Henri Pescarolo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Francia d.JPG ALLONS EN₣ANTS DE LA PUTARIE!!

Este artigo è ₣rancês! Ele não toma banho, come camembert e faz biquinho. O autor já mendigou na Avenue Champs-Elysèes e é xenofóbico.

Lembre-se de quem perdeu todas as guerras para a Inglaterra.

Feio002.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém com falta de beleza!

Não nos responsabilizaremos por qualquer dano em sua visão ou vontade de continuar a viver.
Alguma foto da Preta Gil pode estar neste artigo.

Henri Pescarolo
Henri Pescarolo.jpg
Ô mininu lindu!!!
Nascimento 25 de setembro de 1942
Paris, Bandeira da França França
Nacionalidade Bandeira da França França
Ocupação Ex-Piloto e Empresário

Cquote1.png Você quis dizer: Henri Pescaria Cquote2.png
Google sobre Henri Pescarolo
Cquote1.png Você quis dizer: Henri Pescarrola Cquote2.png
Google sobre Henri Pescarolo
Cquote1.png Você quis dizer: Papai Noel Cquote2.png
Google sobre Henri Pescarolo
Cquote1.png Você quis dizer: Enéas Cquote2.png
Google sobre Henri Pescarolo
Cquote1.png O nome dele não é Enéas! Cquote2.png
Enéas Carneiro sobre Henri Pescarolo
Cquote1.png É TETRA!!! É TETRA!!!! Cquote2.png
Galvão Bueno sobre Henri Pescarolo em Le Mans
Cquote1.png Bônus Stage! Cquote2.png
Gérard Larrousse sobre as edições de Le Mans em que correu com Henri Pescarolo
Cquote1.png Queria tocar com a gente? Cquote2.png
Integrantes do ZZ Top sobre a barba de Henri Pescarolo

ENÉAS CARNEIRO HENRI PESCAROLO é um falecido político que liderava o PRONA ex-piloto francês e ex-tremamente focado no ramo empresarial, com a sua equipe entra em falência-não entra em falência Pescarolo Sport e como sósia de Enéas Carneiro nas horas vagas, ganhando dinheiro com suas performances como sósia do falecido político, sendo mais rentável que o trabalho com a sua equipe. Na Fórmula 1, não arranjou muita coisa, mas, em Le Mans... Diz aí, Galvão! Cquote1.png É TETRA!!! É TETRA!!! Cquote2.png. Seu nome é comumente confundido com “Pescaria”. Se destacava por sua barba, que, originalmente era cultivada pro causa da vontade dele de tocar no ZZ Top um dia, mas, preferiu os dias de sósia do Enéas mesmo... Sua vida começou em Paris, França, em 25 de setembro de 1942 e ainda não terminou. Por ser ítalo, as pessoas tinham medo que ele fosse um “homem de Famiglia”, porque cara, ele tem!

Antes da Carreira:[editar]

NewBouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Henri Pescarolo.

O pequeno Henri nem queria ser piloto, só queria saber de estar vivo por ter nascido num mundo em guerra. A Guerra acabou, e ele sobreviveu. Resolveu ir pra Le Mans ver suas 24 Horas que estariam de volta, já que era impossível colocar gente de países diferentes num raio de 10km por motivos lógicos. As corridas se resumiriam em pilotos alemães sendo vítimas de atentados contra os de outros países. Pesacrolo gostou muito daquilo e decidiu ser piloto. O mundo pós-guerra permitia isso. Após uns anos 50 de sonhos e muitas festas ao som de Rockabilly, chega aos anos 60 com um kart e uma barba imensa ainda aos 18 anos, fazendo com que os organizadores das corridas em que ele entrasse assinassem contratos de patrocínio com empresas de prestobarbas, só pra sacaneá-lo mesmo. Após ganhar troféus, grana e prestobarbas, ingressa na Fórmula 3 francesa.

A Carreira:[editar]

Fórmula 3:[editar]

Em 1967, o mundo começou pro D2 ele já ganha seu 1º campeonato na Fórmula 3, quando conseguiu acabar com o Johnny Servoz-Gavin, que tinha o destruído psicologicamente no ano anterior e ganha um CD do ZZ Top, fazendo com que ele entrasse em dúvida existencialista: era isso mesmo o que ele queria? Ou será que ele queria ser rockstar numa banda de barbudos? Em 1968, começou a se decidir: pegou uma guitarra e fez um show de rua em Paris, mas, ninguém nunca lhe deu nada (seja dinheiro, reconhecimento ou um contrato), então concluiu que ser piloto era a melhor coisa que ele faria, até porque, o chefão da Matra tinha o ouvido cantar e conclui que como cantor, ele era o melhor piloto que ele já tinha visto, e emendou isso pra lhe dar um contrato pra correr na F1.

Fórmulas 2 e 1:[editar]

Correndo pra não vencer
Cquote1.png Tá puxando muito pra esquerda! Cquote2.png

Como o contrato automobilismo veio e o do musical não, ainda em 1968, foi ao Canadá estrear e não terminar a corrida, já que tinham fritado frango e batata no óleo do carro. Já que tinha entrado na festa só no final, só fez 3 corridas, e só terminou no México, já que inovou pondo um copo de tequila na mistura do combustível. No ano seguinte, pra não ficar entediado em casa, resolve correr na Fórmula 2 e nas 24 Horas de Le Mans do ano. Foi desafiado a se barbear naquele ano, aceitando o desafio, mas, depois de queimar a cara, resolveu nunca mais se barbear, por motivos lógicos. Depois de ser vice do Ickx em Le Mans, viu seu maior rival na F3 ganhar a F2. Só faltava a 1 pra ele conseguir a tríplice Coroa. Em 1970, a única coisa que fez foi conseguir a proeza de perder um campeonato mundial pra um morto. Como o pessoal da Matra não aceitou isso, dispensou seus 2 pilotos. Henri foi pra March que usava carros da temporada passada, desatualizados e muito perigosos Williams. Mas, tinha um detalhe: não era a década de 80, ou seja, ainda não era uma equipe forte. Pescarolo achou que a equipe já estava forte, mostrando que tem visão de 10 anos a frente do seu tempo, o que foi muito ruim pra isso, já que ele andava de carroça. Em 1970, a única coisa que fez foi conseguir a proeza de perder um campeonato mundial pra um morto. Como o pessoal da Matra não aceitou isso, dispensou seus 2 pilotos. Henri foi pra March que usava carros da temporada passada, desatualizados e muito perigosos Williams. Mas, tinha um detalhe: não era a década de 80, ou seja, ainda não era uma equipe forte. Pescarolo achou que a equipe já estava forte, mostrando que tem visão de 10 anos a frente do seu tempo, o que foi muito ruim pra isso, já que ele andava de carroça. Depois de vencer em Le Mans de novo, sai da Williams. Após sair de lá, deu a zica de pegar uma equipe forte com o carro ruim. E vai pra BRM, onde foi um legítimo âncora: afundando a equipe, que torrou uma boa grana com as loções que Pescarolo usava no rosto queimado, resultando em crise financeira e demissão por justa causa. Após 3 Le Mans, 3 títulos na WSC e 2 equipes na F1 afundadas, resolve sair da categoria.

Endurances:[editar]

Agora vai...

Mesmo com a cara toda queimada, fazendo com que ele nunca mais se barbeasse, ainda tinha a insanidade suficiente pra aceitar correr as 24 Horas bichado, e, perde pro Jacky Ickx. Enquanto apanhava do carro na F1, Em 72, resolve criar coragem e voltar a pilotar em Le Mans, incentivado por Graham Hill, porque Henri foi o único piloto no mundo na época que não tinha feito o trocadilho do “ninguém riu, mas o Graham Hill”. Assim, com Graham carregando o piano e com Henri mantendo o carro na liderança, ganharam, pra desespero de Frank Williams, que temia que seu piloto ficasse mais exigente quanto a carro, o que aconteceu, começou a ficar todo fresquinho, não querendo correr em carroça, mesmo fazendo água virar champagne (champagne mesmo. Isso é automobilismo. Esquece vinho) naqueles carros e se manda da equipe, indo pra uma March que usava carros novos e menos perigosos (naquela época, dizer que um carro de corrida era seguro, era certeza de passar um tempinho num manicômio). Nesse ano, conhece Gérard Larrousse, um piloto francês, e, daí pensou: Cquote1.png 2 pilotos franceses vencendo uma corrida francesa tradicional... Cquote2.png. E o chama pra ser o figurante parceiro dele em Le Mans, onde foi bi (Ui!) e depois, tri. Quando já estava vrlho, ainda estava em forma pra ganhar mais uma Le Mans, e ser tetra (que bom que o Galvão não narrou essa corrida!). Já quarentão e consumido pelo tempo, parou de pilotar.

A Equipe:[editar]

Mostrando que não aguentou alguns anos fora de Le Mans, resolve montar sua equipe, com um nome que é o cúmulo da originalidade: Pescarolo Sport, que foi a equipe que mais quase ganhou campeonatos na história, mas uma coisa que eles ganharam: dívidas, que quase faliram a equipe, mas, Pescarolo foi mendigar nas empresas francesas que lhe apoiaram, só pra jogar na cara de Alain Prost que as empresas francesas apóiam o Automobilismo, e que só o deixaram na merda com sua equipe na F1 com medo de que usasse o dinheiro em cirurgias pra crescer e reduzir aquele queixo imenso que ele tem. É (ou era) a equipe favorita dos nerds, pelo patrocínio da Sony com o Playstation, ou seja, tinham torcida...

v d e h
Pilotos da Fórmula 1