Jade Rachid

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Donramontaliban.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Se você confunfir árabes com persas, terá a casa varrida do mapa por um 747-400.

Cquote1.png Você quis dizer: Já dei e rachei Cquote2.png
Google sobre Jade Rachid

Jade El Adib Rachid Mebarak é a protagonista feminina da telenovela O Clone, ou seja, é uma das criações bizarras surgidas através da mente emaconhada da autora Glória Perez. Foi interpretada por Giovanna Antonelli, sendo um dos papéis mais imbecis importantes de toda sua carreira de atriz.

História[editar]

Jade está de olho em você!

Embora seja marroquina, Jade passou sua infância no Brasil ao lado de sua mãe, portanto, foi criada sem aqueles costumes toscos de seu país de origem, como andar por aí de burca. Porém, quando sua progenitora morre, ela se vê obrigada a voltar para o Marrocos, onde passaria a viver com seu tio engraçadão Ali e sua prima Latiffa, que seguem as tradições muçulmanas e passam a exigir que Jade faça o mesmo. Embora contra sua vontade, ela acaba tendo que aceitar as imposições de sua família.

Jade levava uma vida tipicamente submissa igual à de todas as demais mulheres árabes, sendo inclusive noiva de um pretendente que ela nem gosta, escolhido por Ali. Porém, quando o cientista louco Albieri vai até o Marrocos visitar o amigo, ela conhece e se apaixona pelo afilhado deste, Lucas, que corresponde aos sentimentos. Sendo ambos pessoasadultas, não haveria o menor problema em ficarem juntos, certo? Errado, pois trata-se de uma novela, e ainda por cima escrita pela Glória Perez, então as coisas não poderiam ser assim tão fáceis para o lindo casal de pombinhos.

Dentre as trocentas dificuldades enfrentadas por Jade para viver seu amor proibido, destaca-se o enorme preconceito da parte dos parentes da moça, já que Lucas é brasileiro. Pior ainda, o personagem é interpretado por Murilo Benício, que nem tem como agradar ninguém com aquela cara de bunda mole.

Os anos passam, Jade casa-se com seu primo e prometido Said e ambos têm até uma filha, Khadija, mas a safada continua sendo amante de Lucas, mesmo com ela morando em Fez e ele no Rio de Janeiro. Lembrando que, em O Clone, os personagens ficam viajando entre Brasil e Marrocos como se fosse a mesma distância entre sua casa e a padaria que fica ali na esquina. Sabendo que Jade nunca o amou, Said arranja outra esposa, mas lembre-se de que os homens árabes podem ter um harém, portanto, ele não estava sendo infiel.

Enquanto isso, no Brasil, Lucas também casa-se com outra, Maysa, e tem uma filha, Mel, que envolve-se com drogas e passa a maior parte da novela viajando igual a seu pai, mas no caso dela, a viagem é na maionese. Como se apenas isso não bastasse, Lucas ainda é clonado por Albieri, já que seu irmão gêmeo Diogo faleceu, e assim dá origem a Léo, outro que acaba se apaixonando por Jade, sem nem entender direito o porquê.

Após muita encheção de linguiça, Jade enfim consegue fazer com que Said a repudie, o que na linguagem muçulmana significa divórcio. Ele bem que tenta voltar atrás depois, pedindo que seu melhor amigo Zein a seduza de volta para ele, mas o plano acaba sendo um fracasso porque o cúmplice acaba se apaixonando de verdade por ela. Mesmo com tantos pretendentes, Jade acaba ficando mesmo é com Lucas, terminando os trocentos capítulos da novela com um final feliz totalmente previsível desde o início.