Jorōgumo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Mulher Aranha Cquote2.png
Google sobre Jorōgumo

Jorōgumo é uma youkai feiosa, descrita como uma espécie de aranha gigante que tem cabeça de mulher, sendo portanto mais uma das criaturas bizarras da mitologia japonesa.

Etimologia[editar]

Seu nome vem do kanji 女郎蜘蛛, que significa literalmente em bom português "aranha prostituta". Até parece zoação nossa, mas pior que não é, pois esta informação foi retirada da Wikipédia, e se está lá, é porque é 100% verídica e confiável.

Lenda[editar]

Jorōgumo em dose dupla, prestes a colocar suas aranhas para brigarem.

Esta aberração é fruto de uma alucinação sofrida por um lenhador que levou um fora de uma gueixa e foi tomar um porre de saquê para afogar suas mágoas. Podre de bêbado, ele acabou desmaiando às margens de uma cachoeira e ficou ali jogado por tanto tempo que acabou ficando com teias de aranha nos pés.

Quando acordou de ressaca, a mesma gueixa que o havia recusado estava tomando banho na cachoeira, e por estar sem roupa, os pentelhos cobriam-lhe o corpo inteiro, já que a mulher japonesa não tem o costume de se depilar, dando a impressão de ser uma gigantesca aranha. O bondoso lenhador então aproximou-se dela com seu machado, oferecendo ajuda para aparar os pelos, mas por estar ainda com a visão turva, acabou errando a mira e a decapitou.

O fantasma da gueixa permanece assombrando sua cachoeira até hoje, aparecendo para violar tocão e seduzir os machos virgens desavisados com sua bela melodia. Depois, ela os arrasta para um puteiro abandonado e os prende em uma teia feita com seu matagal pubiano.

Ninguém sabe dizer ao certo o que acontece com as vítimas de Jorōgumo. Há quem diga que elas são estupradas e devoradas, mas a única certeza é que nunca mais são vistas após serem capturadas em sua teia.

A cachoeira Jōren, onde supostamente teria acontecido toda esta viagem alucinógena, é considerada atualmente ponto turístico no Japão, e os monges budistas hippies que plantam maconha para subsistência afirmam que Jorōgumo é a divindade protetora dos afogados. Rezar para ela é a melhor maneira de garantir imunidade contra a Maldição da Fonte de Água Japonesa.

Ver também[editar]