Louveira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Serjão entrevista.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!


HISTÓRIA[editar]

As praias de Louveira são com certeza a coisa mais bela e limpa que alguém possa ver.

De início, Louveira era um mar. Servia de rota comercial entre Portugal e Belo Horizonte. Após consertarem o vazamento, o mar secou, e Pangea (primeiro nome oficial de Louveira, teve seu primeiro fim bem como o fim da fase áurea do surf mineiro). Os leigos costumam pensar em Louveira como uma cidade sem lei, com pistoleiros, xefire, sol 24 horas, terra seca, capim rolando, praça com shows de enforcamento, dançarinas de can-can e crânios bovinos espalhados. Obviamente eles se esqueceram dos cactos e dos abutres!!! Louver City situa-se nas proximidades da fresca viadópole de Campinas ( cú do mundo) e por ela passa o famoso Trópico do Viado, motivo pelo qual as Bandeiras comandadas por Bartolomeu Bueno, sempre passavam por Louveira, (verificavam o óleo do motor, abasteciam mais de 30 litros e ganhavam um pão de Semolina, davam uma urinada, "adubavam as terras do arquipélago (arquipélago???) com seus totozões importados e com cheirinho do Bacalhau Lusitano, entravam por Louveira afim de seguirem para Vinhedo também por dentro para desviar do pedágio de Valinhos). Como toda cidade caipira do interior de SP, os "índios" (como são chamados os habitantes) de Louveira se acham 'cosmopolitas'. Com um dialeto há muito esquecido e às vezes indecifrável, Louver City é dividida pela Rodovia Anhanguera em duas. Uma mais tradicional, concentra grande parte dos nativos e descendente (dizem eles) de italianos, italianos, italianos e italianos em sua maioria e fica no lado FrangoAssadal de Louver City. Em sua parte setentrional LagoAzulal, ou também conhecida como “bairro” ou "quebra", residem em sua maioria imigrantes do várias partes do Nordeste Brasileiro que vem a Louveira em busca de melhores condições de vida! No “bairro” ou “quebra” logo se adaptam, pois basta um boteco próximo, uma garrafa de pinga, um celular pré-pago sem crédito que o Nordestino já se acha em casa, dai é só deitar na rede, peidar a carne seca que comeu com jerimum, pegar sua lambreta (sandália) e curtir a vida no quebra, o pedaço do paraíso na face da terra. A colônia Nordestina tomou proporções dantescas que Louver City discutirá em Plebicito a criação de um CTN (Cornos Típicamente Nordestinos) e da mudança de padroeiro para o Santo Padim Padre Cícero. Logo o "cabecinha de bater bife" arranja um sub-emprego-refúgo e logo começa sua saga. Sua primeira aquisição é comprar um novo par de chinelos e uma camiseta do Flamengo ou São Paulo oriundos do Brás, depois de conhecer SP, de tomar dois choops e um pastel, vai da Capital para Jundiaí num 'troço esquisito do diaxo, um tar de trem, negoço sem pneu que anda num pedaço de ferro' cria coragem e faz seu crediário nas Casas Bahia em Jundiaí (início do retorno para a terrinha por causa das dívidas). A "Baianada" (Nordestinos) fizeram uma revolução em Louveira alteraram o modo de como se andar na cidade, após a invasão da cidade nos dias de hoje os motoristas que ali passam devem andar com os carros na calçada, isso mesmo "na calçada" pois os cabra macho andam todos no meio da rua ou seja no "quebra" pedestre(baianada) anda no meio da rua e os motoristas devem andar com seus carros na calçada, só que tem um problema nós motoristas não conseguimos andar na calçado pois os próprios nordestinos também invadiram este espaço, andando pelo bairro nordestino de Louveira podemos observar em todas as ruas, eu disse em todas as ruas mesmo um aglomerado de pessoas(baianos) sentados nas calçadas, faça sol, faça chuva, faça fim do mundo, não importa a hora, em cada rua há pelo menos de 20 a 30 baianos sentados na calçada e quando nós pessoas normais passamos eles ficam encarando e tentando olhar dentro do veículo, ao tentar andar com o carro pelas ruas do "quebra" os baianos ficam olhando e encarando o motorista impondo sua machisse ou seu reboleixon não sabemos ao certo, caso o motorista buzine para que o baiano saia da rua e vá para calçada o nordestino cabra macho encara,cospe e fica super bravinha entoando seus dialetos nordestino ameaçando com faca e tudo mais. A cidade era um bairro distante (perto do cú do mundo) de Jundiaí, mas como o mar secou e o Jundiaiense perdeu sua piscina no quintal, se desfizeram desse quinhão de terra. Louver City hoje é a mais nordestina cidade paulista do interior. Tanto que é lei todos os caixas eletrônicos e portas giratórias terem em sua gravação de voz as palavras "oxente, vici, vixi mainha" e toda Empresa que contrata essa (qualificada) mão-de-obra tem que realizar cursos ensinando os funcionários oriundos do Nordeste que não se pode comer o crachá ou usar como colher!

CURIOSIDADES[editar]

Louver City também se destaca pelo seu único Semáforo e está no Guinness Book, pois o único Semáforo nunca funcionou! E é ponto de honra de todos os Edís (não sabe o que é? joga no Google caipira pira pora nossa) de Louveira manterem a tradição, desta verdadeira atração municipal e não o consertá-lo, mantendo-o sempre defeituoso!

São Louveirenses ilústres: Aparecido Munição calibre 38 ou apenas o nosso Cido Bala, atleta e fundador da Corrida de São Silvestre; Cido amarga nunca ter concluído uma São Silvestre, com lágrimas a marejar os olhos explica que por não ter patrocínio tem de ir correndo até SP para participar da corrida, por isso seu infortúnio; Marcos Willians Herbas Camacho (conhecido pela alcunha Marcola), ex-criminoso de alta-periculosidade, hoje convertido pela Igreja Biscateriana Reunida, é comerciante e proprietário do Foto Marcolor; o radialista e comentarista esportivo Milton Neves Filho também é natural de Louveira. Milton Neves sempre teve vergonha de de seu passado humilde. Nasceu de parto normal em sua casa de chão batido, no bairro de Muzambinho, próximo ao bairro do Leitão, em Louveira; Carlos Eduardo Bouças Dolabella Filho ou Dado Dolabella, vencedor da primeira edição de A Fazenda, nasceu as margens da Rodovia Anhanguera em terras Louveirenses. Suas primeiras apresentações como músico foram no aclamado PUB Pururucas; Luiz Inácio Lula da Silva, ele mesmo, o 'Presa' Lula também tem sua Certidão de Nascimento assinada pelo Augutinho do Cartório. Lider Sindical nato, Lula trabalhou durante anos no depósito das Casas Bahia (hoje P&G). Ao contrário do que muitos pensam, Lula frequentou por anos a Adega do Pirata (em frente a Igreja Matriz) e é um profundo conhecedor e Enólogo de profissão. Luizinho (um menino com barriga grande de verme) era sempre visto rondando as plantações de uva nas pradarias de Louveira. E por último e não menos importante, o decano do jornalismo nacional, hoje convertido também para a Igreja Biscateriana Reunida (com sede no Traviú), narrador e testemunha de vários fatos bíblicos, Cid Moreira. Aposentado, Cid, um apaixonado por Louveira é comerciante no município, participa da feirinha de quarta vendendo seu famoso pastel de quiabo com polenta, e diariamente faz o tenebroso obituário da Igreja Matriz, como também aluga seu carro de propagandas para o comércio local.

TURISMO[editar]

O Turismo é muito diFUnDIDO no município. Duristas ops, digo, turistas de todas as regiões visitam a cidade. Com clima fresco em boa parte do ano, (propiciado pela viadagem que mora em Campinas) o durismo cada vez mais cresce em Louver City. Sua igreja matriz (ornamentada e estilizada pelo ex-carnavalesco Joãozinho Trinta) foge a todos os padrões de decoração de capelas, basílicas, igrejas, puteiros e cabarés. Seu ‘ineditísmo’ não segue o Barroco, ao Decó, assemelha-se mais a uma alegoria carnavalesca (motivo o qual Sandy cogitou casar-se na mesma). Além do Semáforo e da Igreja Matriz, outro ponto turístico de Louver City é seu maior bairro, distante a alguns quilômetros da Igreja Matriz, (quase um Condomínio) chamado: Vinhedo!

Uma recomendação aos Duristas, digo, turistas que forem visitar Louveira é adquirir um dicionário com os dialetos dos aborígenes locais. Exclua imediatamente o verbo "POR", utilize o "PONHAR" em todas as suas conjugações... Tomem cuidado com as faixas de pedestres, apenas os condutores de carroças (meio de locomoção muito difundido na city) respeitam e param para os pedestres. Os burros, viados e galinhas que conduzem automóveis e motos não conseguem enxergar e não acharam no Google para que serve "esses tribais" pixados de branco no asfalto.

GASTRONOMIA[editar]

Na gastronomia Louveira também se destaca. A recomendação é (ir para Campinas comer viado caipira) ir aos centros gastronômicos: Frango Azul e Lago Assado e comer um sofisticado prato de "coxinhas" com Turbaina ou Grappete. Como tradição, qualquer petisco, guloseima, comida típica, prato ultra-mega-sofisticado feito em Louveira, obrigatoriamente tem de ser acompanhado de polenta frita. Muitos nativos, apaixonados por polenta frita saboreiam esta ‘dilíça’ da “nouvele cousine caipira” que cai muito bem com ovo crú, jiló, farinha, com rúcula, agrião, soja. Pode ser servida como entrada, prato principal, é excelente com vinhos, cerveja, Tang. Polenta Frita com limão, sal, azeite e orégano. Recomendamos o garboso Bar do Pirata (no centro da cidade) para degustarem ao entardecer Polenta Frita com macarrão alho-e-óleo!

DATAS[editar]

O carnaval, (...ahhhh, o carnaval, reinado de Momo) é uma data importantíssima e muito badalada na cidade. A nata, a “hight society” concentra-se (a frente da TV e assiste o Carnaval da Glóbulo) no principal Clube (o único) da city (que já tem piscinas sem risco de virose, e uma inovadora quadra de Basquete de Praia).

DATAS ESPECIAIS[editar]

Outra data muito comemorada (é o aniversário de morte da Dercy Gonçalves) é o aniversário da cidade! No mês de Março, Louver City City City para ante as comemorações de mais um anús! Artistas consagrados nacionalmente brindam o cidadão louveirense em shows de muito garbo, Banda Calypso, ‘Armado’ Batista, uns sertanejos há muito falecidos, Alexandre Pires, o grande, graaande, maior cantor sertanejo com 1,95m Sérgio Reis, Belo, Caravana do Gugú, etc... etc...

CURIOSIDADES[editar]

O Sistema de Saúde é um dos melhores do interior (caipira) de SP. Basta o enfermo desconfiar que será levado para a Santa Casa que milagrosamente sara de pronto.

Milagres também são comuns em Louver City. A cidade ficou mundialmente conhecida por ter uma Santa que chorava. Hoje o responsável por esse milagre é o Prefeito Municipal, que faz a todos os "indigenas" de Louveira chorarem ante o marasmo!

Louveira, tem seu nome por duas vezes no Livro dos Recordes, a segunda inclusão se dá por ser a única cidade segundo o IBGE no Brasil a não ter homossexualismo masculino. Mas o fato é explicado até pelos ‘médicos conceituados’ da Santa Casa: ao sentir-se mais afeminado que o normal, o “homem Louveirense” repatria-se para a máscula Campinas. Como diz o sábio frentista do Posto Chuá (muito bem recomendado por este que escreve esta resenha) “...é só seguir a Anhanguera que você acaba dando em Campinas!”

NOVIDADES[editar]

Como toda cidade (caipira) interiorana de São Paulo, Louveira tem sua fruta tradicional (calma não é nenhuma das muitas bibas da cidade). A uva destaca-se como um dos principais fruto cultivados em sua Zona Rural. Fica a dica então: Venha a Louveira, dirija-se a Zona e chupe a vontade! (mais uma piadinha sobre os 'machos' Campineiros e muito difundida pelo finado Purpurina Clodovil e Junior (irmã (ão) da Sandy). Em 2010 surgiu um projeto de modificação, inovador e ousado... Louveira inovaria sim, mas para isso sairia do circuito das frutas. Uma mudança drástica mudaria a uva pelo chuchu (segundo a massa pensante da cidade, a repercussão seria muito maior. Sai a fruta sazonal e entra o Chuchu (ou Xuxú?) que dá em qualquer lugar e o ano todo. Nessa linha inovadora de raciocínio, Louveira aproveitaria a mudança no eixo da terra (pelo terremoto no Chile) e com a ajuda de uma das inúmeras Transportadoras do Município, iria para próximo a Campinas e então entraria para o Circuito das Bibas, ou ‘O VERDADEIRO CIRCUITO DAS FRUTAS’ formando uma trindade gay juntamente com Pelotas, cidade vizinha a Campinas.

Vale lembrar que Louver City em épocas passadas foi crivada de borboletas, “ave” esta... (ave????) que já foi até símbolo de administração municipal (a Disney cobrou caro os direitos de imagem do viadinho Bambi na época), hoje em desuso pois o inseto (inseto???) de rapina TUCANÚS que povoa hoje o pombal municipal!

Por ser a menor (pior) cidade do Circuito das Uvas, o Prefeito (com sobrenome impronúnciável) encheu a cidade de quebra molas, assim os desavisados que não usam a Rodovia Anhanguera e sim as Secundárias gastam horas e horas para passar pelo centro da cidade apenas para aquela “urinada tradicional”. Diz a máxima popular que Louver City está no mapa apenas para isso: para o motorista dar uma mijadinha!!!

A Cultura e os fatos importantes (Policiais, fofocas e obituários) são o ponto chave do semanário (mal escrito e sem conteúdo) ‘Página de Louveira’ sucessor do Folha de Louveira, um encarte que era desprezado pelos leitores de Vinhedo mas... muito usado nos lava-rápidos como tapete de carro e porta-malas devido ao seu grande conteúdo CÚltural e nos refinados banheiros do Posto Chuá (recomendo).

Portanto, indo a Louveira... não me chame! Se tiver de ir... seja breve e vacine-se! Se estiver... mude para Vinhedo, nunca para Campinas! Se nunca foi... agradeça a Deus! Se encontrar um gênio dentro de uma lâmpada, use dois desejos com Louveira! Primeiro, cerque-a com um muro bem alto (tipo os dos milhares (apenas 3) CÚdomínios da City); Depois, encha de Água (calma gente... ninguém vai morrer, [email protected]#*a boia!!!

E você Louveirense de coração que se orgulha e enche o peito com esse ar fresco (já explicado anteriormente) das pradarias de Louveira... Solte o grito entalado em sua garganta... Vai é ano de Copa, eleições majoritárias... grita, girta, anda caipira, grita... Visite Louveira!!! Antes que acabe!

Cquote1.png É a rocinha, não é as casas dos bainos do "quebra" Cquote2.png
Turista + Louveirense do centro

Cquote1.png Nunca vi! Cquote2.png
Stevie Wonder sobre sobre as belezas de Louveira

Cquote1.png Louveira não precisa comemorar o seu dia, ele já é comemorado todos os dias Cquote2.png
Prefeito HÉlÉutÉrio Palerma

Cquote1.png Louveira é uma cidade de primeira! Engatou a segunda você está em Jundiaí! Cquote2.png
Você sobre sobre a longínqua extensão da 'Terra da Videira'

Cquote1.png Louveira é uma cidade de primeira! Engatou a segunda você está em Vinhedo! Cquote2.png
Eu sobre sobre a longínqua extensão da 'Terra da Videira'

Cquote1.png Puta cheiro de frango queimado! Cquote2.png
Qualquer um ao adentrar o bairro Santantônio sobre mais conhecido como Quebra

Cquote1.png Foi lá que eu perdi minhas botas! Cquote2.png
Judas sobre sobre o bairro Monterrey

Cquote1.png Como chama isso aqui? Cquote2.png
motorista ao abastecer o carro sobre Localização e importância de Louveira

Cquote1.png Já comi alguém de lá!!! Cquote2.png
praticamente todo o mundo (menos "homens de Campinas" sobre as beldades Louveirenses

Cquote1.png Para aqui que eu vô mijar. Cquote2.png
todos que passam por Louveira sobre utilidade da cidade

Cquote1.png Eu tenho aquilo roxo! Cquote2.png
Prefeito Municipal sobre a cor do seu novo batom

Cquote1.png PONHAR Cquote2.png
o cidadão Louveirense sobre novo verbo descoberto em "exame de rotina na Santa Casa."

Cquote1.png CÚ DO MUNDO Cquote2.png
GOOGLE sobre Louveira

Cquote1.png Vo pá lá mainha, pá vê sí mióro dí vida! Cquote2.png
Nordestino, seguindo o exemplo de varios (varios mesmo) outros conterrâneos.

Cquote1.png Falha no engano Cquote2.png
Charles Henrique sobre (a)fundação da cidade.