Kai. É sustentado pela mãe e pela pensão que seu pai paga para ela, que não é muita, já que o cara possui duas famílias (É casado com Ruby e com Lillia, e é pai de 3 filhos: Rock, Rick e Popuri)

Carter: senhor de idade, e que ninguém em sã consciência consideraria um rival. Professor de arqueologia, procura a ossada de seus antepassados que supostamente estão enterrados numa mina. Mal sabe ele que eles estão vivos, e se chamam Dercy Gonçalves, Caubi Peixoto, Hebe Camargo e Cid Moreira.

Griffin: bartender fracassado cujo bar nunca fez sucesso. Contratou então uma Stripper, e depois disso, o local se tornou o Point. É também o cafetão da garota, que é a sua maior fonte de renda.

Skye: em algumas fontes, seu nome consta como Stainer. Bem, ao contrário da versão for boys, onde chegam novas garotas especiais como pretendentes, o Harvest Moon for girls só traz um ladrãozinho miserável junto. Fique feliz se você joga na for boys: ele nem aparece por lá. Os eventos do coração dele são quase todos (se não todos) a ver com os roubos que ele realiza. Além de tudo é burro: rouba os vizinhos! Duh! Ah, existe mais um porém: para encontrá-lo, é necessário esperar até a calada da noite. Se você achar que vale a pena, divirta-se. Mas... Fala sério, todo esse sacrifício por um albino assexuado com um casaco de vaquinha...?

Personagens sem Importancia[editar]

Alguns personagens que só enchem o saco e não servem pra porra nenhuma.

Anna: só Deus sabe porque essa tia que odeia flores é casada com um botânico. Ela é bonitona, mas é antipática pra cacete. Não tem nenhuma importância no game, exceto que se você for amigo dela ela te ensina a fazer um bolo (coisa que você encontra em qualquer site sobre HM que se preze). Parece uma puta aposentada e é mais branca que porra... leite. Nunca deixa ninguém ir no segundo andar da casa dela, o que será que ela esconde lá em cima (desconfio que seja uma sala de tortura a la idade média)?

Barley: Matusalém em pessoa, agora você não precisa ler a Bíblia pra saber quem ele é! Tem cara de pão duro, e toda segunda vai pra fonte termal. ECA! Eu que não entro mais lá. A filha dele (que eu desconfio, deve ser tão velha quanto a criatura) foi explorar o mundo e acabou dando pra sobreviver, e ela jogou a miniatura de volta pro velho cuidar. Liga uma vez ou outra pra saber se ele tá vivo (por causa da herança, óbvio).

Basil: o cara tem sorte e azar ao mesmo tempo: traçou uma gostosona, mas teve uma filha emo (desgraça para qualquer pai com um pouco de senso do ridículo... apesar do chapéu bizarro e do amor suspeito por flores, ele deve ter um pouco). O zé mané volta e meia tá na montanha pesquisando ervas suspeitas e flores bizarras. Escreveu alguns livros, que estão na biblioteca da emo, e que às vezes são usados de vibrador improvisado, na falta de um objeto fálico.

Carter: o padre da religião harvestgoddesseana (ou seja lá qual for o nome dessa joça), que não deve exigir o celibato ou o voto de castidade. Até o Cliff preferir fazer um ménage à trois (gíria francesa chiquérrima para suruba) com a Manna e o Duke, era o Padre quem brincava com ele a tarde toda. Mas felizmente, ele ainda tem o Stu e a May. Tem um jardim particular cheio de cogumelos, que ele usa para fazer chá, que dizem que ele ganhou do Mário (não o que te pegou atrás do armário e não pagou). Não bastasse, pratica a simonia, pois só faz a Harvest Goddess te perdoar se você pagar o dízimo der bastante presentes pra ele.

Doug: outro personagem sem utilidade ou importância. É dono do Inn house e pai da Ann. Tem o único telefone da vila e possui um harém de rapazes no segundo andar de seu estabelecimento. Dizem que só se sustenta (claro, afinal o povo todo, além de você, deve comprar fiado) por ter um contrato milionário com uma certa celebridade que se amarra em garotinhos. Em um certo dia do ano, ele sobe ao topo da montanha pra se masturbar em homenagem a sua falecida puta, digo, esposa.

Duke: velho bebum que se amarra em garotinhas. Também conhecido como o maníaco do parque harvestmooniano. Tem uma vinícula e, é claro, é um baita de um bêbado. Dizem que ele se reúne com o Jeremias todas as quintas feiras pra serem postos para beber pelo cão. Tinha uma filha, Aja, com a qual ele mantinha relações sexuais incestuosas. Cansada do pau pequeno, Aja foi em direção a cidade em busca de um bem maior.

Ellen: triste destino de uma das opções que você tinha pra se casar na versão de SNES. A velhota não pode andar e então passa o dia todo se masturbando enquanto lê a carta de seu falecido marido. É a avó de Elli (família criativa para nomes, essa, não?) e Stu, não se sabe quem são ou eram seus filhos. O prefeito vai na casa dela todas as tardes pra uma seção descarrego, se é que me entende. Se você for legal com a véia, ela tricota uma meia pra você pendurar na parede e aquele retardado do prefeito se veste de Papai Noel pra botar cacarecos da mina dentro. Morre em todos os jogos da serie em que participa ( no nintendo 64, você quem mata a véia)

Gotz: o pobre desgraçado. Apesar de parecer com Chuck Norris na aparência, não parece com nada do Chuck Norris na hora da briga. Sua esposa e sua filha morreram na montanha e agora o zé mané fica ou chorando as misérias ou fazendo sabe Deus o quê, trancado à noite na cabana com o Harris. Mas pelo menos você pode plantar muita mandioca, digo, batata doce (pela cotação da batata doce no mundo de HM, imagine-se o quanto esse povo peida) e comprar toras do Gotz, em vez de se matar com aquele machadinho nojento, e mandá-lo fazer uma banheira pra você. (Mas você não vê a droga do banheiro, é só uma portinha que você entra e sai, provavelmente não mostram porque você recupera stamina fazendo o que não deve lá dentro.)

Como eu dizia, Gotz é feio, barbudo, estressado... características incomuns para um emo. Tem um evento, que a bicha roda a baiana e fica braba, com "crise criativa" (quem esse carpinteiro pederasta pensa que é, Michelangelo?). E aí ele não constrói nada. Ou seja...? Isso mesmo: você tem que levantar o pau, digo, astral dele, dando o rabo, opa!, presentes.

Gourmet: a prova viva que Free Willy não morreu e ainda cruzou com a Daniella Cicarelli. Gordo, feio, beiçudo... e é uma opção pra casar na versão for girls. Só aparece uma vez por ano, no festival de comidas na primavera... mas se você tiver sorte (ou seria azar?) consegue provocar um evento do Kai e vê-lo no verão. Dizem as más línguas, que ele é na verdade aquele bando de pigmeus que vivem atrás da igreja testando a técnica de fusão que aprenderam em Dragon Ball.

Uma das partes mais difíceis do jogo é proteger suas vacas da invasão alienígena

Harris: um cara complexado pelo fato de ter o nariz maior que o pau. É o policial que fica (vadiando pela) patrulhando a cidade. Dá para o Zack sempre que possível e impossível. É o filho do prefeito, apesar de não ter uma maçaneta no lugar do nariz e sim um bico.

Hugh: só mais um pirralho melequento que toda versão tem (talvez seja pro caso do jogador preferir ser pedófilo). Essa peste vive chorando, o que pode signficar que alguém virou pedófilo antes de você. Além de chato, é pobre pra caralho e só vem te incomodar quando você tá com a sua lojinha aberta, pedindo alguma coisa mas nunca comprando.

Jeff: o maior sanguessuga de Mineral Town: mesmo que você esteja comendo a filha dele, não ganha desconto no supermercado. Tem altos problemas com gravidez psicológica (que todos sabem que não passa de gases) e volta e meia corre pro hospital. Passa muito tempo na igreja, além de ser o passivo de seu casamento com Sasha.

Kappa: mal agradecido da porra. Só vale a pena pra você ganhar a fruta azul trasngênica. Adora pepinos e todos sabem o que ele faz com eles.

Lillia: a tuberculosa de MT. Seu marido saiu pelo mundo afora para achar uma cura pra rara doença de sua esposa. Desconfia-se que ele foi comido por Mafagafos no Acre. Ela é a dona da fazenda de galinhas e vende os bagulhos necessários para criar galinhas. Está sempre de olhos fechados e os Otakus desconfiam que ela seja discípula do Shaka de Virgem.

Manna: é na verdade Mana depois de aposentada. Só que agora fala mais que a boca e parece uma colegial. É casada com Duke, com quem teve uma filha: Aja (mais uma família criativa: colocaram o nome da filha na vinícula). A filhota dessa linguaruda picou a mula quando enjoou da piroca pequena do pai. Agora, Manna só sabe ir fofocar na praça e pentelhar o marido bêbado.

May: piveta chata pra cacete, neta do Barley. Não faz porra nenhuma e vem te cobrar doce no dia trinta do verão.

Saibara: avô do G(r)ay, ferreiro de Mineral Town. Cansado de seu neto que vive desmunhecando e queimando a rosca por aí, ele geralmente xinga o pivete. Tem uma paixão platônica por Ellen (coisa fora de moda) e deve bater muita punheta ou usar os ferros com os quais trabalha pra outras coisas.

Sasha: machão de seu casamento: enquanto o marido fala fino e acha que tá grávido, ela coça o saco e manda ele ir trabalhar no supermercado. Fica fofocando as tardes na praça de Mineral Town e uma vez na vida e outra na morte, visita Lillia.

Sprites: pigmeus que vivem atrás da igreja. Por mais que seu nome devesse ser "Harvest Spirits", já que são os espíritos da colheita, são chamados de sprites ou duendes. São multi-coloridos, como o arco-íris gay e trocam serviços escravos por ervas bizarras e uma farinha que foi traduzida pro inglês macarrônico como "Flower".

Stu: outro pivete mala que vem te pedir comida no último dia do outono. É o irmão da Elli e o atual caso do padre pedófilo.

Thomas: galera, saca só essa peça rara: esse aí é o prefeito. É a prova que tem gente que nasce com vegetais no lugar do nariz, no caso desse cara foi uma batata. Ele é gordo, baixinho, feio... e conseguiu uma mulher que trepasse com ele, já que ele é o pai do Harris. No Natal, enfia-se lareira abaixo na sua casa pra te dar presentes toscos, se você tiver comido a velhota da Ellen pra conseguir um par de meias.

Won: chinês travesti e muambeiro que "mora com um homem chamado Zack", como ele mesmo diz quando se apresenta. Tem uma roupa super fashion que devia ser moda nos anos 70 junto com uma touca de jamaicano.

Zack: entregador, macho do Won e apaixonado pela tuberculosa (outro amor platônico, super cafona). Parece um gorila e, talvez, por esse seu lado meio animalesco adora animais, tanto que organiza um festival de frisbe com cachorros no verão.

v d e h
Harvest Moon logo.png