Hell Fighter

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cvania-nes phantombat fly.gif
Hell Fighter é da época da Velha Guarda dos Games

Mobile é o caralho! Portátil de verdade é Game Boy, porra!

Night creature.JPG Hell Fighter surgiu das trevas!!

Of DOOOOOOOOOM!!!

Puro osso.gif


Jogo do Inferno
Hell Fighter.jpg

Ryu de tanga

Informações
Desenvolvedor Sachê
Publicador
Ano 1992
Gênero Beat'em up (ou não, há controvérsias)
Plataformas Nintendinho
Avaliação 0,0000000005%
Idade para jogar Recomendado para pessoas com problemas mentais

Hell Fighter é um jogo criado por torturadores mentais com vontade de devorar nossos cérebros. Criado por uma daquelas empresas fantasmas que costumavam enfiar jogos no Nintendinho piratões chamada Sachen, essa empresa alias é considerada a mais maldita de todas no quesito de jogos piratas, tão maldita que nem a Wikipédia se deu ao trabalho de falar sobre ela. Bem, pensando melhor, a Wikipédia não é uma fonte muito confiável, então vamos ao jogo... esse jogo tem fedor do inferno queimando o ânus de um maldito gambá depois de passar 20 meses sem tomar banho. É, sem dúvidas, um dos jogos de porrada mais aleatórios do mundo. Alias, nem sei se dá pra chamar tal blasfêmia de beat'em up, já que ao invés de dar porrada nos inimigos, você mais atira neles, mas teoricamente você pode dar porradas no chão pra pegar poderes. Genial, um beat'em up que você só dá chutes no chão!

Gameplay[editar]

Antes de mais nada, só uma coisinha pra tornar o clima do artigo realmente diabólico...

"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""~"""

                   @@@  @@@  @@@@@@@@  @@@       @@@       
                   @@@  @@@  @@@@@@@@  @@@       @@@       
                   @@!  @@@  @@!       @@!       @@!       
                   [email protected]!  @[email protected]  [email protected]!       [email protected]!       [email protected]!       
                   @[email protected][email protected][email protected]!  @!!!:!    @!!       @!!       
                   [email protected]!!!!  !!!!!:    !!!       !!!       
                   !!:  !!!  !!:       !!:       !!:       
                   :!:  !:!  :!:        :!:       :!:      
                   ::   :::   :: ::::   :: ::::   :: ::::  
                    :   : :  : :: ::   : :: : :  : :: : :  
                                                           
                                                                       
      @@@@@@@@  @@@   @@@@@@@@  @@@  @@@  @@@@@@@  @@@@@@@@  @@@@@@@   
      @@@@@@@@  @@@  @@@@@@@@@  @@@  @@@  @@@@@@@  @@@@@@@@  @@@@@@@@  
      @@!       @@!  [email protected]@        @@!  @@@    @@!    @@!       @@!  @@@  
      [email protected]!       [email protected]!  [email protected]!        [email protected]!  @[email protected]    [email protected]!    [email protected]!       [email protected]!  @[email protected]  
      @!!!:!    [email protected]  [email protected]! @[email protected][email protected]  @[email protected][email protected][email protected]!    @!!    @!!!:!    @[email protected][email protected]!   
      !!!!!:    !!!  !!! [email protected]!!  [email protected]!!!!    !!!    !!!!!:    [email protected][email protected]!    
      !!:       !!:  :!!   !!:  !!:  !!!    !!:    !!:       !!: :!!   
      :!:       :!:  :!:   !::  :!:  !:!    :!:    :!:       :!:  !:!  
       ::        ::   ::: ::::  ::   :::     ::     :: ::::  ::   :::  
       :        :     :: :: :    :   : :     :     : :: ::    :   : :

Assustador, não?

Bem, o gameplay do jogo é basicamente você aparecer do nada numa cidade estranha vagamente baseada em jogos como Contra, Super Mario Bros. (até bloquinhos pra quebrar tem no jogo) ou Double Dragon. A cidade mais parece que é o portal do inferno, e de fato você tem a companhia ilustre de demônios azuis (?), esqueletos que aparecem do nada e que certamente foram desenhados por uma criança de 2 anos, piranhas esqueleto (e você achando que os Fishbones de Super Mario World eram criativos) que conseguem pular fora d'água, atravessam o chão e voltam pra água (que aliás é verde e tóxica, possivelmente onde o Coringa ficou com aquela cara lá dele), toras envenenadas que saem do chão numa velocidade completamente aleatória (ora lenta, ora mais rápida que um trem bala), Podoboos sequestrados de Super Mario, jatos de lava alienígenas, entre outros que eu não consegui ver porque minhas 10 vidas acabaram rapidinho e mamãe puxou a tomada.

E tudo isso você enfrenta apenas usando... uma lança. Ou uma flecha, ou seja lá o que, parece o jogo do Rambo com apenas uma faquinha. Bem, dependendo do power up que você pegar (ele é uma orbe que muda de cor direto), você ainda pode ganhar outra vida, um satélite protetor, três flechas (e a flecha ficar teleguiada), ou então passar a lançar hadoukens por aí afora. O que não diminui a filhadaputisse desse jogo, pois não existem regras nele, e morrer é a coisa mais simples de se fazer no mesmo.

Ah sim. Se você apertar Select, você comete suicídio. É. Pra que diabos colocar uma opção como essas num jogo eu não faço ideia, mas enfim... talvez eles tenham percebido de última hora o quão ruim o jogo era e criaram essa opção apenas pra você desistir logo de uma vez, caso a encrenca fique maior.


Este artigo é um esboço amaldiçoado por Shao Kahn.
Suma daqui antes que Shang Tsung leve sua alma.