Isabelle Drummond

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtigo é CARIOCA!

Não vandaliza, tá ligado, senão a chapa vai eshquentá, viado! Agora deixa eu irh na praia toshtá nesse sol de 50 graush, comendo unrh bishcoitosh.

Isabelle Christine de Lourenço Gomes Drummond
Isabelle drummond.jpg
Eis a dita cuja!
Nascimento 12 de abril de 1994
Niterói Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Atriz
Altura 1,67
Peso 50
Signo Áries
Olhos Castanhos
Cabelo Castanho ou loiro
Aparência física Gata

Cquote1.svg Quando será que essa gostosa vai sair pelada? Cquote2.svg
Punheteiro sobre Isabelle Drummond
Cquote1.svg Já fucei nesse bacon. Cquote2.svg
Marquês de Rabicó sobre Isabelle Drummond

Isabelle Drummond é mais uma dentre trocentas outras atrizes irrelevantes que povoam a televisão brasileira. Desde a infância, é contratada em tempo integral pela Rede Globo para trabalhar em suas novelas inúteis e babacas.

Biografia[editar]

Qualquer semelhança é mera coincidência.

Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, Drummond é uma das 14 netas bastardas de Carlos Drummond de Andrade e filha de um frentista anônimo que morreu assassinado em 16 de fevereiro de 2007, enquanto tentava assaltar um banco para não ter que depender mais do salário recebido pela moça para sobreviver.

Aos quatro anos de idade, trabalhava pedindo dinheiro no semáforo e começou a ser também explorada por seus pais, ao ser arrastada por sua mãe para filiar-se a uma agência de talentos infantojuvenil, que prometia e não cumpria como todas as agências que ela seria contratada para atuar em comerciais televisivos. Porém, mais de 8000 outras mães aparentemente tiveram aquela mesma ideia na época, e algumas dessas mães transaram com os donos das agências garantindo preferência às suas filhas, portanto, a fila de espera para realizar o teste do sofá na porta da agência continuou imensa a ponto de virar a esquina. A matriarca de Drummond então descobriu como funcionava o o processo, e ao levar a filha novamente dois anos depois, teve a surpresa de ser bem sucedida nesta segunda tentativa.

A estreia oficial de Isabelle como atriz deu-se em 2000, após interpretar uma figurante que nem sequer nome tinha, em Laços de Família, a novela das 8 responsável por lançar na carreira de ator o então modelo baitola Reynaldo Gianecchini, que ficou com todas as glórias e ofuscou qualquer tentativa de sucesso para a então pequenina Drummond, em mais um caso clássico de exploração do trabalho infantil.

O sucesso na atuação viria apenas no ano seguinte, ao ser escolhida por falta de opções melhores para interpretar Emília, a boneca mais chata de todos os tempos, em Sítio do Picapau Amarelo, seriado infantil baseado na obra literária homônima criada por Monteiro Lobato. Seu papel durou até 2006, quando tanto ela quanto os demais atores mirins cresceram demais para continuar a série, bem como o núcleo adulto envelheceu em demasia.

Nesta época ela namorou Costinha e teve também suas experiências com mulheres. Após ter feito uma série de papéis irrelevantes em Eterna Magia e A Favorita, fez algum sucesso no ano de 2009, quando interpretou uma guria retardada metida em Caras e Bocas e tornou populares vários bordões que sua personagem não parava de tagarelar, como 99% das mulheres. Naquele mesmo ano tornou-se amante de um diretor que a colocou em um trabalho no cinema ao lado de Tony Ramos e Glória Pires interpretando a filha lésbica e drogada do casal na sequência do péssimo filme Se Eu Fosse Você.

Em 2012, protagonizou ao lado da gostosinha Leandra Leal e da mala sem alça da Taís Araújo a novela Cheias de Charme, onde também deu uma de cantora ao lado das já citadas atrizes em uma banda Empreguetes onde mostrava a mais pura ficção, 3 empregadas conseguirem sucesso como cantoras. O que teve de empregada doméstica se achando talentosa depois disso fez com que as filas para testes nos estúdios de gravação dessem 2 voltas na terra. Como sempre a Maldita Globo impondo ideias de jerico para as pessoas!

Isabelle foi convidada para interpretar uma prostituta na refilmagem do filme Rio Babilônia em 2014, mas recusou o papel pois estava ocupada praticando sexo anal. Sem outra opção acabou por dar vida a uma vilãzinha meia boca e escrota na novela das 7 emaconhada Geração Brasil.

Isabelle estudou até a 4ª série que concluiu aos 17 anos somente com 8 reprovações. Diz que é muito boa em matemática e que sua posição preferida é de quatro.

Ver também[editar]

Rede-GROBO.png PLIM! PLIM! Este artigo é uma coisa da Rede Globo de Manipulação! Esta página pode estar mencionando alguma novela clichê que sua mãe gosta, algum pseudo-ator rouaneteiro ou algum comunista de boteco que se diz jornalista. Para mais coisas relacionadas ao Projaquistão, clique aqui.