Layers of Fear

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Layers of Boredom
Layers of Fear cover.png

Capa convidativa do jogo

Informações
Desenvolvedor Um cara aí
Publicador Uma empresa de fundo de quintal aí
Ano 2016
Gênero Survival the Beredom
Plataformas PC
Avaliação 30%
Idade para jogar Não recomendado para gamers

Layers of Fear é um jogo indie do gênero survival the boredom (sobreviva ao tédio) de relativo sucesso. Por algum motivo há quem alegue ter tomado sustos jogando este jogo, mas isso só é possível se você for algum tipo de lesado mental que se assustam com a própria sombra, porque a única coisa que acontece são livros caindo no chão, portas se fechando do nada, ratinhos passando, e nunca nada de realmente ameaçador.

História[editar]

Layers of Fear é um jogo que não tem jogabilidade, objetivos ou algo a se fazer, então o enredo é a única coisa disponível, e mesmo assim a historinha contada está longe de ser algo notável ou memorável.

Mais um monstro inofensivo que não vai te machucar e está aí só para dar mais um sustinho previsível do jogo.

O jogo conta a história de um pintor aleatório com sérios problemas, quase no fim de carreira, que depois de sua mulher ter se matado na banheira, começa a cheirar cocaína e ter sérios problemas com alucinações. Sua filha também foi tirada de você por uma assistente social bem simpática, pois o pintor só sabia beber e não fazia nada da vida se não pintar.

Tudo começou quando o protagonista não usa camisinha e engravida sua mulher, e assim decidem a mudar de casa, mudam para a mansão (a mesma do jogo) e vivem por um tempo até que acontece o tal incêndio em uma galeria de arte, a esposa do pintor tem a cara e as mãos queimadas, fazendo assim jamais tocar o seu amado piano novamente, que por sinal era a inspiração do pintor. Após isto, o cara começa a beber pra poder ter incentivo de pintar, deixando a mulher e a filha de lado, deixando ela depressiva que finalmente se mata com uma facada certeira nela mesma. Desde então, o pintor fica mais louco ainda, xingando a filha e obsessivo pela sua última pintura.

Na medida em que o jogador vasculha todos cômodos da mansão, vai solucionando o mistério do enredo e concluindo a pintura inacabada do pintor louco, um cara que tem fetiches por bundas e por isso só desenha bundas e pirocas por toda parte. Aos poucos descobre-se que tal pintor é um cachaceiro que batia na mulher, que inclusive se suicidou porque ela era modelo das pinturas do marido violento, mas ele só a desenhava com cara de bunda, o que a deixou muito deprimida.

E para piorar, a casa começou a sofrer com uma grave infestação de ratos, afinal, basta visitar a cozinha da mansão e perceber que ele deixa comida jogada. Queria o que? Os ratos tem importância fundamental na história, pois são eles que fecham portas, abrem janelas, fazem barulhos, deixam coisas cair, quebram coisas, enfim, dão os sustos previsíveis que as pessoas se assustam mesmo assim, e por causa destes ratos o pintor se suicidou, e cabe a você não desejar se suicidar de tédio também, o objetivo principal do jogo.

Jogabilidade[editar]

Layers of Fear é um jogo de simulação de jumpscare, ou seja, o jogo fica num silêncio mortal, então do nada acontece um barulho alto, só para a garotinha que estiver jogando este jogo começar a chorar de susto, mesmo que o baita barulhão tenha sido apenas um ratinho, ou uma porta que se fechou pelo vento. Numa primeira vez até compreende-se tomar este tipo susto, mas depois da terceira vez, tem que ser muito inocente para continuar se assustando.

O jogo então consiste em andar, ler documentos e testemunhar coisas bizarras acontecendo, sendo também, por vezes, considerado um jogo simulador de consumo de drogas psicotrópicas dado às loucuras sem explicação que vão acontecendo com os cenários na medida que o jogador avança no enredo.