Iranduba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Iranduba é uma cidade do interior do Amazonas muito conhecida por suas chaminés em forma de pênis, o que acaba nos revelando o gosto (na verdade o mal gosto) da população local.

História[editar]

Uma casa luxuosa para os padrões irandubenses (quando não precisa ser feita de palafitas.

Iranduba foi encontrada no meio do mato por seres originários do Rio Grande do Sul e Paraná, que cansados de sofrerem abusos sexuais e serem humilhados pelos negros prostitutos resolveram ir pra bem longe desses seres jumentais que arrombavam os meios seus. Após alguns anos dados e de caminhada navegada, além de participações especiais no clipe da Priscilla, a Rainha do Deserto, eles chegaram na Amazônia e por lá fixaram residência num ponto isolado e semi-aleatório.

O começo foi bem difícil, mas depois eles gostaram da coisa. Iniciaram-se no comércio com a venda de cerâmicas para os prostíbulos de Manaus, e só pararam de trabalhar com as cerâmicas quando a exportação de travestis para esta mesma cidade já havia se tornado a principal fonte de renda das pessoas de Iranduba.

A primeira vez que se ouviu falar de Iranduba foi no filme da Tainá. Aliás, todas as cenas desse filme que se passava no meio do mato na verdade, foi gravado no centro de Iranduba.

Turismo[editar]

Nos dias atuais, a cidade sobrevive das verbas do governo do estado. Não há nada de útil que possa ser feito por lá, a não ser visitar as praias e correr o risco de ser assaltado por algum índio ou macaco adestrado para fins maquiavélicos.