Minerva Campbell

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Minerva Campbell
Minerva02.png
Minerva quando trabalhava no SUS.
Idade Não se deve perguntar a idade de uma dama de meia idade
Sexo link={{{3}}} Feminino
Espécie humana ela se enfiou numa capsula e virou uma TV
Habilidade Controlar a ilha
Hobbie Ajudar os jegues da ilha
Comida Favorita Robôs não sabem o que estão perdendo não comem
Frase Favorita Cquote1.png MinervaBot, dá um abraço nele! Cquote2.png

Cquote1.png Já comi. Cquote2.png
Martin Mertens sobre Minerva Campbell
Cquote1.png Me arrependi. Cquote2.png
Minerva Campbell sobre os comentários acima
Cquote1.png Meu pai é um babaca e minha mãe se arrependeu de ter me feito. Cquote2.png
Sadboy Finn sobre o comentário acima
Cquote1.png MinervaBot á um abraço nele. Cquote2.png
Minerva Campbell sobre o comentário acima
Cquote1.png Porra! Achava que eu era sua mãe!. Cquote2.png
Susana Forte sobre Finn


Minerva Campbell, mais conhecida como “mãe do Finn” é uma humana que servia de estagiaria médica em uma ilha que fica no meio do nada só tem água envolta, é o lugar onde o resto da humanidade se refugiou, ela teve a infelicidade de conhecer Martin Mertens, quando cuidou das fraturas dele e assim laços floresceram, resolveram namorar, brincaram no escurinho e 9 meses depois Finn nasceu.

História[editar]

Minerva e a belezura de bebê

Depois que uma bomba atômica fodeu tudo comeu 40% do planeta Terra e o Lich soltou aquele bafo mortal em todo mundo, os sobreviventes se reuniram num navio e partiram em direção a uma ilha longe de todos mutantes que pareciam uma meleca ambulante, para reconstruir suas vidas miseráveis (sinceramente nem era pra eles sobreviverem por que ao delongar dos anos viraram zumbis tecnológicos e deu merda do mesmo jeito).

Um belo dia que Martin Mertens um babaca filho da puta estava aprontando uma das suas, estando do lado dos “escondidos” sobreviventes que não curtem o estilo de vida da ilha e são considerados criminosos e querem ser livres (mas não podem por que tem um gigante, maior que a sua tia gorda, no meio do caminho que te faz virar um cocô se tentar passar por ele) e ao mesmo tempo outro gordo que não era tão gordo na época tá do lado do pessoal da ilha e assim faz seus trampos, e um dia denunciou a localização dos “escondidos”, ele acabou sendo obrigado por eles a voltar pra ilha, os caras são burros tá pensando o que?

Quando os "escondidos" e Martin estavam na praia (no local denunciado), a Susana Forte que era uma dos policiais caçadores na época foi enviada para lá com a finalidade de linchar aqueles fedidos, Martin se escondia num barquinho, mas o barco afundou meu irmão! Susana pegou sua Havaiana de pau e meteu na bunda dele dele e falou "é - pra - aprender- parar - de - ser - filho da puta" e nossa destemida caçadora calçou seu salto alto fino do fino, e deu aquele chute no cu no Martin ele foi parar no hospital quero que ele morra coitadinho, o que que ele fez pra merecer isso? Ele era só uma vitima da sociedade.

Assim ele foi encaminhado pra enfermaria depois de ter sido inocentado, e na consultoria de Minerva, Martin ficou lá com suas gracinhas e truques, ela apenas foi ali no banheiro dar fazer suas necessidades e o Martin todo fudido, engessado, parecia o Amumu tentou fugir pela janela,aí eu lhe pergunto, como que ele consegue?

Quando o cocô desceu a Minerva pegou o homem no flagra hahá se fodeu e colocou ele pra dormir e desta vez teve que ficar de olho nele todos os dias. Minerva é uma mulher toda certinha e educada e Martin um Zé Droguinha, então cê tá ligado no que deu, foi assim que se criou uma relação entre o pai e a mãe do Finn, uma história um pouco manjada.

Nascimento do Finn[editar]

Um dia estavam lá, com suas vidas tudo uma maravilha, só faltava um filho, o Martin tava excitado e ele disse pra Minerva "E aí vamos brincar de tremzinho da alegria? Você vai na frente e eu atrás ." a mãe do Finn respondeu "beleza!" 9 meses depois foi um dia cheio de berros, "aaaaaaaaaaaahin" "aaaaaaaaai que dor" e assim nasceu o Finn!! A primeira coisa que a Minerva disse naquela hora foi "Oh my god! Essa porra parece o chuck volta pro ventre seu demônio!" e a parteira que neste instante veio do futuro disse : "Parabéns casal! Vocês fizeram um botijão desdentado, amigo de um cachorro lambedor de cocô, um menino cujo tem tesão por chiclete, fogo e floresta"

Filho sequestrado[editar]

Minerva saiu de casa foi trabalhar, cuidar de umas fimoses tá entendendo? E depois que Martin estava enrascado com a quebrada, eles foram até sua casa pra dar um fim no cara, ele falou "pernas pra que te quero!" pegou a criatura mais feia da galáxia o Finn (ainda bebê) correu pra praia pegou um barquinho, deu um olé no titã guardião e foi pra casa do caralho. Quando a mãe do Finn chegou em casa tava tudo destruído, sem sinal de Martin e seu filho, a vida dela nunca mais foi a mesma.

Curiosidades[editar]

  1. Quando o Lich conseguiu abrir um portal pra sala do tempo, ele pediu pra exterminar toda e qualquer tipo de forma de vida, mas isso não funciona pra quem está lá dentro, Finn e Jake chegaram por pouco, então conheceram o cara mais foda do desenho Prismo um mestre dos desejos, tipo o gênio da lampada do Aladin, biridin, rusbé, mas como Prismo é cuzão legal ele só permite um desejo por pessoa, e Finn desejou que Lich voltasse pro inferno e então ele acabou numa realidade alternativa e foi ai que aconteceu a primeira aparição da mãe do Finn no episódio “Finn o humano” o episódio que eu falei lá do Prismo é no episódio anterior.
  1. No fim de hora de aventura Minerva resolve sair daquela cápsula, e então viajou até Ooo junto com os mulas, o motivo disso você tem que assistir para saber, mas um final feliz, além de épico.