Luftal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bob Mauley.jpg   Fala, diabo! É o seguinte: Luftal rap é mais uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado?
Então, não zoa este artigo não, porque vai dar em treta, diabo do diabo do diabo



Cquote1.png Isso não...vai ter fim...nem que eu quiser você, sai de mim Cquote2.png
Sandy, após tomar Luftal

Vítima do uso indiscriminado de Luftal

Cquote1.png Pum! Cquote2.png
você, após tomar Luftal

Cquote1.png Fica queto! Cquote2.png
Mendigo, em conversa com sua barriga, após tomar Luftal

Cquote1.png Bum!Bum!Bum!o homí é bomba! Cquote2.png
O Rappa, música composta em homenagem a um homem viciado em Luftal

Cquote1.png Foi sem querer querendo! Cquote2.png
Chaves, após tomar Luftal

Cquote1.png Eu fiquei toda babada! Cquote2.png
Véia Punhetera, da novela das oito (que começa as nove), após ouvir Roberto Carlos e tomar Luftal


Luftal é um antipeido, um remédio criado pela doutora Helena com intuito de proporcionar o simples ato de peidar à pessoas que não o fazem naturalmente. Dando uma vida mais confortável para Sandy, Sasha, emos e outros seres que curtem queimar a rosca.

Uma pessoa sob efeito do Remédio

História[editar]

Em 1900 e antigamente, papai Xororó preocupado com sua filhinha virgem, Sandy, que além de não cagar, não estava mais peidando, procurou a médica Dra. Helena. Entusiasmada com o caso, pesquisou por décadas a cura desse mal, afim de salvar a pobre "virgem".

Com o passar do tempo a doutora descobriu que Sandy estava com o cu entupido, devido a sodomia que sofria por parte de seu namorado Família Lima. Mesmo com a solução desse problema, a médica não o projeto, usando como cobaia sua filha. A menina teve adicionada a sua dieta, que até então era constituída de gelatina verde, uma pasta de repolho e ovo cozido. Além dos gases, a garotinha (até então normal) começou a sofrer retardos mentais e ficou com a dicção semelhante a de Tevez (outro usuário do produto). Logo a criança que se chama Gabrielinha Cu doce, recebeu o apelido de Clara, para homenagear seu inseparável amigo ovo cozido.

Empenhada no seu experimento, Helena passou a testar seu remédio (agora em gotas) em pobres cães. Que ao participarem do Late Show soltavam gases terríveis, chapando a apresentadora, Luísa Mel, fazendo-a cometer grandes idiotices durante o seu programa. Com o produto testado/aprovado por Luísa e Clara, pessoas extremamentes "normais", iniciou-se uma nova fase na história do produto.

Comercialização[editar]

O que ninguém sabe, é que Helena possui uma cópia de Amor, Estranho Amor, filme que ela usava durante suas surubadas com as freiras. Valendo-se desse importante artefato, a médica passou a chantagear a inocente Xuxa. A rainha dos baixinhos, sob pressão, passou a divulgar o produto, intitulado Luftal (não se sabe por quê). Valendo-se do fato de Sasha ser uma princesa (e todos sabem que princesas não peidam), sua mãe começou a lhe dar o remédio, assim divulgaria o produto e proporcionaria a sua herdeira, esse mimo flatulento. Sasha foi fotografada varias vezes sob efeito de Luftal. Nas fotos ela aparece agitada, fazendo caretas. Em algumas observa-se a mocinha mostrando seu dedo do meio, recém tirado do reto, após tentar bloquear os gases.

Michelinluftal.jpg

A parceria Xuxa/Helena, viria a acabar no episódio da nave. Afim de agitar seu cu, parado desde o fim de seu namoro com Pelé, a rainha decidiu tomar um comprimido, do já celebre Luftal, durante a gravação de seu programa. Ao entrar na Nave da Xuxa, não resistiu e soltou um fortissímo peido, provocando uma explosão e um consequente incêndio. Logo depois o então presidente Lula proibiu a comercialização do filme erótico da raihha dos baixinhos, o pedido de Xuxa foi atendido após uma tarde de "brincadeiras" no Palàcio da Alvorada. Sendo assim Helena perdeu sua garota propaganda.

Não se deixando abater, a médica contratou, os até então desconhecidos Zezé di Camargo e Luciano. Antes de se apresentarem tomavam o produto. Durante as músicas se contorciam de dor devido aos gases, o que lhes proporcionava agudos estridentes e uma aparência "estou me cagando", marca registrada da dupla. O estilo foi adotado por outras duplas, alavancando as vendas e popularizando o Luftal.

Após esse episódio,Helena vendeu a fórmula para um grande laboratório, com o dinheiro comprou uma cobretura no Leblon e chamou Salvador e Ligía(torcedores do Internacional de Porto Alegre), para morar com ela. O comprador do remédio extinguiu as celebridades de seus anúncios, adotando bonecos de massinha como estrelas dos comerciais. Falam que a mudança foi para acabar com o fedor que enpestiava os estúdios de filmagem, levando quase a morte o diretor Pênis Carvalho e a diva Dercy Gonçalves.

Peido provocado por overdose de Luftal


Luftal na Atualidade[editar]

Hoje em dia o Luftal é o responsável pela catinga existente nas filas de endoscopia e radiografia. Seus tempos de glória se findaram, hoje é um simples peidante utilizados por velhas constipadas e emos. As celebridades negam qualqure envolvimento com a marca. Horrendos bonecos de massa tem a doce tarefa de divulgá-lo e tentar deixar o mundo mais "perfumado". Cogita-se o lançamento do produto em gel. Carla Perez e suas amigas esperam ansiosas essa novidade, esperando que este modele seus penteados oxigenados.

Curiosidades[editar]

Broom icon.svg
Tua mãe desencoraja seções de curiosidades, mas nós não ligamos a mínima! Sob as políticas da Desciclopédia
Mas bem que esta seção pode ser aproveitada integrando-se piadas decentes às seções mais adequadas.
Cada curiosidade pode render uns bons parágrafos, então faça direito!
"Homem" que segue o "Estilo Luftal de Ser"


  • Junior, irmão de Sandy, também não peida. Médicos já o examinaram e nada identificaram. Questionado sobre o assunto,Junior apenas ficou vermelho e em seguida olhou para seu cunhado, ? Lima, este por sua vez esboçou um sorriso malicioso, seguido de uma piscadela;
  • Gugu também não peida;
  • Clodovil, sofre do mesmo problema.
  • Coincidentemente,Dado Dolabella, passa pela mesma situação.
  • Especialistas afirmam que "O Estilo Luftal de Viver", está se tornando mais popular que o estilo sertanojo, punk e hyppie.
  • Carla Perez invadiu a fábrica onde se produz Luftal, para pegar pessoalmente um autográfo do boneco de massinha de modelar, que aparece na propaganda do remédio.
  • Ronaldo Ésper, tomou um vidro de Luftal, horas antes de roubar os vasos no cemitério.
  • Luftal tem uma inimiga: a peidorreira Mogi Guaçu.

Ligações externas[editar]


Papaco.jpg AVISO DE MONTE DE BOSTA!
Esta página é um monte de bosta. O autor reconhece isso.