Jenni Lee

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Japonesa fazendo nada.jpg
Jenni Lee
Jennilee2.png
Em uma atitude saudável, Jenni bebe leite de burra todas as manhãs, direto da fonte
Nascimento 11 de Fevereiro de 1982
Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Ocupação Puta paga
Altura 1,60m
Signo Aquário
Cabelo Castanho

Jenni Lee (11 de Fevereiro de 1982) é mais uma puta paga gostosona que a maioria dos punheteiros profissionais já viu pelo menos uma vez na vida. Esta nobre lady representa os pornozões tradicionais dos Estados Unidos, que mostram mulheres um pouco mais maduras fazendo anal giratório com caras brancos e carecas com rolas de 30cm.

História[editar]

Na foto, duas coisas que você nunca vai ter.

Assim como a maioria das putas pagas, Jenni nasceu nos EUA, em uma manhã ensolarada de outono. Sim, isso é uma informação irrelevante e nada engraçada.

Na infância, foi uma criança normal, que brincava de médico com os amiguinhos, chupava picolés e lambia os potes de danoninho com perfeição.

Entrando na adolescência, passou por uma fase de rebeldia, onde só dava o cu para os motoqueiros e para os tiozões roqueiros com idade para ser seu pai. Os nerds não tinham chance, a não ser que tivessem uma Mercedes ou uma Ferrari na garagem, o que mudava o contexto.

Na idade adulta, não sabendo fazer porra nenhuma a não ser extorquir os escravocetas que lhe davam presentes e mais presentes com o único intuito de comê-la (e não conseguindo), Jenni juntou-se ao mundo do pornô, sendo empregada pela Brazzers, que buscava por jovens com potencial para dar o cu em suas mais recentes produções.

Carreira[editar]

Jenni inicou sua carreira um pouco apreensiva, atuando apenas naqueles filmes softcore soníferos em que aparece enfiando um dildo ou uma fruta na buceta e fingindo que está gostando. Esses vídeos não são grande coisa, mas inspiraram algumas punhetas, o que garantiu que Jenni pudesse continuar evoluindo com seu trabalho.

Após alguns meses de treinamento nesses vídeos meia-boca, Jenni começou com os vídeos lésbicos, onde pôs em prática o que aprendeu lambendo os potinhos de danoninho. Esses foram os seus primeiros trabalhos reconhecidos pela ANPE, a Academia Nacional dos Punheteiros Espinhudos, só não recebeu o prêmio porque estudante de ensino médio não tem dinheiro nem pra comprar um salgado, quanto mais pra comprar um prêmio pra dar pra alguém.

Atualmente, após muitos anos na labuta, Jenni já é uma veterana na área, participando de gangbangs, anais giratórios, cangurus pernetas e afins.

Ligações externas[editar]