Hyapatia Lee

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Botina.jpg Este artigo pode levar-te para o Lado Azul da Força!

Este artigo contém fatos sobre sapatas e adora carne mijada.

LesboKiss.gif
Emblem-sound.svg.png Hyapatia Lee
Yv0fyw3kmfuljd0ebkq6.jpeg
Hyapatia Lee em seus tempos de moça
Nome Victoria Lynch
Origem Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Sexo link={{{3}}} Lésbica
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Chocalho
Gênero Putaria
Influências Prostitutas em geral
Nível de Habilidade Alto
Aparência Coroa gostosa
Plásticas Provavelmente fez
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Encher linguiça
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Bud Lee

Hepatite Hyapatia Lee é uma puta paga das antigas, muito homenageada pelo teu pai e outros tarados durante a era de ouro da pornografia. Se for comparada às atrizes pornôs da atualidade, que antes mesmo de chegar na casa dos vinte anos de idade já conseguem acumular uma filmografia com mais de oito mil produções de altíssimo nível, Hyapatia teve uma carreira breve, atuando em "apenas" setenta filmes. Aposentou-se precocemente devido a uma epidemia de aids que estava rolando na indústria pornô.

Sobre[editar]

A serenidade no olhar de quem marcou uma geração de punheteiros.

Fruto de uma rapidinha irresponsável entre dois adolescentes bêbados, Hyapatia Lee foi parida no dia 11 de novembro de 1960. Descendente de celtas e indígenas, tinha uma beleza considerada exótica para a época, e tirou proveito disso para iniciar a carreira de modelo participando de concursos de beleza. Logo chamou atenção de fotógrafos pervertidos e foi convidada para sair peladona na revista Penthouse. A edição contendo seu ensaio foi recorde de vendas, então seu empresário ganancioso fechou contrato sem autorização com um estúdio pornográfico, jogando Hyapatia sem opção para a carreira de atriz pornô.

Em seu primeiro filme de 1983, Hyapatia aparecia creditada simplesmente como "Vicki". O nome de guerra que lhe deu fama surgiu apenas dois anos depois, quando estava casada com o cafetão Bud Lee. Na época, o casal gravou a produção mais cara da história da putaria até então, uma paródia pornô da coletânea literária Os Contos de Cantuária. Por esta obra de arte, Hyapatia foi agraciada com o AVN Award não só de melhor atriz, mas também de melhor roteirista, já que foi ela mesma quem adaptou o enredo dos contos originais.

O último trabalho de Hyapatia como puta foi em 1991, quando ela preferiu se aposentar porque várias de suas colegas de profissão estavam morrendo por complicações decorrentes da aids. Com medo de virar presunto também, ela preferiu abandonar a pornografia e montou uma banda de rock, da qual era vocalista. Como sua voz cantando não soava tão bem quanto gemendo, sua experiência não foi das melhores, então ela desistiu de ser cantora e virou compositora, aproveitando seu talento de escrever roteiros pornôs.

Vida pessoal[editar]

De 1900 e guaraná com rolha até 1993, foi casada com o ator pornô Bud Lee, com quem teve dois filhos. Como as crianças sofriam bullying na escola por causa da profissão dos pais, a família mudou-se para a roça e lá o casal tentou educar a prole em casa mesmo, o que não funcionou e hoje eles continuam burros e analfabetos. Atualmente, Hyapatia Lee está divorciada de Bud e casou novamente, tendo mais um filho com o novo corno. Nas horas vagas, gosta de ir à feira para comer um pastel de carne mijada com as amigas.

Ver também[editar]