Lyndon Johnson

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Lindo Johnson
Lyndon Rambo.jpg
36.º Presidente de EUA
No cargo
22 de novembro de 1963 –
20 de janeiro de 1969
Vice-presidente Ele já era vice, seu idiota!
Primeira-dama Lady Bird Johnson
Antecessor John Kennedy
Sucessor Richard Nixon
Pessoal
Nascimento 27 de agosto de 1908
Stone Temple Pilots, Texas
Morte 22 de janeiro de 1973
Mesmo lugar de cima
Profissão Professor de vagabundagem
Partido PSDB

CoffinDance.jpg

Lyndon Johnson já morreu!

O Cramunhão agradece por esta alma!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno


Cquote1.svg Quem é você? Cquote2.svg
Tiririca sobre Lyndon Baines Johnson
Cquote1.svg Quem é você? Cquote2.svg
Qualquer pessoa sobre Lyndon Baines Johnson

Lyndon Baines Johnson, mais conhecido como Johnson, o Lindo ou LBJ foi um grande comandante na Guerra do Vietnã e presidente dos Estados Unidos.

Maravilhoso[editar]

Lindo era pervertido na adolescência

Durante toda sua vida, Lyndon foi conhecido por sua estrondosa beleza. Comerciais de TV, campanhas publicitárias, capas de revistas... Tudo isso era comum na vida de Lyndon, que foi apelidade no mundo artístico de Johnson, o Lindo. Com sua beleza, foi fácil convencer os eleitores a votarem nele, elegendo-o presidente.

Nos EUA[editar]

Como diz um certo musical da Broadway: LBJ pegou o IRT, para a 4th Street, USA. Quando chegou lá, o que ele encontrou? A juventude da América no LSD!

Guerra do Vietnã[editar]

Logo após Lindo assumir a presidência, explodiu a Guerra do Vietnã. Os vietcongs massacravam os americanos nos campos de batalha. O presidente resolveu tomar uma atitude: vestiu uma farda militar e se juntou às tropas americanas. Sentado em uma poltrona de couro, Lindo comandou as tropas. Depois de alguns meses, Lindo voltou aos Estados Unidos, onde declarou:

Cquote1.svg Fizemos o que podíamos. Milhares de americanos morreram... Eh... É com você Nixon! Cquote2.svg
Johnson, o Lindo

Aplaudindo.gif
Lyndon Johnson merece
uma salva de palmas por ser responsável pela derrota mais humilhante da história dos Estados Unidos