Kintarō

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Samurai x.gif Este artigo é sobre um samurai!

Tire a honra dele vandalizando seu artigo
que ele o retalhará!

Kintarō também é pescador.

Cquote1.pngSua intenção era pesquisar: KintaroCquote2.png
Google sobre Kintarō

Kintarō é um personagem lendário que faz parte da fumada mitologia japonesa. Por incrível que pareça, ele não é um desses youkais barangos inventados só para assustar os pirralhinhos japoneses à noite, mas sim um príncipe samurai que virou um herói após derrotar um terrível oni que assombrava as florestas. Bem, vamos logo ao artigo antes que eu conte a lenda inteira de uma vez nessa introdução.

Mito[editar]

Uma boneca satânica que não gosta de criança.

Kintarō era um gordinho bombado que foi parido por sua mãe, a princesa Yaegiri, uma puta baranga que todo mundo acreditava se tratar de uma bruxa. Com vergonha da própria feiura, ela fugiu com o filho e ambos passaram a viver isolados nas montanhas. A mulher acabou morrendo, então Kintarō foi criado pelos animais do mato, por isso jamais se atreveu a comer carne e tornou-se vegetariano. Sabe-se lá como ele conseguia ser tão gordo se comia só planta.

Também era um menino despudorado, gostava de andar por aí pelado, usando apenas um babador onde estava escrito ouro, motivo pelo qual ganhou o apelido de Golden Boy.

À medida em que foi crescendo (não só para os lados, mas para cima também), Kintarō passou a desenvolver uma incrível força, capaz de esmagar rochas em pedaços, arrancar árvores e lutar contra ursos, embora não tivesse motivo algum para fazer essas merdas.

adulto, fez amizade com um samurai de renome após derrotar um bicho feio que havia atacado suas tropas. A pedido do novo amigo, ele aceitou ir morar em Kyoto e praticar artes marciais. Em pouco tempo, tornou-se o homem mais forte de todo o Japão e virou lutador profissional de sumô, usando o nome artístico Sakata no Kintoki.

Cultura[editar]

Assim como qualquer outra porcaria que faça parte da mitologia sem noção desse povo maluco, Kintarō exerce uma grande influência na cultura nipônica moderna.

No dia das crianças, por exemplo, é muito comum presentear com um boneco do personagem, na intenção de que as crianças sejam tão fortes e corajosas quanto ele. Levando em consideração que Kintarō é obeso e a maioria dos guris retardados japoneses parecem sofrer de anorexia, podemos concluir que essa superstição é um tanto quanto falha.

Kintarō também é uma figura muito popular no teatro, tendo sua história frequentemente abordada e adaptada para o kabuki e o noh, conseguindo ficar ainda mais tosca do que a versão original.

Curiosidades[editar]

  • A lenda de Kintarō faz apologia ao uso infantil de armas, já que o mesmo aparece sempre empunhando um machado.
  • Kintarō era portador de autismo e esquizofrenia, isso tudo que ele passou foi apenas na sua imaginação.
Muffin.png Kintarō é obeso(a), ou está "acima do peso"

E paga duas passagens de avião na mesma viagem.

Clique aqui para conhecer outros elefantes, se ainda sobrar espaço...