Marmita

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Jesse.JPG Doe um prato com comida! Seja solidário com Jessé!

Este artigo é mais maltrapilho que o nosso amigo aqui. Faça alguma coisa, mate a fome de Jessé porque a coisa tá feia...

Gilbrother.jpg
NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Marmita.



Cquote1.png Você quis dizer: Marmota? Cquote2.png
Google sobre Marmita

A aranha é outro animal que conserva seu lanche para mais tarde.

Marmita é um prato feito portátil e a base alimentar do brasileiro. Escravos corporativos do mundo inteiro levam suas refeições guardadas em recipientes herméticamente selados, onde as bactérias responsáveis por botulismo e antrax desenvolvem-se em ritmo acelerado.

Os marmiteiros têm formatos diferentes e são feitos de materiais variados, que mudam de acordo com a cultura da região. As marmitas cilíndricas podem ser empilhadas uma em cima da outra para transporte. As marmitas de alumínio são extremamente perigosas, e só devem ser manuseadas por profissionais especializados equipados com luvas térmicas que resistem ao caldo de feijão, sopa e ácido muriático ferventes. Essas substâncias tóxicas provocam queimaduras de 3º grau quando entram em contato com a pele.

História[editar]

No Japão do século XVI, as pessoas começaram a carregar caixas de madeira com fetos dentro, para serem devorados com arroz e saquê enquanto as cerejeiras entram em flor. Desde aquela época, as marmitas dos amarelos são ricamente decoradas com motivos eróticos e da cultura popular.

Na Índia, a casta inferior de párias entrega comida de bicicleta para seus superiores, recebendo chicotadas se derramarem o conteúdo durante a viagem. Esses pobres seres de existência miserável são chamados dabbawalas (literalmente "carregadores de caixas"), e morrem cedo atropelados por elefantes enfurecidos ou envenenados por exposição prolongada ao curry.

Durante a depressão econômica nos EUA (a antiga dos anos 30, não a atual), o trabalhador carregava sua refeição em uma maleta de ferro. Muitas vezes essas maletas caíam das vigas de ferro de prédios em construção, esmagando o crânio de algum infeliz que estivesse passando pela rua naquele instante. Na mesma época, a indústria americana começou a vender lancheiras para as crianças, feitas de metais pesados e altamente tóxicos. A primeira lancheira licenciada foi lançada em 1935 pela corporação Disney, decorada com um personagem sinistro e bizarro chamado Mickey Mouse, um rato mutante gigante que fala com voz uma voz fina e efeminada e possui um cachorro de estimação.

Galeria[editar]

Ver Também[editar]