Mereana Mordegard Glesgorv

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
0,,14479677,00.jpg Atenção! Este artigo seca!

Cuidado ao ler, pois ele pode lhe passar uma uruca filha da mãe! Ééé... Porque tem gente que bota OLHO GORDO.

Sabrina Sato, hein??? Eu sempre quis pegar uma gata assim...

10413.gif

Mereana Mordegard Glesgorv fez pacto com o CAPETA!
Então é melhor nem se meter com esse artigo, senão o capeta vai atrás de VOCÊ!!!


Mereana Mordegard Glesgorv não é nada mais que um vídeo podre feito no Movie Maker por um anormal com problemas mentais, no qual não tinha nada para fazer e foi inventar lendas para este vídeo.

O que se passa[editar]

No vídeo passa um fundo vermelho, com uma imagem de um homem árabe mais feio que seu tio, com um som irritante com detalhes de filme antigo, e no final o tal árabe dá um sorrisinho para a galera. OBS: Feito no Paint

A foto do famoso arabé na sua vida normal
O coitado do árabe sendo utilizado pelo Vídeo como assustador de usuários


A lenda[editar]

Passou informações pela internet que morreram 153 pessoas assistindo esse vídeo podre, arrancando os seus próprios olhos para enviar na empresa responsável pelo Youtube, e depois suicidar de diversas formas (bizarro, não?), mas não passa de uma bela lenda bosta, outra coisa que falam, é de um cara que assistiu só alguns segundos deste vídeo e começou a dar gritos sem parar, e até hoje ele é traumatizado por causa disso.


Identificação do vídeo original[editar]

O verdadeiro vídeo original do Mereana Mordegard Glesgorv não dá para ver buscando pela página do Youtube, e sim por um link direto, e o usuário não tem IP fixo [1]

O sujeito do vídeo[editar]

Não é nada mais do que um seboso árabe feio, por ser tão feio, pegaram a foto dele e botaram neste vídeo para dar medo nas pessoas, e conseguiram!

Outras supostas lendas[editar]

  • Se ver o vídeo todo pelo menos 7 vezes no mesmo dia, de madrugada irá aparecer um gato preto na

janela do seu quarto.

  • Se você botar a cara no monitor e olhar só os olhos do pobre árabe, é provável que ele saia da sua tela e pegue seus olhos de presente.