Lima

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Lima pode ter outros significados, para chechecá-los, consulte Lima (desambiguação).


Negobam1.2.jpg Vem que eu vou te tacar no PERUUUUUU!

Este artigo é peruano e es lo lugar de inspiración de nuestro cantor. Se quieres foder nuestro avión en Pacífico, es mejor voltar a Bolívia, mas se quieres una maconha, estaremos gozando por tí!

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.
Cquote1.png Em que país fica Lima? Cquote2.png
Seu Amigo sobre Lima

Cquote1.png Limão hehehehe Cquote2.png
Você sobre Lima
Cquote1.png Não PERU OTARIO Cquote2.png
Seu Amigo dando um soco em suas bolas sobre Lima

Cquote1.png Lima? Não gosto, são muito ácidas Cquote2.png
George W. Bush sobre Lima

Lima é o sobrenome de muita gente por aí, e uma fruta também, além de tudo isso, é a capital da República do Peru, o país mais adepto de trocadilhos do mundo, seja o nome da república, seja o nome da capital, seja Macho Picchu, seja a bandeira de Cuzco, tudo no Peru é feito para render bons trocadilhos.

História[editar]

Brasão da cidade de Lima.

Lima La Horrible, como é conhecida pelo povo nativo, foi fundada pelo primeiro que tinha orgulho em se chamar de peruano na história, o herói Francisco Pizzaro, uma espécie de padre que era demasiado preguiçoso para escalar as montanhas até Machu Picchu, e teve a ideia de criar uma nova capital, mais acessível e com vista para o mar, que ele tanto gostava. Após a Guerra do Pacífico, quando Simón Bolívar criou os 20 países da América Hispânica, a República do Peru precisava dessa capital.

Lima como capital, é de grande importância para a compreensão da história do Peru, uma vez que o restante do país acabou no esquecimento, já que a Cordilheira dos Andes, devido a sua natureza de difícil visita, ninguém no Peru mora em outro lugar, que não seja Lima.

A cidade conta com mais de 570 museus, que reúnem toda e qualquer cerâmica ou pedaço de passado que o Indiana Jones encontra em suas aventuras pelo Peru.

Atualmente, a cidade é onde os times de futebol brasileiro gostam de ir jogar durante a Libertadores, porque brasileiro você sabe, tem um grande medo de altitude. Além de jogar contra o time peruano, que é o único em que a vitória é certa...

Geografia[editar]

Devido a sua localização, espremida contra o oceano, a cidade de Lima possui microclimas dentro da cidade que variam de acordo com o que a pessoa pode pagar. Na cidade você encontra tanto chuva, quanto neve, quanto calor, quanto erupções vulcânicas, quanto qualquer coisa, tudo num mesmo espaço de tempo, mas em locais distintos, é só escolher aonde morar.

População e Distribuição Social[editar]

Como se pode ver, em Lima não há pobreza, a população goza de estabilidade financeira o suficiente para se dedicar às artes e outras atividades culturais. No caso da foto, a música.

A cidade de Lima abriga 30 milhões de peruanos, mais de 5/4 da população total do Peru.

A cidade está quebrada de acordo com o quanto alguém pode pagar, quanto mais perto do centro, mais sujo é a cidade, e quanto mais longe do centro, mais pobre é a população, isso até chegar nos Andes.

A grande atração turística da cidade são suas antigas máquinas de tortura que ficam num museu no centro da cidade, na verdade era um lugar onde ficavam os prisioneiros de guerra: Óh coitado!

Centro Histórico[editar]

É o local onde o fundador da cidade Francisco Pizarro, disse que construiria uma cidade para Espanha, porque aquelas outras cidades peruanas nas alturas, nenhum espanhol se atrevia a ir.

O centro foi projetado como se fosse um tabuleiro de xadrez, loteando a cidade para o MST que muito incomodava Simon Bolívar naquela época. Limpeza, segurança e ausência de prostitutas são a atração turística. Plaza Mayor é o centro da corrupção no Peru, aonde estão os prédios do governo e muita mala preta.

Economia[editar]

A cidade tem a economia baseada na exportação dos melhores limões e laranjas limas do mundo. Para os peruanos, a cidade de Lima é de suma importância, por ser um local aonde é possível se encontrar de tudo que você precisa para sobreviver, desde cocaína barata a batatas. Tirando os commodities, Lima enfrenta greves diárias em todos os setores.