Lagoa d'Anta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Lagoa d'Anta tem um ótimo sistema de saúde Cquote2.png
Inocêncio Oliveira após ser internado nos Estados Unidos
Cquote1.png Cadê minhas botas? Cquote2.png
Judas tentando se lembrar de Lagoa d'Anta

Lagoa d'Anta é uma cidade potiguar com uma população de aproximadamente um bucado de habitantes, sendo metade do sexo masculino, metade do sexo feminino e metade do sexo intermediário. Parece que faz parte do Estado do Rio Grande do Norte, embora não haja certeza disso, pois nem rodovia a cidade localiza-se direito, faz fronteira ao sul com Passa e Fica e ao norte com São José do Campestre. Possui uma densidade populacional de quase 13000 matutos por km quadrado (não sabemos como) segundo o IBGE.

História[editar]

Entrada e saída da cidade no mesmo panorama.

As terras onde hoje se encontram Lagoa d'Anta foram ganhas numa rifa pirata em 1819. Os vencedores de tal rifa ganhariam uma casa, só não avisaram que ficaria numa grilagem no absoluto meio do nada. Até hoje, em torno daquele antigo núcleo rural, nunca alguém chegou lá, pois as cidades ao redor são bem mais interessantes e dotadas das quengas mais baratas e bonitas.

Geografia[editar]

A cidade é conhecida como a metade do caminho entre São José do Campestre e Nova Cruz (se percebida e se o viajante não escolher um trajeto melhor passando por Passa e Fica, embora aí não conseguiria só passar, se a cidade chama-se assim). A cidade está há cerca de 100 buracos de Passa e Fica (onde tem grande concentração de putas e viados metidos a rico) e 206 de São José do Campestre (cidade com alta concentração de População de GLS, putas, aidéticos e mendigos). Lagoa d'Anta é a cidade onde fica a associação brasileira de empresários de casas de farinha .

Economia[editar]

Embora a cidade não possua um Hospital decente, água filtrada potável, recantos de lazer ou opções de dignidade humana, Lagoa d'Anta tem uma infra-estrutura invejada em todo mundo. As principais atividades econômicas dos seus moradores são as típicas de pobre, como tomar banho de cuia, juntar resto de sabão e fazer uma bola, aproveitar copos de requeijão, pedir dinheiro a político entre outras atividades arraigadas na cultura local devido ao grau de erudição de seus moradores.

Segundo o IBGE, cerca de 0,68% da população tem televisão, 19,8% tem radinho a pilha, e 0,0057 % tem conexão própria a internet (a elite da cidade).

Cabarés e botecos compõe a economia da cidade.

Politica[editar]

A população vota no mais bonito segundo as mulheres e os homens votam em quem dar mais dinheiro a eles.

O prefeito passa a maior parte de seu tempo correndo vaquejada, e depois de eleito ele só apareceu na cidade no dia da posse. Esse mesmo prefeito foi o responsável pelo aumento de impostos da coleta de lixo e o verdadeiro motivo pelo problema da crise econômica mundial de 2014.

As vezes vagabundas são eleitas, mulheres bonitas demais para os matutos da cidade negarem voto, mas na prática. Esse tipo de prefeita tem a façanha de tirar uma foto num terreno baldio e postar falando que é um campo de futebol. E os vereadores continuam na grande legislação de não fazer nada. A prefeita continua empregando os babões de seu dono e é xingada constantemente nas rádios de Nova Cruz por causa de seu macho que será candidato lá.

População[editar]

A população tem um aspecto diferente das outras, o povo de Lagoa d'Anta é socialmente comentado pelos outros como "Mundiça" pois comem feito porcos e não possuem nem beleza interior nem exterior, embora sejam todos reconhecidos por seus belíssimos conceitos de moda ( entram no SPC e Serasa, e querem manter um padrão de vida de gente rica), e suas belas e exuberantes pedreiras (que pretendem construir um calçadão para putas e maconheiros da favela mangueiral). Alem disso, são insignificantemente menos importantes para os outros, quando alguém morre lá as pessoas comentam, não choram. Elas dizem: "Mais um nu cimiterio".

Temos uma predominância de algumas famílias com muitos filhos e primos e etc, como a Vidal Negreiros (a da farmácia e da escola) e os Sena (família incesto)

Bairros[editar]

  • Inferno Novo - Bairro que fica a 5 metros do centro da cidade e possui uma enorme infraestrutura com uma linda escuridão, onde maconheiros de toda região vem fumar um boró, pra desopilar o cadeção. Entre os pontos turísticos do bairro se encontra o bar do sola, onde o cabra pode tomar uma lanchando um pão-com-mortadela.
  • Conjunto Santo Antonio - Embora só possua 3 ruas, esse bairro é um dos mais populosos da cidade. Possui a maior concentração de quengas por metro quadrado da região .faz fronteira com o Fim do mundo. Possui uma enorme ladeira que embala os visitantes a seguirem direto para o inferno.
  • Conjunto Novo - Fugitivos dos sítios ou dos barracos das pedreiras, depois de ganharem casas do governo para morarem no conjunto, preferir vende-lás e retornar à merda.
  • Centro - Simplesmente passagem de pessoas, onde localiza-se a maior parte de fuxiqueiros e desocupados de plantão, alem das abestalhadas gordas que acham que são patricinhas, é também onde se encontra a pracinha nova onde as pessoas supostamente fazem gandaia e inventam conversas alheias, e tem a igreja com um beco atrás que as pessoas usam como local para namorar e traficar.
  • Rua da Lagoa - Na rua da lagoa está localizada a maior concentração de chiqueiro de porco da cidade. Encontra-se também de seu Xico que responsável pelo maior fedor - mas conhecido como catinga da gota serena. Tem também nessa rua o bar do boga i um beco chamado de rua da matança.
  • Alto da Esperança - Só tem uma rua formada por um grande buraco e uma grande lombada, que arrasta até carroça de burro. A rua do famoso Ginu (Urubu Cangueiro).

Educação[editar]

Até hoje ninguém aprendeu na escola o significado dessa palavra... e pra compretar o prefeito tirô CEM REAL do salario dos profeÇores analfabeto do municipiu.

Esporte[editar]

O grande destaque da cidade é seu ginásio de esporte, que com a queda de parte de seu telhado nos dias de chuvas consegue funcionar como piscina, sendo assim um ambiente multiuso.

Turismo[editar]

Lagoa d'Anta é tão pequena, mas tão pequena, que mesmo os visitantes não conseguem a façanha de se perder. Se você vem a Lagoa d'Anta tem que tomar cuidado para não passar direto sem ver a cidade (100 metros após a placa de seja bem-vindo, fica a placa de volte sempre - em frente a budega de Migué). Atenção, a cidade não possui hotel, mas boas acomodações no mato ou na laje.

Uma das maiores atrações de Lagoa d'Anta é a festa de Emancipação Política, são 2 dias de gente foleira completamente mergulhados no álcool, tomando uma nos 3 cantos da cidade. A festa, na parte da noite, reúne as famílias na frente da prefeitura da cidade na conhecida barraca-da-festa! As famílias se reúnem para dormir nas mesas ao som das piores bandas da região ou bandas em estados de declínio, como o pega-na-rua dos cantores da Caixa Prego. São grandes atrações que atraem toda a galera dos sítios (matutos que não sabem dançar que ficam olhando os rombos das calcinhas das dançarinas) pra dançar na frente do palco, inclusive um magote de doidos, espécies abundante na cidade.