Heráldica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Batiman.JPG
Coringa peq.JPG

Porra, Batman!

Esse documento não prova nada, prova apenas que o autor é um palhaço e precisa fazer alguma coisa para se alegrar, seu maconheiro du caraio!

NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Heráldica.

Heráldica é a arte de se fazer aqueles símbolos de países, estados ou cidades extremamente complexos, que ninguém sabe explicar totalmente. Qualquer pessoa, local ou instituição pode ter uma representação heráldica de si, inclusive eu, você, dois filhos e um cachorro, animais de estimação, o carinha que mora logo ali, sua cidade, seu país, sua escola, faculdade ou até o puteiro que você frequenta.

Regras da heráldica (que variam de lugar para lugar)[editar]

Cquote1.png Danem-se as regras, eu tenho três Dragões Brancos Argente de Olhos Azuis Azure sobre fundo dourado Jalde no meu brasão Cquote2.png
Seto Kaiba sobre regras da heráldica

Escudo de Dercy Gonçalves, baronesa do cu do Judas, duquesa da casa do caralho e herdeira do trono da puta que pariu, entre 69 outros títulos nobilísticos menos importantes e ofensivos. Não, nós não vamos tentar descrever essa porra toda, se não isso vira a maior legenda em uma imagem na Desciclopédia

Algumas regras devem ser respeitadas mas você pode mandar elas pro inferno, caso tenha dinheiro.

  • Quanto mais complexo o escudo, maior o prestígio da pessoa (ou os laços familiares). Mais desenhos = mais poder.
  • Você deve mudar seu escudo toda vez que se casar, divorciar, receber um título de nobreza ou ter um título de nobreza removido.

Peças e partições do escudo[editar]

O escudo não só se resume a uma peça só, como também pode se dividir em partes de nomes como chefe, Perla (especialmente popular no Paraguai), asna (destinada àqueles de baixa inteligência) e contrachefe.

Um escudo pode se dividir em várias partes, sendo nomeadas de acordo com o método e ferramenta de divisão, força e ângulo do golpe recebido. Um escudo pode ser cortado, partido, partido político, fendido, fodido, talhado, franchado, fracassado, esquartelado, esquartejado, dividido em asna, burra, jumenta e mula, terceirado, terceirizado, enxadrezado, mandado para o xadrez, gironado, tornado, virado, viado, entre mais de oito mil variações diferentes.

Figuras do escudo[editar]

As figuras podem se dividir em dois grupos:

  • Figuras animadas: Animais de verdade, seres humanos, seres mitológicos como dragões, sereias, unicórnios e políticos honestos, vídeos (incluindo os no Snapchat), vines, gifs, cenas de filmes e desenhos animados (animes não contam para brasões ocidentais).
  • Figuras não-animadas: As peças do escudo em si, símbolos militares, religiosos, ocultistas, armas, plantas, peles, símbolos arquitetônicos, astronômicos e a foto do portador do escudo ao receber seu salário que não aumenta desde a Idade Média.

Esmaltes[editar]

Por algum motivo desconhecido para a natureza humana, alguém decidiu chamar as cores pelo nome de esmaltes, o que leva a crer que a heráldica nasceu entre as manicures medievais. Os esmaltes estão divididos em três categorias: Metais, Cores e Peles. Esta parte conta com muitas frescuras normas da ABNT:

  • As únicas cores reconhecidas são o azul, verde, vermelho, preto e roxo. O resto são considerados cores de poser.
  • Os únicos metais reconhecidos são o ouro e a prata, ficando assim de fora os metais pesados, metais negros (razão pela qual a heráldica não é considerada tr00 e não é popular na Noruega) e metais melódicos (para tristeza dos finlandeses).
  • As únicas peles aceitáveis são chamadas de arminho, contra-arminho, veiro e contra-veiro.
  • Amarelo nunca deve misturar-se com branco, assim como cores escuras não podem se misturar (Regra do cor sim, cornão).
  • Dois tons de uma mesma cor não podem ser colocados perto um do outro. Muito menos cinquenta.


  • As regras acima podem muito bem ser desconsideradas simplesmente dizendo que um objeto está "em cor natural", mesmo que este objeto seja fictício.

Exemplos de Heráldica[editar]