Helena (Novela das 8)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
The-last-jedi-rey.jpg Este artigo trata de um protagonista

Provavelmente sua história leva seu próprio nome.

E você está cansado de ouvir falar dele(a).

Goku Ferido.jpg


Cquote1.png Já comi várias Cquote2.png
José Mayer sobre Helena
Cquote1.png Interpretar Helenas é uma felicidade para qualquer atriz, não é mesmo, minha gente? Cquote2.png
Regina Duarte sobre Helena
Cquote1.png Embarque nesse carrossel! Cquote2.png
Carrossel sobre Professora Helena
Cquote1.png As vezes tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre Helena
Cquote1.png As vezes eu adoroo Cquote2.png
Regina Duarte quando encontra José Mayer sobre Helena

Helena é um ser que personifica o conceito de mulher-sofredora-corna-chata-vencedora-ímã de metade do elenco masculino da novela, típico da trama das 8 da Rede Globo. Personagens são mortos para que ela salve o dia, aviões explodem, aliens invadem o planeta.

Seu habitat natural é o Leblon, de preferência com uma trilha sonora MPB ao fundo. Afinal de contas, o Leblon é lindo, não é mesmo, minha gente?

Acho que não é essa a Helena em questão
Credo em cruz!!! A defunta acordou!!!

Helena é como aqueles assassinos de filme que insistem em voltar apesar de terem tomado 32 tiros e caído em ácido duas vezes. Quando o público menos espera, ela ressurge das cinzas, querendo compartilhar pela milésima vez sua maldita história de mulher-sofredora-corna-chata-vencedora-ímã-de-metade-do-elenco-masculino-da-novela.

Durante o desenrolar da novela, SEMPRE tem algum personagem masculino adolescente (garotão) que se apaixona por ela. Um deles se chamava Gerard, ele era vocalista de uma banda Emo chamada My Chemical Romance. Seu amor por ela era tanto que ele fez uma música em homenagem à ela. Só que o clipe se passa em um velório e a Helena é uma morta-viva que acorda, dança e cai de novo no caixão


Quando isto começou?[editar]

Na Grécia antiga, nos tempos do poeta Homero, o príncipe de Tróia ficou apaixonado pela mulher do rei de Esparta, Helena. Convidou-a então pra ver os jardins de Tróia. Daí, conversa vai, conversa vem, o príncipe troiano conseguiu, após envenená-la com cheiramento de gatinhos e muitos copos de cerveja depois, eles se jogaram na cama, e todo mundo sabe o resto... Pois é, tempos depois, o príncipe de Esparta (aquele corno otário) viu sua mulher grávida, e desconfiou, só descobriu a verdade depois de um Teste de DNA no Ratinho. Irado, expulsou Helena de casa, que, desolada, foi se refugiar nos braços de Alexandre o Grande, que com ela dominou toda a Ásia. Por isso, o império ganhou o nome de Helenístico!

Diz a lenda que Regina Duarte é a reencarnação da rainha Helena. O que explica muita coisa.

E quando isto vai acabar?[editar]

No dia que matarem todas as Helenas do mundo... (a da música do My Emossexual Romance já está morta)

Helenas famosas[editar]