Holly Gribbs

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Loser 2.JPG Holly Gribbs já morreu!

Pega o pão que presunto já tem!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

LLLLL.gif

Elementar, meu caro descíclope!
Observando o conteúdo investigativo, percebe-se que este artigo se trata de um investigador, detetive ou enxerido.

Mas também né, o que você pretendia investigar usando roupas assim, minha filha?


Holly Gribbs (23 de maio de 1980 - 12 de março de 2000) foi uma tremenda azarada e fracassada que fez parte da equipe do CSI em apenas uma única investigação, mas por fazer muita merda, por ser medrosa pra cacete e por causa do Warrick Brown, que deixou ela sozinha bem no meio de uma cena do crime sem proteção nenhuma, e ela acabou tomando um belo headshot, ficando apenas no episódio piloto da série, no segundo episódio ela só aparece o cadáver.

História[editar]

Vinda de alguma cidadezinha para aprender a ser investigadora com o mestre Gil Grissom, ela era filha de uma tenente amiga do gorducho Jim Brass, e tentou virar CSI não porque curtisse ser policial, mas só pra satisfazer os desejos da mamãe querida dela. Ela contou isso pra Benjamin Button em forma de mulher Catherine Willows, que mesmo assim a convenceu a ficar prometendo a ela fazer uma bela orgia após elas resolverem o primeiro caso.

Só que o chapadão do Warrick (que nessa época curtia cheirar pó e jogar em máquinas de caça níquel) deixou a pobrezinha, que era medrosa pra cacilda, sozinha numa cena de crime e foi jogar um pouco enquanto cheirava uns pozinhos. Com isso, o matador Jerrod Cooper apareceu e mandou ela pra terra dos pés juntos, não sem antes dar uma tarimbada nela, já que com aquele biquíni ela tava de matar papai. Bem, papai nenhum morreu, só ela mesmo e foda-se.

A única coisa útil que Holly fez na vida foi morrer, pois só assim a Sara Sidle pode entrar na equipe e poderíamos ver as cenas de putaria entre ela e o Grisson.