Mineirinho Hoversurf in the Merda Mess

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Mineirinho Hoversurf in the Mess é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Bowser rapta a Princesa Peach.

Mineirinho Hoversurf in the Mess
Header 292x136.jpg

Cquote1.png Mineirinho edição back to the future Cquote2.png

Informações
Desenvolvedor Old School Blender Addicted (Eu AINDA não entendo como esse é o nome da produtora!)
Publicador Manic Mind Game Lab
Ano 2017
Gênero Esporte, achamos.
Plataformas Ruindows 7, 8, e 10
Avaliação Recusamos considerar essa coisa um "jogo" pra dar nota
Idade para jogar Livre (embora deveria ser apenas para maiores de 150 anos devido ao excesso de cenas traumatizantes)

Cquote1.png Continua sendo exatamente o que parece. Cquote2.png
Youtuber Stink Terios na sua review do jogo
Cquote1.png VOCÊS SÃO TUDO BANDO DE INVEJOSOS LIXOS CHUPA ROLA DE GRINGO VAO TOMANO CU Cquote2.png
O criador do jogo sobre as críticas a sua linda DLC
Cquote1.png Ei, seu Mineiro Filho da Puta, devolve a minha prancha! Cquote2.png
Mart Mc fly sobre Hoversurf in the Mess
Cquote1.png Heh, do que mais de se esperar de um Mineiro? Cquote2.png
Nordestino sobre Hoversurf in the Mess
Cquote1.png ELES COPIARAM AS NOSSAS MÚSICAS NA CARA DE PAU! Cquote2.png
Garotos da Praia Beach Boys sobre Hoversurf in the Mess

Hoversurf in the Mess, ou indo pelo título completo, "Mineirinho: Hoversurf in the Merda Mess" ou Mineirinho surfando na bosta (Que meio que é uma ótima descrição do game em si) , é uma DLC do jogo Mineirinho Ultra Adventures. Não você não leu errado leitor, MINEIRINHO !!! E o que é pior: Essa Merda do Tamanho do Péricles foi lançada apenas 2 meses depois do game ser lançado, e eles usaram o fato de que a DLC estava sendo feita por 1 cara sozinho COMO UMA VANTAGEM!

O Jogo principal está a venda por R$3,30. Quanto custa a DLC desse game? R$Mais de Oito Mil R$4,20. Ou seja, a Porra da DLC custa mais do que o jogo principal, aparentemente porque a DLC dura bem mais que o game original. Infelizmente, o tempo de jogatina não é porque a DLC é longa, e sim porque ela é DIFÍCIL PRA CARALHO! E o pior, a dificuldade não está só nos níveis que foram feitos por alguém que parece ter tido um curso de designer no Colégio Icaro em 10 minutos, mas também nos controles que parecem sofrer AIDS da prancha de Mineirinho.

Jogador descrevendo o incrível DLC!

Enredo (Spoiler: É inexistente)[editar]

A história conta sobre a vida de Mineirinho. Após os eventos do Mineirinho Ultra Adventures, o Mineirinho pensou que iria voltar a ter vida normal, sem problemas. ELE ESTAVA ERRADO. Ele cegou em casa inda abraçar o Don Zellitu's, e encontrou ele morto no chão todo ensanguentado. Do lado, ele achou uma nota, que dizia "Os políticos brasileiros mataram o Don Zellitu's! Você é um cara mau o bastante para se vingar?".

Puto da vida, Mineirinho decidiu se armar com uma fabulosa e poderosa PRANCHA DE SURFE DO DE VOLTA PARA O FUTURO, e decidiu viajar até Brasília pra moer os políticos de porrada, ou na caso dele, de frangada (ui!). Acontece que, se não fosse uma pequena descrição na loja da Steam, NEM IA DAR PRA SABER QUE O TEMA DESSE JOGO É CORRUPÇÃO. Sério, só em DOIS momentos o tema vem a tona:

Mineirinho viajando pelo túnel mágico das texturas puxadas.

Quando você entra no menu do game, que toca uma "linda" música cantada pelo que parece ser o dublador do Cailou após cheirar 100 carreirinhas sobre a corrupção dos "homens" de brasília, e no fim de cada nível do game, que te dá um monte de memes sem-graça que foram ROUBADOS da Internet pelo autor do game.

Tirando isso, o Mineirinho: Hoversurf in the Mess não tem bem uma história. Durante o game, você visita os lugares mais aleatórios possíveis, incluindo a porra de uma GELEIRA e umas plataformas verdes bizarras enquanto atravessa o oceano, o que prova mais uma vez que o Blender Master ALÉM de ser preguiçoso, não pesquisou o mapa do próprio país que mora, pois mal sabe a arquitetura dos estados vizinhos de brasília. É também provável que ele criou metade do jogo sem pensar nesse negócio todo de "corrupção" e decidiu enfiar tudo no último segundo, já que somente brasília retrata a corrupção no Brasil, e mesmo assim é dos modos mais ridículos possíveis (Já mencionei que um dos modelos que aparece no nível de Brasília é o LOGO DO JOGO DO MINEIRINHO? SIM, ELES PUSERAM O LOGO DO JOGO DENTRO DO JOGO. LOGOCEPTION). Conclusão: O DLC do Mineirinho tem o pior enredo já criado pra um game desde que fizeram o Bad Dudes VS Dragoninja, no final das contas, era melhor continuar sem enredo que nem o jogo principal do que ter essa desgraça que foi esmigalhada em 10 segundos.

Segundo o criador do DLC, isso era pra ser Brasília. ISSO PARECE SER BRASÍLIA PRA VOCÊ?

Níveis[editar]

Ah, os níveis. Assim como o Mineirinho original, os níveis são curtos, mas pra fazer você imaginar que eles são mais longos que um GOTY, o jogo faz eles serem o MAIS DIFÍCIL POSSÍVEL.A merda é composta de 4 níveis, cada um mais bosta que o outro. Tenha em mente que o DLC custa 4,20 REAIS. Sabe o que dá pra compra por 4,20 reais? Dá pra comprar 1 GARRAFA DE CERVEJA! Sim, e daquelas boas. Então, uh, se estiver pensando em comprar esse jogo, melhor comprar cerveja, pelo menos assim você não tem que ver a DESGRAÇA que é esse game. Enfim, os níveis do jogo são:

  • Nível 1: A Old School Blender Addicted removeu aquele mapa criado no Paint do Mineirinho original. Isso é bom e ruim, porque por um lado seus olhos não correm o risco de queimar ao ver aquela coisa desenhada com a bunda. Por outro lado, significa também que se é CHUTADO pra dento da fase, então cuidado pra não esmagar a cara o chão e morrer logo ao começar o jogo, como é provável acontecer no PRIMEIRO NÍVEL. Esse nível te dá uma ideia de como é o resto do DLC: Difícil pra caralho, com arquitetura e níveis mais vazios que o criador do Mineirinho.
Nós não temos ideia do que é isso. Essa imagem estava na página do Steam do jogo. Perguntas?
  • Nível 2: Um nível FUDIDO de difícil, ele te introduz alguns elementos bostas do game, como o terreno de gelo, que é igual ao terreno normal, só que de gelo. Não estamos sendo sarcásticos, o terreno normal e o terreno de gelo não possuem NADA de diferente, a prancha do Mineirinho não escorrega com mais força ou algo assim, tudo que muda é que ao inés de usar a textura normal bosta de grama usa uma textura normal bosta de GELO. Perto do final o nível te dá uma trolada com uma placa roxa SATÂNICA do trollface que se te acertar manda pro oceano de AIDS abaixo do Mineirinho.
  • Nível 3: Nível feito sobre o efeito de drogas, com túneis e caminhos bizarros, ele possui um céu rosa, com um mar rosa e túneis rosa, que pode significar duas coisas: Ou isso é uma parábola para as dificuldades internas do Mineirinho, que fazem ele duvidar da sua própria habilidade como herói e o faz ver como uma donzela rosada e enfraquecida, ou então de modo mais simples, O CRIADOR DO MINEIRINHO É BOIOLA PRA CARALHO! O nível também conta com os ESPINHOS DA MORTE, que ocasionalmente fazem o Mineirinho bugar ao tocar neles e faz ele VOAR PELA PAREDE.
  • Nível 4: O último nível do jogo (GRAÇAS A DEUS!). Ele se passa em brasília, mais especificamente, a brasília inundada destruída da perdição perdida. Nessa brasília ,dá pra er várias coisas horríveis, como um avião girando em contra-mão todo bugado, placas dizendo "fora Temer" e a CAPA DO JOGO DO MINEIRINHO FLUTUANDO O AR. What. Além dessa bizarrice, a fase tem um monte de prédios, que na verdade são texturas cinzas alargadas e entortadas do modo mais ridículo possível. O prêmio por vencer o jogo é uma "linda" imagem de memes de políticos roubados da internet.
Remake do jogo para o Nintendo Wii U.

A infame prancha do Mineirinho e os controles do game[editar]

A PRANCHA. Sim, Mineirinho usa uma prancha no game. Ela é uma bosta. Não, retire isso: Bosta é pouco. Essa prancha é uma DESGRAÇA. Toda vez que você tenta se mover pros lados, Mineirinho se inclina BEM devagar pro lado apontado. Pra conseguir acelerar, você precisa ativar um foguete roubado da NASA que fica na ponta do Hoverboard. O problema é que é MUITO fácil você apertar o botão do foguete e SAIR VOANDO, porque 1, o jogo foi programado pelo primo do Rubinho, ou seja, ele quer ir rápido, mas só tem uma ideia de como fazer isso, então na mente dele ele só sabe acelerar, acelerar e acelerar sem nem ao menos se mover pros lados, e 2, porque os controles de movimento são um LIXO. Por isso, 99% das vezes você vai estar só rezando pra sua prancha ir pro lado que quer, enquanto também reza pra que o jogo não bugue e te jogue pra fora da tela. Ao contrário dos bugs do último jogo do Mineirinho, os bugs da DLC são tão bostas que nem dá pra tirar vantagem deles, os bugs que te dão velocidade sempre te jogam pra fora da tela que nem um pirocóptero, e quando não fazem isso, eles acabam CONGELANDO o seu jogo.

Outra coisa bem "lecau" do movimento do Mineirinho é o quanto o jogo é injusto contigo. As vezes, caso o game esteja se sentindo benevolente, você irá bater numa plataforma e continuar a se mexer normal nela, simples. MAS AS VEZES, ao invés de tocar na plataforma e continuar normal, o Mineirinho irá sofrer um ATAQUE CARDÍACO e cair no chão morto, fazendo seu horrível e velho "aiaiaiaiaiai!". Isso vale até pra plataformas verticais, que ocasionalmente ao tocar no canto delas, você é jogado pra longe que nem uma cama elástica, mas por algum motivo, de vez em quando a prancha GRUDA nas paredes e um momento Assassin's Creed ocorre, fazendo o Mineirinho deslizar num parkour frenético... até bater de cara com qualquer coisa, porque se isso acontecer, você também morre na mesma hora. O mundo não é justo? Also, os controles do menu são o mesmo do último jogo: É mais lento do que o cérebro de uma feminista e você pode deixar o mouse entre duas opções e nada acontecer. Qualidade que somente um Mineiro velhaco consegue atingir!

Músicas[editar]

As músicas do jogo são exatamente o que parecem ser: Uma bosta. As músicas das fases normais PARECEM ser boas, até que você pega, entre no arquivo do game no Blender, e vê que todas elas são músicas dos Beach Boys que foram roubadas diretamente da Internet e jogadas no game, na cara de pau mesmo. É claro, o criador do Mineirinho tem razão de não ter medo de levar um processo, já que o jogo dele é tão bosta que os membros do grupo provavelmente nem sabem da existência dessa birosca. Ao contrário do primeiro jogo, as músicas nem foram convertidas num formato MIDI, já que no Mineirinho original foram usadas as músicas do Green Day e da ilha dos Birutas na OST do game. Sim, GREEN DAY, porque quando você pensa Minas Gerais, você pensa uma bunda de Rock estrangeira. Melhor que isso, só se for a música tema da tela título. OH SIM, essa música. Esquecemos de falar dela. A música envolve uns homens (Que devem ter sido retirados da rua e pagos um cafezinho em troca de cantar) cantando sobre como o Brasil é cheio de ladrão e corruptos. A musiquinha seria até legal, se ela não durasse 5 segundos e tocasse TODA MALDITA VEZ que se entra na tela título.

Essa música também toca quando se entra nos outros sub menus da tela título. Falando em sub menus, eles são compostos de 2: Créditos, Controles e THINGS FROM BRAZIL. Percebeu algo de diferente? Pois é, a frase "coisas do Brasil" ESTÁ ESCRITA EM INGLÊS. Clicando nessa opção, você é redirecionado a uma página com MAIS memes roubados de políticos. Isso sem nenhum contexto ou explicação, ou seja, se você é um gringo e comprou esse jogo (Sem saber que está fazendo o maior erro da sua vida), se fudeu, vai ficar sem entender e ter que escrever no fórum da Steam sobre isso, provavelmente levando um texto de palavrões do autor como resultado. Na outra, a de créditos, tem uma "linda" imagem do autor do jogo, que aparenta ser o filho bastardo do Venom Extreme, óculos e tudo, cercado de Patricinhas que com certeza não estão posando pra foto por causa de pura dó. E por último, a de controles que te dá a explicação de como jogar essa "coisa". Em baixo de todos esses botões, tem a opção de sair, que é comprovado e testado por todos os jogadores como a melhor opção do jogo.

Vídeos[editar]

Ver Também[editar]