Laura Trajano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Vanessao.jpg IT'S A TRAP!!!

Este artigo pode levar-lhe para muitos lados da Força. Se você não está feliz com seu corpo ou já mandou cortar o pirulito, leia o artigo até o fim, caso contrário, cuidado com as armadilhas e não vandalize!

Raquel Morais
Lauratrajano.jpeg
Aquela típica selfie que as putas fazem mostrando o decote
Nascimento 16 de dezembro de 1982
Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Travesti
Altura 1,81
Signo Sagitário
Cabelo Loiro

Laura Trajano é uma travesti operada sobre a qual não se tem muitas informações, mas mesmo assim está ganhando este artigo aqui na Desciclopédia para ajudar a afundar de vez a fé na humanidade e provar que todo homem no fundo é um pouco viado por se excitar com estas beldades travecudas do pau cortado.

Assim como tantas outras transexuais, Laura buscou trilhar o caminho do sucesso atuando no cinema pornô, onde era literalmente pau para toda obra. Em suas atuações, fazia o papel tanto de ativa como de passiva e trepava tanto com homens quanto com mulheres. Atualmente, continua trabalhando no ramo, mas agora que operou ela se identifica apenas como mulher.

História[editar]

Laura exibindo orgulhosa os troféus que ganhou no Prêmio Sexy Hot simultaneamente nas categorias de "Melhor Atriz" e "Melhor Ator".

Há controvérsias em relação a seu local de nascimento. Seus perfis em sites de acompanhantes geralmente referem-se a ela como paulista, mas de acordo com a página do Facebook identificada com seu nome, ela na verdade é gaúcha da cidade de Panambi, e apenas mora em São Paulo. Levando em consideração a fama que a população do Rio Grande do Sul tem, o mais provável é que Laura de fato seja natural de lá.

Na infância, obviamente era menino, mas sempre deu pinta (e pinto, para os outros chuparem). Porém, seus pais nunca se importaram em ter um filho baitola, já que isso é a coisa mais comum do mundo nos pampas brasileiros, onde heterossexuais são minoria.

Na adolescência, inspirada por sua grande musa Roberta Close, passou a usar roupas e acessórios femininos, bem como deixou o cabelo crescer e começou a passar maquiagem. Sua intenção era apenas passar-se por mulher para enganar a minúscula parcela de machos gaúchos e dar uns pegas neles, emboiolando mais ainda o RS. Porém, Laura acabou gostando da brincadeira, assim como os caras que ela pegou também adoraram. Decidiu então adotar aquele visual para seu dia a dia, e passou a receber propostas sexuais indecentes de homens casados querendo ser enrabados pela pseudomoça.

Na idade adulta, ficou sabendo do rentável mercado sexual para travestis em SP, descobrindo que lá era possível fazer verdadeiras fortunas trabalhando com putaria. Assim, decidiu mudar-se de vez para lá aos vinte e um anos de idade e começou a fazer programas na Rua Augusta, onde conheceu sua conterrânea Andréia Albertini. Por sugestão de sua mais nova amiga, que em seu auge chegou até a namorar com Ronaldo Fenômeno, Laura foi procurar os respeitáveis cineastas do Ícaro Studios para que lhe aplicassem o teste do sofá e a contratassem para fazer parte do elenco profissional de seus filmes. Mesmo fugindo do estereótipo estético padrão da produtora, que eram atores com aparência de ursos grandes, peludos e mansos, o pepino grosso que Laura ostentava entre as pernas foi um fator decisivo para sua contratação ser aprovada.

Carreira[editar]

Antes de tornar-se definitivamente uma profissional do séquiço, Laura atendia pela alcunha de Ricardão Raquel Morais, mas como toda puta de respeito tem um nome de guerra à parte de sua identidade civil, ela adotou o pseudônimo atual inspirado na personagem Laura Saboya Trajano, uma vilã esquecida da novela Por Amor.

Em 2010, colocou silicone e ficou tetuda, mas o peso das novas peitolas somado ao peso da antiga piroca faziam com que seu corpo se inclinasse involuntariamente para a frente, o que começou a deixá-la corcunda. Para resolver o problema, naquele mesmo ano ela decidiu recorrer à cirurgia de mudança de sexo e cortou fora o bilau com um açougueiro.

Não abandonou a carreira na putaria, mas agora virou apenas mais uma loira siliconada genérica dessas que tem aos montes nos filmes pornôs.