Isekai

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: Sonho de Otaku? Cquote2.svg
Google sobre Isekai
Cquote1.svg Eles esquecem da família Cquote2.svg
Capitão Óbvio sobre Aborrecentes em Isekai


Isekai de "トロリー" que significa "meu novo lar", é mais um daqueles gênero de animes, mangás, jogos e outros entretenimentos de otakus no qual o protagonista (geralmente um nerd ou um vagabundo) sofre um evento bizarro e é levado para um outro mundo e se vê como tivesse uma nova vida e libertinagem. É dito que um a cada 666 pessoas vivem em um Isekai.

Onde e como originou[editar]

Autor segundos antes de criar o primeiro Isekai

O Isekai se originou do Japão (assim como os outros gêneros) quando um escritor em sua comum sessão matinal teve uma ideia de desenhar um novo conteúdo mas acabou que o projeto era muito aprofundado e viajado (literalmente). Após ser publicado a obra, os leitores se deparam com algo extremamente original e o batizarem de Isekai.

Desde então o gênero se tornou bastante popular como se fosse uma piada que nunca perdia a graça, mas depois de um tempo muitas obras novas se apossaram e abusaram desse gênero e com algumas peculiaridades, mas no fim se tornaram repetitivos a ponto de fazerem editoras proibirem os novos títulos de serem Isekai.

Contexto Geral[editar]

Seja lá qual for o motivo que levou o indivíduo a parar num Isekai, ele está aqui. E dependendo da criatividade do autor sobre o assunto, há três caminhos predefinidos no qual podemos tirar precipitadamente algumas conclusões (tipo ler o livro pela capa):

  • 1° Caminho - "Eu vou vencer!!!": Certos autores (metade deles) tem Tzão em fazer o protagonista enfrentar criaturas malignas que são geralmente (também na metade dos casos) demônios. O protagonista é chamado de herói lendário (sendo que na Terra era um bosta) mas esse título só tem nome pois ele precisa ganhar força matando slimes ou goblins nível 1 que são mil vezes mais forte que ele. Além disso esse caminho é acompanhado de um Harém (100% comprovado) com mulheres de curvas exageradas e peitos simplesmente maiores que a própria cabeça, e de vez em quando sempre ocorre uma putaria situação com elas que surgem de forma ultrarrealista e ficam naquela de 'vai ou não vai' durante todo o roteiro, de modo a fazer o leitor (ou telespectador) duvidar de si se está vendo um Hentai ou não. Mas nada irá acontece pois o protagonista é um virjão da mais alta cúpula, fazendo essa enrolação persistir até o fim da obra, onde o protagonista irá derrotar o Rei Demônio ou outra entidade genérica como Antagonista.
  • 2° Caminho - Inteligência: O protagonista dessa vez é um grande gênio, ou seja, é basicamente da parte dos 1% (ou menos) de pessoas nerds pra caralho, e também é recebido no Isekai como um nobre (ou com a autoridade de um). Aqui, é justo dizer que a habilidade especial do protagonista é tirar o conhecimento do cu de seu mundo, e a obra não é necessariamente focada em power farmer e sim revolução tecnológica como por exemplo desenvolver armas de fogos ou uma privada. Por algum motivo os autores que seguem esse caminho detestam monarquias com todas as forças e em vez de manter o protagonista como detentor absoluto da decisão, ele transforma o governo numa bosta de república, mas para nossa alegria ele também exila alguns nobres que aprenderam com os políticos brasileiros. O Harém nesse caminho não é garantido mas tem algumas putarias é certo dizer que terá alguma observadora secreta querendo o protagonista.
  • 3° Caminho - Vingança: Dessa vez o protagonista é um cara normal, após ir para o Isekai ele começa da mesma maneira que os caminhos anteriores mas prossegue com os superiores fazendo bullying e dizendo que estava abusando de alguma mulher, as antas ao redor que se chamam de gente acreditam e amplia o esculacho, de modo a deixar o protagonista e o leitor puto de raiva. Ele é expulso para as ruas e agora tem que se virar na vida, mas ele define um objetivo e deseja realizar da melhor maneira possível, VINGANÇA. A obra toda gira em torno de fazer o protagonista alcançar o auge de sua força para estar preparado para devolver o troco, além disso toda obra de vingança mostra a realidade do mundo onde ele está, como se fosse uma indireta (mas bem direta) para o nosso mundo. O Harém nesse caminho é mais difícil ainda, no MÁXIMO terá pelo menos uma mulher sem senso de noção para acompanhar o protagonista e ir cuidando dele. A obra que segue esse caminho nunca tem fim, pois quando acha que o protagonista cuidou de sua vingança e terá paz, sempre surge uma pista de alguém associado e o protagonista automaticamente sente uma profunda ofensa e define mais uma vingança, e esse ciclo perpetua até o autor abusar e finalizar de vez.

Métodos sobre ir para um Isekai[editar]

Segundo a comunidade de otakismo e alguns doutores formados em Otakice, há alguns meios viáveis de como poder viajar para um Isekai:

Não olhe a rua: Em 90% dos casos, o indivíduo antes de ir para um Isekai acaba se fazendo de pedestre desavisado ou misteriosamente surge algum veículo e este acaba passando por cima do nosso futuro viajante de Isekai. O veículo recomendável para essa tarefa é um caminhão bem grande e discreto para aumentar as chances e também para que o motorista diga que acabou confundido o ser humano com um palito em pé. Se tudo der certo e você não acabar indo para o inferno (que também pode ser um Isekai), então terá a sorte grande (ou não) de ser teletransportado para um mundo mágico.

Seja abduzido: Não amigo, os alienígenas não gostam de você a não ser como objeto de estudo (ou não), a abdução aqui é através do pessoal do Isekai, onde você será invocado por eles. Esse método é compatível com uma de cada 10 bilhões de pessoas e para funcionar é necessário ter os requerimentos abaixo. Se tudo der certo, espere pacientemente que um dia você será invocado... um dia...

Encontre um portal: Um portal é um ponto de acesso para lugares de outras dimensões (como os Isekais), mas não parece ter credibilidade, né? Pense, se você tem uma quintal diversificado ou há algo semelhante por perto e se perguntou o que tem dentro, obviamente não é um portal (duh!). Mas nunca saberá a resposta se não sair e procurar, além disso houveram muitos desaparecimentos de pessoas que saíram em busca de um portal e concluíram que acabaram encontrando uma (ou caiu num buraco, quem sabe). No fim, o dilema aqui é: "se o Isekai não vem até você, procure-o."

Pare de olhar para as setas e entenda o diagrama

Desista: É o método mais díficil, no qual você precisa unicamente e simplesmente desistir de ir para um Isekai.

Cquote1.svg Aaain, mas por que dexistir se o objetivo é ir para o Isekai? Cquote2.svg
Otakus sobre método acima

Calma apressado, o motivo funciona da seguinte maneira: se você desejar muito para ir para um Isekai e acabar desistindo, o universo instantânea e automaticamente criará alguma coisa que seja um motivo para você continuar querendo ir para um Isekai. No entanto, o objetivo é ir para o Isekai e logo você não irá definitivamente desistir e assim o mundo não lhe dará um motivo para que você consiga ir para o Isekai. tendeu? olhou pro desenho e não entendeu?

Então, nesse caso, é melhor você desistir mesmo e ficar assistindo anime de loli.

Exemplos de obras Isekais[editar]