Mulher inglesa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Inglesa)
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira da Inglaterra.png GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de Câmara dos £ordes.

Certamente, paraguaios, franceses e alemães odiarão este artigo!
Willliampre.jpg


Inglesa verificando se depilou o sovaco.

Mulher inglesa (também conhecida na gíria dos gajos como "Bifa") é aquele exemplar de ser humano do sexo feminino proveniente da Inglaterra. Assemelham-se muito a uma mulher estadunidense, e são, geralmente, seres desprovidos de bunda, o que força os tablóides sensacionalistas (como o Page Three) a estampar em seus jornais uma mulher de topless por dia, as chamadas glamour models, de maneira a concentrar a tara dos ingleses em peitos e não em bundas.

Aparência[editar]

Típicas gurias inglesas preparadas para arrasarem na festa.

As inglesas são muito semelhantes às estadunidenses, a começar pelo peso: a grande maioria das nativas de terras britânicas assemelham-se mais com a Adele do que com a Kate Beckinsale, essencialmente devido à alimentação inglesa ser à base de frituras e refrigerante. Não fosse a Inglaterra afamada por seu café-da-manhã, o english breakfast (que envolve ovo frito, salsichas, bacon, panqueca e feijão cozido) e por ter das taxas de colesterol e Obesidade mais altas da Europa.

Por serem da zona Norte da Europa, as inglesas têm pele anêmica e sardenta, virando lagostas sempre que se colocam debaixo do sol de alguma praia do sul europeu (Espanha, Portugal, Itália, França ou Grécia) ou de qualquer outra do mundo (Brazil, Bahamas, Havaí, República Dominicana). Como são "copos de leite", geralmente com quase 2 metros de altura, são loiras e ruivas, e, muito raramente, morenas (isso só se verifica nas inglesas com ascendência estrangeira). A grande maioria das inglesas são uma fêmea do tipo "tábua" (desmamadas e desbundadas) ou do tipo "bilha": e costumam usar o tamanho abaixo do seu. A juntar a isto, ainda costumam ter lábios finos e quase inexistentes, e nariz grande.

As inglesas, de modo geral, se vestem muito brega, usando meia com sandália e cores neutras, e praticamente só peças de Inverno: mas, basta aparecer um raio de sol, mesmo estando 5 graus, que elas botam uma regata. As nativas de Londres tendem a ser uma excepção: geralmente anoréxicas, vestem-se com roupas caras de grife, compradas em Oxford Street, onde se pavoneiam todas as tardes com as mãos repletas de sacos de compras e se envolvem em batalhas mortais por aquele último top da colecção da Kate Moss que está em saldos na Topshop.

Comportamento[editar]

Gurias inglesas saindo para o ponto a boate.
Inglesa típica numa noite de festa nas ruas de Londres.

As inglesas falam praticamente o mesmo idioma do que as estadunidenses, diferenciando-se, basicamente, pelo fato de que as inglesas de Londres possuem um sotaque mais fresco "sofisticado" para falar. Relativamente às do resto da Inglaterra, tal como a mulherada lá da Terra do Tio Sam, são mais adeptas do uso de gírias tipicamente maloqueiras e de palavrão, e falam com um sotaque tão bizarro que ninguém entende porra alguma.

Fora da Europa, consideram a "mulher inglesa" como uma das mais elegantes do mundo, estando a mulher francesa em primeiro lugar: isso não passa de alienação e falsa propaganda de Hollywood. Dentro da Europa, as inglesas foram consideradas as "piores turistas", especialmente porque só sabem tomar porre e bancar o barraco, enquanto se desnudam na rua e urinam atrás de carros estacionados, infernizando a paz alheia.

Comum a toda a inglesa é ser metida: a fodona, a gostosa, a socialite, a modelo, enfim, ela pode ser o pedaço mais redondo da área que mesmo assim vai ficar achando que pode usar vestidos colados ou calças tão apertadas que botam as banhas de fora. As de Londres são as piores na arrogância, só porque habitam numa "capital europeia", e ainda julgam viver no século XIX, quando a Inglaterra era "dona do mundo". As inglesas, em geral, são dotadas de uma grande antipatia, não sorriem e se acham superiores aos demais, pelo que se julgam muito inteligentes só porque são incentivas a isso pela Rainha Elizabeth: não espere ir na Inglaterra e ser recebido com simpatia. Falando na rainha, as inglesas (e os ingleses, em geral) são fanáticas da Monarquia e vão ter a cara dos monarcas estampada até no capacho da porta de entrada.

Vida Sexual[editar]

Devendo-se a resquícios do reinado da rainha Vitória, as inglesas tendem a ser muito discretas em sua vida sexual, o que leva muita gente a crer que só façam sexo para reproduzir e aumentar sua família. Excepto, quando vão de férias para algum país que considerem "super loosho" e com "idioma sofisticado e romântico" e com homens morenos (geralmente, Espanha, Itália, França e Portugal) e aí viram umas piranhas da pior espécie, querendo dar para todos os caras que achem galãs.

Além de fritos, a dieta inglesa também é composta por muitos chás, incluindo o tradicional chá de pau barbado, então já estão acostumadas a ter o pau na boca e não sentirem fome, e isso inclui também o apetite sexual.

Para conquistar uma mulher inglesa diga-lhe que o chá Earl Grey é bebido com uma rodela de limão enquanto o chá preto é para ser bebido com leite, leve-a a andar de cavalo para caçar raposas e fale de que no tempo da aristocracia é que era bom.

Inglesas Famosas[editar]

Outra Mulherada do Reino Unido[editar]