Marreta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Martelo de Thor porra nehuma: aquilo é um marretão!

Cquote1.png Você quis dizer: Martelo. Cquote2.png
Google sobre Marreta
Cquote1.png Eu vou pegar a minha MARRETAAAAAAA!!! Cquote2.png
Everson Zoio sobre marreta.
Cquote1.png Martelão! Cquote2.png
Prego que não sabe o nome de marreta.
Cquote1.png ...mas, isso dá mais dor de cabeça que o narigudo! Cquote2.png
Prego comparando o narigudo martelo com o marretão.
Cquote1.png Quando eu vejo esses negócio de ispini splendi eu fico com raiva, e quando eu fico com raiva... EU PEGO A MINHA MARRRRRRRRRÊTA!! Cquote2.png
Everson Zoio sobre marreta


A marreta deveria ser apenas para derrubar parede mas, não: Ela é quem inferniza a vida dos pobres preguinhos assim que o martelo some, ou seja, quando o prego se vê livre do martelo a marreta tira-lhe a paz.

Derrubando paredes[editar]

Preguinhos abusados se aproveitando do martelo: com a marreta o negócio é diferente...

Quando a marreta entra em ação sempre é para substituir mas, nem mais me refiro ao narigudo martelo, e sim à muitas outras coisas. Uma dessas coisas são explosivos que, como se sabe são o que há para demolir, assim, coisas muito duras e poderosas são levadas abaixo em segundos mas, adivinha se não houverem explosivos se não é a marreta que se faz presente?

Marretar é uma arte que pedreiros costumam praticar, e note só: Eles erguem paredes empilhando tijolos, batem a bunda no cimento, constroem tudo que é coisa, com portas, portais, janelas, azulejos e tudo, mas o nome é pedreiro porque o ato de quebrar pedras é mais marcante do que tudo... e a marreta é quem adora demolir.

O barulho do metal da marreta demolindo tudo é aquela canção gostosa de se ouvir, que todo mundo já deve ter tido o privilégio, sim, basta algo estar sendo reformado ou construído há um raio de poucos metros e essa melodia constante se nota. E nada se pode fazer: é trabalho, evolução, moradia e progresso: E lá vai a marreta marretando. Nem é preciso mensionar que ela também substitiu os trituradores e, em muitos casos é mais precisa.

Marreta na visão de um prego[editar]

Resultado de piercings pregos postos com marreta ao invés de martelo.
Insistindo em usar a marreta.

Para um preguinho (ou pregão) a pior das sacanagens é quendo a marreta substitui o martelo. Ele já acha o martelo um narigudo mandão e intrometido que quer que os pregos fiquem certinhos no lugar, e alguns pregos querem ficar em locais diferentes do devido, ora, isso é liberdade mas, o prego vai todo pragmático e manda arrasta os pregos para dentro de onde for preciso...

...agora imagine quando a marreta substitui o martelo. É para o prego, e principalmente um prego rebeldinho uma grande chatisse elevada decima potência. O martelo na cabeça dele mandando e fazendo aquele barulho repetitivo em sua cabeça é algo quye ele atura sem gosto algum mas, a marreta é ainda pior. O prego olha e tem dúvida se ainda pode chamar o seu instrumento complementar nas construções de narigudo. Com o martelo era fácil mas, a marreta é confusa: Nem tem o poder de tirá-lo do lugar, apesar daquele tamanho todo e, ainda assim é um instrumento mais pesadão.

A marreta vai mais precisa atrás do prego e quer colocá-lo no lugar certo mas o prego acha mais estranho do que o martelo, a marreta escuta palavrões do preguinho rebelde e fica brabão (porque apesar de ser a marreta aquilo só pode ser masculino). E o prego olha, chama de narigudo como faz com o martelo mas, sem muita convicção mas, acaba obedecendo.

Marretar[editar]

Marretar, assim como na visão do prego, porque as paredes nem ligam em ser demolidas mas, os preguinhos são pontudos e cabeçudinhos, não adianta mas, assim como na visão dele, marretar em sentido figurado, é encher muito o saco, insistir em um assunto, reclamar sempre das mesmas coisas... assim se está marretando algo na cabeçinha (de prego) de alguém, que é pior do que marteladas.

Pergunte-se, por exemplo daquelas coisas que seus pais ficam marretando enchendo a paciência, saben do que tu é assim mesmo e não vai mudar: ora, o que se pode mudar e melhorar assim se faz, o que não muda, é como é: e um preguinho rebelde prefere enferrujar do que se deixar fixar por marretadas...

A marreta serve de modelo para batedor batedor de carne, martelo de juíz, que é mais uma confusão, já que tem dois lados iguais e não um pé-de-cabra de um lado, ora, então deveria ser marreta de juíz.

Quem luta com marreta[editar]

Ver também[editar]