Ice T

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Loucão.jpg   Ice T é mais um xingador do sistema.

Que por ter sido trollado em sua infância resolveu culpar alguém por isso.


Ice T dando uma de Steven Seagal.

Cquote1.png Mano, não tenha vergonha, tem que roubar mesmo, pois um tênis de marca você não pode comprar! Cquote2.png
Ice T sem cerimônia.

Ice T é mais um marginal que preferiu fazer Rap em vez de estudar e mudar o país como o Barack Obama. Ele é um dos melhores cantores do estilo gangsta rap e não usa mensagens subliminares (diferente de seus amigos) pra dizer que o crime é a única saída e que se foda os branquelos e os Indies, ele fala na cara dura mesmo.

História[editar]

Ice T sempre foi um aluno revoltado com a vida nunca entendo direito o porque que os negros deveriam servir os brancos sem o menor sentido. No colégio, ele já mostrara sua rebeldia, quando um garoto quebrou sua lancheira do X-Men: ele fez esse o garoto escutar Jonas Brothers até vomitar as tripas e com isso, ele se tornou um gangster, mesmo que platônico.

Sua vida virou de cabeça para baixo quando seus pais morreram de infarto, com a mãe morrendo primeiro e anos mais tarde o pai, sendo obrigado a morar com sua tia na Filadélfia, uma cidade que se parece muito com São Paulo. Morando com uma tia popozuda cuja raba se parecia com sua vida de ponta cabeça (ela era um coração) numa cidade que só tem ladrão, puta e confeitarias da zelite que abusam de creamcheese (eu falei que parecia São Paulo) e sendo odiado pelos seus primos, que teriam que dividir a casa com uma pessoa que não era irmão deles ou uma das putas mencionadas, temos um cenário bem interessante para surgir um traficante rapper. Ou melhor, Ice T teve, mas antes, ele ficou de saco cheio num sábado qualquer e saiu para encontrar emprego para sair daquela casa ensebada.

Não demorou muito e encontrou um emprego de operador de caixa, mas em um de seus dias de trabalho, a loja onde ele trabalhava foi assaltada por bandidos segurando MP4, alegando que se eles não entregassem o dinheiro eles tocariam funk carioca. Os bandidos levaram 30 mil em segundos e ele, que trabalhou um mês, não ganhou nem um terço, até porque operador de caixa não ganha 10 mil nem em um ano. Ele decidiu então que iria assaltar também para ganhar dinheiro.

Com esse pensamento (bem imbecil, aliás) ele virou líder de uma gangue local denominada Assaltantes Negros (de novo, imbecil), mas quando ele completou 18 anos, teve que cumprir o alistamento obrigatório do Exército, que estava recrutando jovens para invadir o Oriente Médio para achar petróleo e espalhar os genes da liberdade, obesidade mórbida e incapacidade de entender sistema métrico nos ventres jamais observados das mulheres árabes. Ele teve que ficar e por isso sua gangue foi desfeita, mas antes de ir, fez um assalto famoso numa loja da Nestlé. A experiência do exército ele não gosta de contar muito e prefere esquecer, pois fora abusado sexualmente.

Mundo do Hip Hop[editar]

É o sistema, meu irmão. Passa logo o dinheiro, filho da puta!

Após fugir daquela zona de guerra, pois nenhum soldado estava saqueando as cidades, apenas metralhando, explodindo e usando para fazer orgias, ele resolveu voltar a roubar, porém estava muito embaçado fazer isso, pois as polícias locais ganharam um reforço de Jack Bauer: com um agente como ele, não daria para assaltar, e depois de 24 horas, tudo iria para os ares mesmo.

Além disso, seus ex-companheiros de gangue foram presos, mortos, as duas coisas ou se entregaram de quatro corpo e alma para Jesus Negão e estavam cantando Oh happy day numa igrejinha do lado de uma quadra de basquete. Ele decidiu procurar um desses amigos, apenas se preocupando se a roupa dele era azul marinho ou roxa, e assim que tiveram toda aquela encheção de saco de reencontro de amigos, ele disse que era tempo de fazer outras coisas e que estava na moda fazer rap.

Ele pensou bem e decidiu fazer isso mesmo, só que diferente de seus amigos medrosos ele realmente faria apologia ao crime, alegando ser a unica saída mesmo. Depois ele se inspirou em sua vida para compor o primeiro single. O seu primeiro álbum se chamava De operador de caixa a assaltante: no começo, muitos não entenderam, mas depois de uma entrevista com a Oprah, ele disse que trabalhou como operador de caixa, o que já sabíamos, pois foi dito na seção anterior.

Nesse mesmo programa, ele foi descoberto por um produtor de Hip Hop, o rei Roberto Carlos Dr. Dre, que resolveu investir no estilo descarado ousado de Ice T e não se arrependeu nadinha, tendo em vista que de 10 pessoas em quem ele apostou, Ice T foi o único a concorrer a um prêmio, nem que seja por pior álbum do ano. Algumas gangues locais começaram a se inspirar em suas músicas para fazer os assaltos, inclusive trazendo aqueles rádios de adolescente apaixonado dos anos 80's pra usar as músicas como trilha sonora.

Quando ele apareceu na mídia[editar]

Cquote1.png É você mesmo mano deixe de ser otário vá assaltar um banco e saia dessa vida mixuruca Cquote2.png
Aproveite esses conselhos, pois não é todo dia que alguém quer seu bem

Bem, todos nós sabemos que os rappers não aparecem muito na mídia, pois eles são pretos, logo, difíceis de enxergar, tanto fisicamente quanto sociologicamente, porém existem alguns eventos onde isso ocorre e o Ice T foi citado em alguns:

  • Uma vez ele estava em uma final de Yu-Gi-Oh, quando ele perdeu não aceitando a derrota, ele socou seu adversário, que era um nerd fraquinho, e o mesmo foi para a UTI, mas saiu num saco preto por não ter plano de saúde.
  • Outra foi quando ele se envolveu no desvio de gasolina: ele não queria mais pagar o preço da gasosa, pois estava subindo e subindo cada vez mais. Seu nome foi apontado como um dos mentores do grupo Ladrões de gasolina inclusive (ele continuou imbecil o resto do artigo, que merda).
  • Ele também se envolveu em brigas com outros rappers por dizer que o Rap da costa leste é melhor que o de Nova York, mas não foi morto de morte matada por causa disso.

Discografia[editar]

  • De caixa para assaltante. (Usado no documentário de ex-detentos)
  • Festa na casa do parceiro. (Tema do filme o Dono da festa)

Galeria[editar]