Ian Curtis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira da Inglaterra.png GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de Rainha Elizabeth II.

Se o artigo for sem graça, é apenas humor britânico.
Rainhavitoriapre.jpg
Playinguittar.gif

Pete Townshend deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.


Cquote1.png RIP Cquote2.png
Corda sobre Ian Curtis
Cquote1.png Minha ispiração ui Cquote2.png
Renato Russo
Cquote1.png Opa, é nóis Cquote2.png
Kurt Cobain sobre Ian Curtis
Cquote1.png mEeEeUuUu AmmmIIiIGguUuuxxxhHHiIIIIIIiiioOooo Cquote2.png
André Pretorius sobre Ian Curtis


Ian Kevin Curtis (15 de julho de 1956 — 18 de maio de 1980) foi o vocalista, travesti, puta paga, compositor e guitarrista ocasional da banda Joy Division, a qual ele ajudou (ou seja, não a fez) a formar em 1977 na cidade de Manchester, Inglaterra.

Ian Curtis nasceu no Memorial Hospital, Manchester, em 1900 e gauraná com rolha. Ele cresceu e se prostituiu na área de Hurdsfield em Macclesfield. Ainda muito jovem, Ian sofria de bullying, Ian já demonstrava talento para homosssexualidade e também para a composição de músicas e poesia de conteúdo gay. Embora tenha se formado na King's School de Macclesfield aos 11 anos de idade (Sendo um nerd, Ian nunca demonstrou interesse no sucesso acadêmico, focando seus interesses e ambições na área da lixo.

Sua paixão pela música o levou a trabalhar numa loja de discos por um curto período de tempo como faxineiro. Ian também trabalhou como funcionário público em Manchester e, mais tarde, em Macclesfield, como travesti.

Ian então conheceu os jovens Bernard Sumner e Peter Hook num bar gay. Ian tinha visto o cartaz dos dois garotos que estavam tentando formar uma banda com influências homossexuais e claro, Ian cabia como uma luva, ele se propôs a ser o vocalista e escritor das letras — e os três então firmaram o acordo de fazer uma Orgia de traveco todo final de semana.

Ian Curtis chorando pois seu não para de doer.

Ian cantava com um estranho timbre baixo-barítono, o que fazia com que sua voz parecesse a de uma pessoa totalmente diferente.

Morte[editar]

Ian Curtis foi encontrado no seu quarto, enforcado.

Antes de ele morrer ele assitiu um de seus filmes preferidos, A Lagoa Azul e uma música também, provavelmente do Zezé di Camargo e Luciano, e aproveitou e ligou pro Silvio Santos dizendo que comprou recentemente o Baú da Felicidade e disse que ia tomar uma decisão drástica.

Não se sabe ao certo o porque que ele se enforcou,mas eis as hipóteses;

  • Era gay,mas camuflava;
  • Achou que sua esposa era puta,
  • Simplesmente quis morrer jovem;

Ele foi cremado e as cinzas foram parar num leilão na internet. Renato Russo que era ficcionado em Ian Curtis, compra e cheira as suas cinzas e contraí AIDS.

Filme[editar]

Cansada de se masturbar (Ou participar fazendo scratch nos shows do New Order), Debbie, viúva sexualmente mal-realizada de Ian Curtis, escreveu uma ficção de fantasia sexual chamada Tocando A Distância - Ian Curtis e Joy Division (nome dado pois ela tocava uma siririca para um morto) que serviu de base para o filme: Ian Curtis e as Brasileirinhas. O filme foi rodado em preto e branco, pois preto emagrece, e Debbie era uma tremenda de uma Balofa que o Ian Curtis trái com uma Jornalista Africana, que Ian Curtis alimentou. Aliás, talvez a culpa da brochada tenha sido dela mesma.

Ver também[editar]

Este artigo é um esboço.
Quem fez esse esboço não tem pinto.
Você pode fazer este artigo comer a Tia do Batman (e depois comer o Robin).
PoR-Death.gif Ian Curtis já morreu!

Mas quer voltar pra puxar teu pé!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno